Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

HÁ "SACRIFÍCIOS" QUE VALEM A PENA ❤️

IMG_0331.JPG

Pois é, por incrível que possa parecer hoje é o meu último dia das chamadas "congé maternité" (licença de maternidade)... Não sei quem raio se lembrou de dar este nome a este tipo de licença porque se traduzirmos à letra dá algo como congé maternité = férias de maternidade!!!! Quem colocou este nome nunca deve ter tido filhos, ou se os teve nunca ficou em casa com eles... Quem tem sabe bem do que estou a falar.... 

 

Era suposto o Martin com 2 meses e meio ficar agora numa creche ou numa ama, mas mais uma vez eu e o R. decidimos fazer um bocadinho de sacrifícios e prolongar este tempo, de forma a que eu possa ficar com o Martin em casa, tal e qual como fizemos com o Gui.

 

Com isto ainda há quem pense que ganhamos milhões para poder suportar com tantas despesas que temos, há ainda aqueles que acham que na França é que dá lucro ter filhos e há ainda aqueles que acreditam que para nós é tudo mais fácil... Enfim... Claro que é preciso fazer contas às despesas que se tem, fazer sacrifícios em coisas que não nos façam tanta falta e recorrer muitas vezes às pequenas economias amealhadas até então, e embora no final o prejuízo económico seja evidente, não há riqueza no mundo que pague este tempo que dedicamos ao nosso bebé numa fase tão importante da sua tenra vida! 

 

Está mais que provado que o aumento do período em que as mães podem ficar com o bebé após o nascimento é de grande importância para o desenvolvimento infantil. O contacto com a mãe estimula as conexões no cérebro do bebé, que faz com que este se sinta seguro, acolhido e amado, condições estas que criam uma inteligência emocional que traz consequências positivas para toda a vida do bebé, em todas as relações. Por isso, aqui fica o meu testemunho, se há uma altura em que devemos fazer "sacrifícios na carteira" este é, sem dúvida, um deles!

COISAS DE MÃE

IMG_9184.JPG

QUEM SE IDENTIFICA?!

Ultimamente não tenho tido oportunidade para escrever uns posts... Eu até me esforço, mas acho que estes últimos dias não tenho conseguido organizar-me nesta vida de mãe... Há alturas assim, e esta é sem dúvida uma delas! 

IMG_8600.JPG

JÁ SÓ FALTA 1 MÊS

Pois é, depois que o Gui nasceu e passados os 2 meses e meio de licença de maternidade, optamos por fazer um sacrifício financeiro e ficar eu em casa mais 6 meses com a tal "ajuda" miserável do Estado... 

 

Passou tão rápido que já só falta um mês para recomeçar a trabalhar. Felizmente pude gozar todas as minhas férias logo de seguida, o que faz que comece a trabalhar só no dia 29 de Março.

 

Em nenhum momento nos arrependemos de termos tomado esta decisão, muito pelo contrário... Posso garantir que ganhamos muito mais do que perdemos!

 

Perdemos algum dinheiro, sem dúvida, mas pude proporcionar ao Gui todo o tempo do mundo só para ele... Cada conquista que ele teve eu tive o privilégio de poder ter estado presente, e isso não há dinheiro do mundo que pague esse tempo tão precioso... Assim será até ele completar quase 10 mesinhos, depois lá terá que ficar sob o cuidado de outra pessoa enquanto estivermos a trabalhar... Ainda não me consigo imaginar longe do meu Principezinho, mas lá terá que ser... Até lá, vou continuar a usufruir de cada segundinho junto do bem mais precioso que temos! 

IMG_6676.JPG

VIDA DE MÃE...

IMG_4640.JPG

 

Hoje começamos assim o dia, mal saímos de casa...

E terminamo-lo exactamente da mesma forma...

Será que é mais uma daquelas habilidades "fantásticas" do Gui?!

Ou seria apenas coincidência?!

Haver vamos...

Eh... Eh... Eh...

DEPOIS DAS FÉRIAS (E NÃO SÓ)...

image.jpeg

 

Confesso que isto de vir de férias é duro... 

Com tanta tralha que havia para arrumar,

a casa para limpar e com o nosso "Mini-Boy"

sempre a pedir a nossa atenção...

Foi cá um gasto de energia que íamos já de férias amanhã, 

mas desta vez para uma ilha

com direito a um "mordomo" só para nós!

(Eh... Eh... Eh...)

NÃO EXISTE FALTA DE TEMPO

image.jpeg

Ainda há quem pense que quando se está de licença de maternidade está-se de férias prolongadas, uma realidade que está bem longe disso! Hoje posso comprovar, na primeira pessoa, que a licença de maternidade é nada mais que uma espécie de "trabalho", onde se trabalha 24horas por dia e não há horários para rigorosamente nada. É impressionante como a vida de uma pessoinha muda a vida de uma familia.... Neste caso, a nossa vida!

 

Cá em casa tudo passou a funcionar de acordo com o Gui... Quer seja para comer, para tomar banho, para sair, para dormir, para telefonar a alguém e até para ir à casa de banho (Eh.. Eh... Eh...)... E olhem que eu juro que faço de tudo para que a minha vida mantenha uma certa rotina, tal como antigamente, mas é quase uma missão impossível!

 

E por incrível que pareça, esta minha nova vidinha de "corre-corre" deu-me ainda mais traquejo para gerir esta escassez de tempo, aquele tempo que todas as pessoas dizem "não ter"... Posso até nem tomar o pequeno-almoço a horas, posso até não ter todo aquele tempo que tinha para mim, mas de uma coisa tenho certeza: o tempo agora é principalmente para o Gui, e para aquelas pessoas que fazem parte das nossas vidas.

 

Hoje mais que nunca posso dizer que "não existe falta de tempo, existe sim falta de interesse. Porque quando a gente quer mesmo, a madrugada vira dia. Quarta-feira vira sábado e um momento vira oportunidade"!