Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

DE VOLTA...

Depois de 33 dias em Portugal, foi tempo de regressarmos àquela que é a nossa casa... Saímos de Portugal na sexta-feira à noite e, ao fim de mais de uma dúzia de paragens em várias estações de serviço, com o Martin a "comer" a cada 2 horas e o Gui a dizer que a nossa casa era muito longe, lá chegamos ao nosso destino, no sábado à noite... 

 

Tenho que confessar que fazer a viagem de carro não foi nada fácil, e esperamos nunca mais a voltar a fazer, pelo menos nesta condição de "emigrante"... É demasiado cansativo, são muitos quilómetros a percorrer e acabam-se por perder dias de férias na estrada... 

 

Este ano, e com o Martin tão pequenino passamos umas férias sem grandes correrias... Confesso que senti saudades das típicas férias de Verão, com muito calor, muita Praia, muito Sol, muitas saídas à noite e jantaradas... Mas claro que deu para o mais importante: matar saudades daquele que será para sempre o nosso "pedacinho de terra"...

 

Nestes 33 dias, passados em Portugal, o Gui cresceu tanto e teve oportunidade de ter experiências únicas... Foi à Praia com a avó, apanhou caranguejos que depois os fez regressar ao mar, ajudou os avós em tarefas simples do campo, viu pintainhos nascer, brincou muito com os primos, saiu muito com os avós, fartou-se de "comer torradas e beber pingos", riu muito, saltou imenso, deitou-se tarde e acordou cedo, ganhou o gosto em comer gelados e iogurtes líquidos...  Fez imensas birras porque sabia que havia sempre alguém, que de uma forma ou outra, cedia aos seus caprichos... Coisas tão simples mas que o deixaram super feliz e com vontade de ficar lá para sempre...

 

O Martin, nos seus 17 dias de vida, acabou por fazer a sua mais longa viagem... É claro que não ficará com nenhuma memória desta viagem, mas terá o registo fotográfico das suas primeiras férias de Verão, onde terá a oportunidade de ver o quanto ele foi, desde sempre, amado...

 

Já nós, regressamos de coração cheio, com a certeza que um dia teremos que voltar a morar naquele pedacinho de terra, pois é lá que somos todos muito mais Felizes... E enquanto esse dia não chega, vamos aproveitar o melhor que esta terra tem para nos dar...

IMG_0246.JPG

 

 

DESCULPEM A AUSÊNCIA...

Desculpem a ausência mas foi tudo por uma boa causa... Estivemos, os três, quinze dias de férias em Portugal, desta vez o Papá R. (como chama carinhosamente o Gui) ficou em França... É claro que não foi fácil deixar o Papá cá, mas mesmo assim, foi bom podermos fazer esta escapadela os 3, para matar algumas das saudades antes do Principezinho 2 nascer...

 

Tentámos aproveitar o máximo que pudemos, visitamos a nossa família e alguns dos nossos amigos, passeamos pelo campo, andamos pela cidade e corremos pela praia... Mas que dias fantásticos que tivemos... Só foi mesmo pena o papá não estar também...

 

Fomos presenteados por dias de sol fantásticos, com algum calor à mistura... Despedimo-nos do Inverno da melhor forma possível... E prometemos que um dia aquele pedacinho de terra tornaria a ser o nosso lar...

 

O Gui andava eufórico com tanta liberdade... E assim que viu a praia correu a reclamar que queria "nadar" na água como fazemos nos dias quentes de Verão... Tentei explicar-lhe que só podíamos ir para a água quando regressassemos nas próximas férias, com mais calor, mas na sua inocência dos dois anos respondia-me sempre que "ali já era o calor"... E claro que para ele estava suficientemente calor, para trás tínhamos deixado os gorros e os casacos de Inverno a que estávamos habituados... Lá acabou por perceber que ir para a água seria complicado, mas mesmo assim delirou com o simples facto da podermos brincar na areia junto à água...

 

As idas ao parque também eram mais interactivas, depressa o Gui percebeu que todas as crianças falavam a mesma língua que ele, e não aquela língua estranha que ele percebe mas teima em não falar... 

