Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

O SEGUNDO FILHO

Martin 💙

"O primeiro filho é um furacão, é uma tempestade, um tsunami. Tu não sabes de onde vem aquela força da natureza, perdes a noção do tempo e do espaço.

Com o primeiro filho tens um curso intensivo de ser mãe e família. Aprendes que não se escolhe a hora que se dorme nem a que se acorda, que não há número exato de fraldas utilizadas por dia, que dar colo é bom, mas que cansa.

Também não tens a mínima ideia do que aconteceu com o teu corpo, quando ele vai voltar ao normal e se ele vai voltar ao normal. Não sabes quando as dores e o desconforto do pós-parto vão passar.

Sentes-te perdida nas horas e na rotina da casa, não sabes quanto tempo o primogénito vai dormir em cada sesta, e não sabes por onde começar, se é pela pilha de louça suja, se é pelo pó da casa, se é deitar-se no sofá e atualizar as mensagens do telemóvel, aspirar a casa, tomar banho ou dormir. Enquanto corres como uma barata tonta pela casa, o bebé já acordou e tu sentes-te um fracasso, no meio do caos que está o teu lar.

Sentes-te sozinha e isolada, porque até ali tinhas direito a ir a qualquer lugar, trabalhavas, tinhas os teus almoços com os amigos e os colegas, passeavas na rua sem compromissos urgentes ou casos de vida ou morte... Fazias happy hours, visitavas a família e podias ficar horas com uma amiga ao telefone...

Com o tempo as coisas ficam melhores, e a tua vida entra num tipo de normalidade...

Aí vem o segundo filho e a emoção diz-te que vais surtar, porque passarás  por tudo de novo, e que além de tudo serão dois filhos para gerir...

O segundo filho chega e tu apercebes-te que viraste uma camaleoa, que te adaptaste ao ambiente e à nova vida, por instinto e por necessidade. Depois do primeiro filho, descobres que ganhaste uma pele nova e super poderes.

As inseguranças da primeira viagem ficam guardadas numa mala pela casa. Com o segundo filho já tens pistas do que se trata cada choro... Sabes priorizar o que fazer enquanto dormem e sabes que não precisas de vigiar o bebé 24 horas por dia. Além disso, a dinâmica do casal já está estabelecida, cada um sabe o que pode fazer, sem cobranças, sem nervos à flor da pele. Enfim, tudo fica mais leve!

O primeiro filho foi “A Prova Surpresa”, o segundo filho é o “Trabalho em Grupo”.

No primeiro filho forma-se uma família, no segundo filho forma-se uma equipa coesa.

O primeiro filho faz nascer uma mãe, com direito a todas as dores e delícias, tal e qual a um parto.

O segundo filho nasce para uma mãe, pronta, madura e com um coração ainda maior!"

(Tecto adaptado, autor Ales Rauter)

IMG_20200717_014241_489.jpg

Parabéns ao meu Bonequinho Martin que hoje completa o seu primeiro aniversário... O primeiro de muitos anos incríveis de vida!

Que a vida nos mantenha aos 4 sempre juntinhos!

O GUI FEZ 1 ANO

Dá para acreditar que o Gui já tem um ano?! Pois é, ontem completou o seu primeiro Aniversário, mas hoje falarei apenas das mudanças ocorridas durante este mês, porque a verdadeira festa será apenas no próximo fim-de-semana...

 

Este mês o Gui cresceu 4 cm e engordou cerca de 650gr, o que significa que mede agora 78 cm e pesa 10Kg300gr.

 

Foi um período marcado por muitas alterações comportamentais e físicas.

 

Está quase, quase, a andar, começou a ficar em pé sem qualquer ajuda e andar super-rápido agarrado aos móveis, é capaz de andar agarrado a uma pessoa só com uma mão, e ontem deu os seus dois primeiros dois passinhos... O problema do Gui é que ele quer começar a correr primeiro e só depois é que quer andar, por isso torna-se complicado... (Eh... Eh... Eh...)

 

No brincar, adora pegar em vários objetos ao mesmo tempo, pega neles um de cada vez, e vai deixando-os cair, ou então atira-os ao ar... Tem um fascinio por esconder objectos para depois procurá-los, o seu lugar favorito é escondê-los num cantinho debaixo do sofá. No fundo, o que ele gosta é de desarrumação, por isso quanto mais desarrumado estiver o espaço e quanto mais barulho fizerem os brinquedos, melhor!

 

Adora esconder-se e aparecer, dando gargalhadas, abrir e fechar coisas, estar no colo e mexer nos brincos, nos colares, ou então nos fechos, e adora colinho...  Pede imenso colo!

 

Continua a delirar que dancem com ele, que cantem, que falem, que o movimentem no ar, que brinquem, que lhe façam cócegas, que atirem objectos para o ar e que joguem ao "cu-cu" com ele... Adora estar em constante animação, já que a sua energia dificilmente se esgota!

