Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

MUDANÇA DE BANCO EM FRANÇA

Depois que mudamos de casa, e de cidade, decidimos mudar também de Banco, por uma questão de distância... Ora o que não imaginávamos era que essa mudança fosse tão longa...

 

Marcamos então com o Banco para fazer o pedido da transferência da nossa conta e, no dia, lá fomos, munidos dos papéis que o banco nos tinha previamente pedido (factura da electricidade, folha de impostos, uma folha de rendimento de cada um de nós e os nossos Cartões de Cidadão)... Mais um dia para assinar todos os papéis... E mais um "bom mesinho", avisou-nos o funcionário do Banco, para que o nosso antigo Banco proceda à transferência para o nosso novo Banco! Nem queria creditar quando ele nos disse isso! O verdadeiro cúmulo da lentidão, diria eu... Não acham?!

 

Se bem me lembro, em Portugal, tudo se faz bem mais rápido, certo?!

IMG_8598.JPG

 

A ILHA DE RÉ

Em seguimento do post anterior, hoje venho desvendar mais um bocadinho daquilo que conhecemos nessas mini-férias de Maio/Junho, falo da belíssima Ilha de Ré (em francês, Île de Ré).

DSC02729.JPG

A Île de Ré situa-se no Atlântico, no Departamento de Charente-Maritime, na região de Poitou-Charentes, exactamente em frente à La Rochelle, e encontra-se ligada a ela desde 1988 por uma grande ponte de 3 km: a Ponte de l'Île de Ré.

Tem aproximadamente 85 Km2 de área e 26 Km de comprimento, e é a quarta maior ilha da França, ficando atrás da Córsega, Ile d’Oléron e Belle-Ile. Talvez nunca tenham ouvido falar desta ilha francesa, mas tal como a Córsega, ela é uma das ilhas francesas consideradas como destino privilegiado para as férias de verão, para prática de desportos marítimos e contato com a natureza.

IMG_7744.JPG

Possui 50 Km de praia, muitas delas longas e de areia fina e clara, e bastante ensolarada. Como a ilha é praticamente plana, é ideal também para quem adora andar de bicicleta pois tem mais de 100km de ciclovias em ótimo estado que ligam as 10 cidades da ilha: Rivedoux Plage, Sainte-Marie de Ré, La Flotte, Saint-Martin de Ré, Le Bois Plage en Ré, Loix, La Couarde sur Mer, Ars en Ré, Les Portes en Ré e Saint-Cément des Baleines.

IMG_7723.JPG

Para quem gosta de fazer caminhadas, conhecer a ilha a pé também é uma bela opção, existem mais de 14 circuitos que atravessam as cidades, passando pelas margens das praias, entrando nas florestas, e passando pelas salinas! A escolha é variada já que existem uns circuitos mais selvagens do que os outros.

 

Entre praias, portos (sobretudo os portos de Saint-Martin e La Flotte), cidades, ruelas, mercados, criações de ostras e salinas, a ilha é, sem dúvida um lugar único e mágico que marca qualquer pessoa pela sua beleza natural. Prova disso são os inúmeros artistas, pintores, escritores e músicos que se inspiraram nesta ilha!

DSC02699.JPG

IMG_7724.JPG

DSC02700.JPG

DSC02689.JPG

IMG_7728.JPG

DSC02685.JPG

DSC02707.JPG

DSC02709.JPG

DSC02691.JPG

IMG_7732.JPG

DSC02686.JPG

DSC02683.JPG

IMG_7742.JPG 

DSC02726.JPGDSC02727.JPG

IMG_7738.JPG

IMG_7739.JPG

IMG_7737.JPG 

Ficamos apenas um dia nesta ilha, por isso exploramos este lugar apenas de carro, mas mesmo assim conseguimos ter uma visão bastante abrangente sobre este lugar tão natural e preservado. Não sei se alguma vez iremos voltar, mas sei que independentemente disso, esta pequena ilha francesa ficará no nosso coração, foi aqui que o Gui foi pela primeira vez à Praia e foi aqui que a França nos conseguiu surpreender com este cantinho mágico! Arrisco-me até a dizer que este foi o lugar, em França, que mais nos marcou e nos apaixonou até hoje!

A CIDADE BRANCA

Talvez não se lembrem, mas no final do mês de Maio fomos explorar um bocadinho mais a França, e tal como tinha prometido, hoje decidi fazer um post sobre uma das cidades que fomos conhecer nessa altura: "La Rochelle". 

IMG_7702.JPG

La Rochelle, para quem nunca ouviu falar, é uma cidade de praia bastante conhecida dos franceses. É óbvio que a região da Riviera Francesa, no Mediterrâneo, é o destino mais conhecido de praia na França (seguido por Biarritz, no País Basco francês), mas há alguns lugares na costa atlântica que também são procurados pelos franceses, principalmente durante as férias de verão, e La Rochelle é um deles.