 

Aproveitamos ainda para comprar algumas roupinhas super fofinhas para o Principezinho 2, e é claro que o Gui acabou por ganhar alguns presentinhos também...

 

No final, regressamos cansados mas com o coração cheio e uma mala cheia de boas recordações.... Como foi bom podermos recarregar baterias... Agora é aproveitar os dias da melhor forma, pois muitas coisas boas se avizinham antes das próximas férias de Verão! ❤️

339F2B76-8877-4A6A-98FA-020305393278.jpg

SAUDADE

IMG_9406.JPG

"Aeroportos já viram mais beijos sinceros do que casamentos. Paredes de hospitais já ouviram preces mais honestas do que igrejas. A verdade absoluta das pessoas, na maioria das vezes, só aparece no momento da dor ou na ameaça da perda..." E foi neste momento de "dor" que nos despedimos e, quase sem olhar para trás, entramos naquele avião que tinha como destino aquela que é por agora a nossa casa...

 

Sempre pensei que cada partida fosse ficando mais fácil à medida que o tempo passasse, sempre acreditei que as saudades pudessem ser também menores, mas enganem-se... Quanto mais o tempo passa, quantas mais partidas vivenciamos, maior é essa saudade...

DE REGRESSO...

Ontem fez exactamente uma semana que as nossas férias de Verão terminaram, daí ter andado ausente por aqui... Passou demasiado rápido, mas deu para matar um bocadinho das SAUDADES que tínhamos da nossa Família, dos nossos Amigos e de cada cantinho do nosso Portugal!

IMG_9109.JPG

Entre o Norte e o Sul, passamos grandes momentos em Família e com os Amigos... Que bom que foi estarmos presentes na Romaria da Senhoria d'Agonia, nas Feiras Novas de Ponte de Lima, em todas as jantaradas que tivemos e no casamento dos nossos Amigos... Queríamos ter estado mais tempo com algumas pessoas mas infelizmente o tempo passa tão rápido que quando damos conta já está na hora da partida... Mesmo assim foi muito bom!

IMG_9114.JPG

É maravilhoso sentirmos que por mais que estejamos a quilómetros de distância e por mais que o tempo passe, cada vez que voltamos à "nossa casa" parece que nunca saímos de lá! ❤️

SAUDADE

Amanhã faz uma semana que viemos de umas mini-férias de Portugal... Foram 7 dias tão curtos que mal tive tempo para "repousar" e passar por aqui...  Foi a última viagem que o Gui viajou gratuitamente de avião (já que em Junho completa já 2 anos!Nem me acredito... O tempo voa!), e foi a primeira viagem em que viajamos apenas os dois (pois o R. não tinha mais férias)... Foram 7 dias intensos, 7 dias que me fizeram reflectir ainda mais sobre esta nossa vida longe do nosso país... 

 

Sempre pensei que com o tempo, as saudades do nosso país, se fossem atenuando... Imaginei até que um dia iria dizer, como ouvimos muitos emigrantes, "na França é que é...  Na França não há nada disto, nem nada daquilo...". Mas não...

 

Mais o tempo passa, mais eu vejo que a saudade aumenta... Mais eu vou a Portugal e eu me apercebo que fica mais difícil regressar aqui... Mais eu vejo o Gui crescer, mais eu acredito que ele teria uma infância mais feliz e saudável em Portugal... 

 

Perguntam-me muitas vezes se tenho saudades do meus país, se penso um dia voltar... Como não ter saudades do cheiro e do sol das nossas praias, do campo e das montanhas? Como não ter saudades de passear tranquilamente na minha cidade? Como não ter saudades da nossa comida, das esplanadas dos nossos cafés, das nossas Igrejas, dos nossos Mercados, das nossas Feiras? Como não ter saudades da nossa Família e dos nossos Amigos? Como não ter saudades das jantaradas, das saídas à noite, das festas em família e/ou entre amigos? 

 

É preciso estar longe e sair do nosso cantinho para percebermos a dimensão da palavra saudade! É preciso acreditar que esta é apenas uma fase das nossas vidas, e que um dia, não muito longe do amanhã, iremos regressar sem arrependimentos e aproveitar melhor tudo o que até aqui não dávamos o devido valor... Só quem está longe é que irá perceber, e só quem está longe é que sabe como fica mais difícil cada abraço de despedida...