 

Compreende imensas palavras e frases e consegue comunicar através de sons, gestos e expressões faciais, a parte mais fofa é ele ter apreendido a apontar para as coisas. É super observador quando alguém fala com ele, principalmente se for alguém que ele não conhece, faz exclamações como “Uh-oh!" e diz algumas palavras simples como “Papá”, “Mamã”, "Caca", "Tato" (que quer dizer chato). E ao vestir estende os braços ou as pernas para ajudar, como que a mostrar que compreende bem o que se esta a passar.

 

Mostra alguma vergonha e timidez quando está na presença de pessoas estranhas, mas não chora, bastam apenas uns segundos para ele perder essa timidez.

 

Em casa é um verdadeiro pestinha, não está quieto um segundo, começou a subir o sofá e alguns móveis mais baixos, e quando consegue subir a alegria dele é saltar ou então atirar-se de costas... Um verdadeiro perigo! E o pior é que ele não tem receio nenhum, nem mesmo quando algo corre menos bem...

 

No banho, se antes o interesse era brincar com a água, agora o interesse é nos frascos do champô ou do gel de banho (nem os brinquedos dele têm qualquer interesse), adora alcançar esses objetos para depois colocar dentro ou fora da banheira e tentar pegar de volta.

 

Em relação à alimentação pouco mudou, com a excepção dos alimentos favoritos, que se antes era a sopa, agora é o arroz seco e a massa cozida, delira com estes dois alimentos e sempre que estamos a comer ele tem que comer também, e faz questão de pedir dizendo "nham" "nham"... Depois basta colocar a comidinha no pratinho e é vê-lo todo feliz a comer com as mãos, é super engraçado vê-lo a pedir comida e depois vê-lo a comer!

 

Quanto ao aleitamento bebe dois biberões de leite por dia: um por volta das 2h e outro por volta das 6h30min, a meio da manhã bebé ainda 150m de leite com cereais.

 

E perguntam vocês agora... E o que é que o Gui não gosta?! Não gosta de estar sozinho, não gostam que o contrariem, não gosta de estar muito tempo no carrinho de passeio, não suporta que o imitem quando está chateado, não gosta de se vestir, não gosta que lhe troquem a fralda, não gosta de estar quieto e não gosta de adormecer (continua a ser uma grande luta para dormir).

 

Enfim, um mês repleto de novas aquisições que nos deixaram ainda mais "babados de amor"...

 

É incrível o poder que um ser tão pequenino tem sobre todos nós, é inexplicável a alegria que sentimos por o vermos crescer feliz, e por mais palavras que escrevesse, jamais conseguiria descrever o tamanho deste nosso Amor! 

IMG_7329.JPG

MUDAS-TE O MEU MUNDO 💙

"Talvez tu não saibas ainda, mas tu mudas-te o meu mundo...

 

Mudas-te a minha forma de pensar, e sentir...

Se antes eu achava que tinha algum problema, tu tornaste-os pequenos diante de qualquer ameaça à tua saúde.

Penso que deve ser incrível, ter esse poder de estabelecer o que é de fato importante do banal.

 

Mudas-te os meus medos...

Se antes o medo era da balança, do escuro, ou da barata, hoje eles resumem-se no teu sustento e ao meu sucesso como mãe, de fato, passei a temer muito mais a morte, mas não por não poder completar os meus sonhos, mas por não poder estar presente e assistir você realizando os seus.

 

Meu ritmo antes frenético,

deu origem a uma calmaria, que nem de longe é calma.

Larguei noitadas, longas conversas ao telefone, banhos demorados e despreocupados. Passei a dar valor a noites bem dormidas, ao conforto de uma cama, ao calor de um simples abraço.

 

Meu corpo mudou,

e por vezes ele era esquecido para atender suas necessidades,

sim, feris-te a minha vaidade,

mas por mais incomodo que pareça ser, eu tenho a convicção de que logo hei-de retomá-la, ao meu tempo, aos poucos, aos meus passos.

 

Fizes-te com que me sentisse diferente, ensinaste-me um sentimento avassalador, dominador, sedutor...

 

Eu correria quilómetros se ao fim pudesse ter teu cheiro, tocar tua pele suave, escutar teus pensamento inocentes.

Eu mataria e morreria por ti, sem pestanejar,

Eu anularia-me,

cravaria uma estaca no meu peito para te salvar...

 

Fizeste-me mudar, e mudas-te tudo...

E o relógio insiste em correr num tempo frenético para que eu lembre que nenhum verniz descascado, noites em branco, dias exaustivos, jamais, conseguirão substituir a alegria que sinto por te ter, e por, assim, ter mudado o meu mundo."

(texto adaptado de Marina Paiva) 

IMG_7321.JPG

Parabéns a ti meu filho, que hoje completas o teu primeiro Aniversário,

que sejas eternamente FELIZ!