 

Nunca me arrependi de ter saído de Portugal e, se o tempo voltasse atrás, voltaria a fazê-lo... O facto de sairmos do nosso país dá-nos uma visão melhor do Mundo, dá-nos uma melhor visão do que realmente queremos, e do que é mais importante para nós...

IMG_8594.JPG

SOBRE O FIM-DE-SEMANA DE PÁSCOA...

Pelo quinto ano consecutivo passamos a Páscoa na Alemanha...

Mas desta vez foi diferente...

Foi tão bom ver a ALEGRIA do Gui...

Como ele adora estar rodeado de pessoas queridas...

Foram 3 dias que mais pareceram 3 semanas de desenvolvimento...

Foi impressionante como o Gui cresceu...

O lado menos bom disto tudo, foi a hora da partida...

Foi de partir o coração...

Tão pequenino, mas já percebeu que a hora da despedida dói,

e dói muito...

A partir de agora vai ficar ainda mais difícil

a hora de dizer "vamos até ali mas voltamos já"...

IMG_8394.JPG

E FAZ HOJE UM ANO...

IMG_7320.JPG

Que tirava uma das últimas fotografias da minha super barriguinha de grávida...

Confesso até que tenho uma certa saudade...

Foram 40 semanas e 4 dias cheias de boas emoções...

Lembro-me desse dia como se fosse hoje...

Dos meus medos, das minhas dúvidas, 

e sobretudo do desejo de, finalmente, poder abraçar 

o nosso Principezinho tão desejado e amado!

💙

DE REGRESSO

E de repente as férias em Portugal terminaram e nós regressamos os três a Paris... Ontem foi dia de despedidas e abraços... Sabemos que o tempo voa depressa de mais, mas também sabemos que cada despedida custa um bocadinho mais que a anterior...

 

Seria bem mais fácil se isto se tornasse mais uma simples rotina das nossas vidas... Mas o simples facto de não sabermos quanto tempo iremos ficar deste lado é o suficiente para que esta nostalgia esteja cada vez mais presente na hora da despedida!

 

E que bom que foram estes dias passados em Portugal... Procuramos aproveitar ao máximo, e ainda tivemos a sorte do tempo ter ajudado. Felizmente hoje fomos brindados aqui por um excelente dia de sol, por isso vamos passear um bocadinho e aproveitar o resto das férias que ainda me restam com o Gui... É verdade, é já no dia 3 de Abril que a nossa vida torna a dar uma grande volta... Eu regresso ao trabalho e o Gui, pela primeira vez, passará a ir para a ama. Mas não vou escrever sobre isto hoje, deixarei este tema para um outro dia...

 

Hoje o post foi para assinalar o nosso regresso aqui, amanhã prometo trazer novidades...

20170315_153952.jpg

SAUDADE...

20170110_163535.jpg

E assim terminaram mais umas SUPER férias no nosso querido Portugal! Na bagagem trouxemos o melhor que a vida nos pode dar: o carinho, o sorriso, o amor, e a alegria, de cada uma das pessoas que fazem parte do nosso coração, e que "tornamos a deixar" nesse cantinho a que chamamos de lar.

 

Foram dias maravilhosos que serviram para recarregar energias para abraçar este Ano Novo que ainda agora começou. Engane-se quem pensa que cada partida custa menos que a anterior... É exactamente ao contrário... Cada regresso custa sempre mais, e mais, pois as saudades em vez de diminuirem aumentam... Uma sensação estranha que está entranhada em nós... Dizem que somos filhos do Mundo mas é impossível esquecer as nossas verdadeiras raizes e enganar o nosso coração...

 

Prometemos voltar...

 

Até já Portugal!

ISTO É SER EMIGRANTE

image.jpeg

Há pessoas que pensam que a vida de emigrante é fácil pois não imaginam o quanto é difícil estar longe daquelas pessoas que amamos, isto porque nunca saíram da sua "zona de conforto" para ir à luta de uma vida melhor, num país que não é o nosso.

 

Há quem se queixe que trabalhe longe e só pode ir ao fim-de-semana a casa para estar com a família e os amigos, eu também já fui uma delas, mas acreditem que é muito mais difícil estar a 1700km de distância, e só poder estar com quem amamos duas ou três vezes por ano.

 

Cada vez que comprámos uma viagem para ir à "nossa terrinha", contámos os dias e as noites, de forma decrescente, mesmo que faltem meses, para que esta espera pareça menos demorada...

 

E se hoje estamos aqui, é porque infelizmente Portugal não nos oferecia a vida estável que tanto precisávamos... É preciso tomar decisões, lutarmos por algo melhor, e acreditarmos que no final tudo irá dar certo! Mas acreditem, que há dias bons, há dias menos bons, há dias em que sabemos que isto é o melhor para nós, e há outros em que duvidamos se vale a pena estar aqui... 

 

Estes dias, navegando pela internet, encontrei um vídeo da conhecida actriz Mafalda Pinto, conhecida da novela "Morangos com Açúcar", sobre o que é "Ser Emigrante" (desconhecia que também ela tinha emigrado). Ao ver o vídeo, revi-me em tantas coisas que achei que seria bom partilhar com vocês... Porque isto é ser emigrante...

 

 

DE CORAÇÃO CHEIO

de coração cheio.jpg

 

Depois de umas mini-férias na Alemanha, na companhia dos nossos familiares, regressámos a Paris com o coração cheio de coisas boas... É tão bom quando a felicidade pode ser partilhada!

 

E se haviam muitas outras pessoas que gostaríamos de ter visitado, sobretudo em Portugal, já foi muito bom podermos matar saudades com algumas das pessoas mais importantes da nossa vida!

 

Como vem sendo habitual, conhecemos mais uns lugarzinhos novos... Que depois partilharei com vocês!

 

E por aí, como foram passados estes dias?

 

NÃO APRENDI A DIZER ADEUS

Por mais que quisesse transmitir a tristeza que hoje sinto, jamais seria capaz de me expressar por palavras... Ontem partiu a mãe de um grande amigo nosso, uma pessoa simples mas extraordinária, amiga, humilde, lutadora e com um grande coração... Tinha 52 anos, uma vida inteira ainda pela frente... Mas o destino quis que fosse assim... 

 

Lutou quase 5 anos para vencer o cancro, sei que sofreu bastante mas tenho a certeza que foi muito mais feliz pois queria viver a todo o custo. Ao seu lado teve uma família incansável, que lutou com ela, e que procurou dar-lhe o melhor. 

 

Sei que a morte faz parte da vida, mas nunca estamos preparados para aceitar esse facto, muito menos quando não se tem "idade para morrer"... 

 

E hoje, tal como no dia em que lhe foi diagnosticada a doença, não consigo parar de perguntar "porque é que só os melhores vão embora?"

dor.jpg

Não aprendi a dizer adeus e acho que nunca vou ser capaz, porque para mim "aqueles que amamos não morrem jamais, apenas partem antes de nós". (Chico Xavier) 

JANTAR DE RAINHAS

Tal como tinha prometido decidi partilhar umas fotos do meu Jantar de Rainhas que decorreu no passado dia 5 de Janeiro, no Restaurante Papagaio perto da Baixa do Porto.

 

Um Jantar simples mas repleto de carinho   

Jantar de Rainhas.jpg

Mais uma vez, e apesar da distância que agora nos separa, foi possível relembrar velhos tempos... Um tempo em que era frequente organizarmos jantares e convivermos fora do local de trabalho... 

 

Uma noite agradável onde tivemos direito a um adereço adequado ao tema e tudo...  Graças à Vaninha que nos presenteou com estas coroas feitas por ela 

 

Trocámos prendinhas... Mas acima de tudo matámos saudades e divertimo-nos imenso!

Troca de Prendas.jpg

 E no final, ainda fomos até às Galerias dançar e beber um copo... 

Na Baixa do Porto.jpg

Não sei até quando vamos continuar a partilhar momentos como estes... Às vezes tenho medo que o tempo e a distância nos afaste para sempre... Outras vezes sinto que posso contar para sempre com vocês...

 

De uma coisa podem estar certas: vou torcer para que continuemos a fazê-lo por muitos e longos anos, porque afinal a melhor rede social ainda é uma mesa rodeada de amigos!