 

Localizada no sudoeste da França, no departamento Charente-Maritime, Região Poitou-Charentes, é conhecida pela beleza rara do seu Porto e pelo seu centro histórico. Hoje, por toda a sua história e estado de conservação, o seu Porto está inscrito na lista do Património Mundial da Unesco.

IMG_7719.JPG 

A cidade é também conhecida como "La Ville Blanche" (a Cidade Branca), por causa das fachadas de pedra calcária que ficam clarinhas com a luz do sol, foi um dos principais portos marítimos da França entre os séculos 14 e 17.

DSC02650.JPG

DSC02654.JPG

DSC02655.JPG

Entre as principais atrações estão o "Vieux Port" (ou Porto Velho) com as suas três torres de La Rochelle (la Lanterne, Saint-Nicolas e La Chaîne) que remetem ao passado e estão cercadas por cafés e restaurantes, a "Porte de la Grosse Horloge" (a Porta do Grande Relógio), o museu de história natural, o aquário e a catedral (estes três últimos não tivemos oportunidade de visitar).

DSC02591.JPG 

DSC02595.JPG

DSC02606.JPG

DSC02629.JPG

Com mais de mil anos de história, esta cidade é ainda cercada por edifícios históricos, dos séculos XV a XVIII, e se destaca por ser um grande centro de prática de desportos aquáticos, como vela, mergulho, natação, entre outros.

DSC02645.JPG

DSC02573.JPG

DSC02581.JPG

DSC02582.JPG

DSC02583.JPG

DSC02584.JPG

DSC02587.JPG

DSC02607.JPG

DSC02589.JPG

DSC02608.JPG

DSC02614.JPG

DSC02620.JPG

Tem praias tranquilas e um clima bom (tem mais de 300 dias de sol por ano), bons hotéis, restaurantes e bastantes atrações noturnas, e talvez por isso a cidade receba cerca de três milhões de pessoas todos os anos.

DSC02576.JPG

DSC02626.JPG

DSC02634.JPG

DSC02637.JPG

DSC02618.JPG

IMG_7701.JPG 

DSC02638.JPG

DSC02639.JPG

DSC02644.JPG

De entre as praias, destacam-se três:

-  a Praia de La Concurrance (muito próxima do Porto Velho, é muito pequena, mas bastante agradável)

DSC02576.JPG

DSC02580.JPG

DSC02579.JPG

 

- a Praia des Minimes (situa-se ao lado do Port des Minimes e Peres Park)

DSC02764.JPGDSC02765.JPGDSC02766.JPG

DSC02779.JPG

DSC02781.JPG

DSC02783.JPG

- e a Praia Chef de Baie (situa-se na parte superior da cidade, em direção do porto de pesca Pallice, é uma praia bastante rochosa)

DSC02760.JPG

DSC02761.JPG

DSC02763.JPG

Estivemos nesta cidade apenas dois dias, mas depressa constatamos que trata-se de uma cidade cheia de encanto, que nos conquistou completamente, pelo seu clima quente, pelos seus monumentos e pelas suas praias! Para quem pretende explorar a França, aqui fica a dica, dêem um saltinho até lá e comprovem vocês mesmos toda a beleza que por lá existe.

 

E vocês, conheciam esta cidade?

COISAS DE FRANCESES

IMG_7688.JPG

Para quem já cá esteve ou para quem já viu algum filme francês, não sei se alguma vez repararam nas iluminação que existe dentro das casas e dos apartamentos (principalmente os mais antigos)... Na maior parte divisões não existem pontos de luz no tecto, ou seja candeeiros, existem apenas os famosos "abajures" em cima das mesinhas de cabeceira ou das cómodas, ou então "candeeiros de pé alto" para criar um ambiente mais acolhedor (dizem os franceses....)! Dá para imaginar uma casa assim? Por acaso, nunca vivemos num apartamento assim, mas a minha irma, por exemplo, já chegou a viver num apartamento onde apenas existia um único candeeiro de tecto, em toda a casa, na cozinha. 

JÁ CHEIRA A NATAL EM PARIS!

IMG_5755.JPG

E num "piscar de olhos" começou a cheirar a Natal... É incrível como um ano quase passou... Mas deixemo-nos agora de saudosismos, hoje vim partilhar com vocês uma das minhas épocas favoritas aqui em Paris: a época de Natal! 

 

Não sei como andam as coisas em Portugal, mas por aqui já cheira a Natal! O famoso "Marché de Noel" na avendia mais famosa de Paris, a Avenue des Champs-Élysées, já abriu oficialmente ao público, no passado dia 11 de Novembro. 

 

Tal como aconteceu o ano passado, as iluminações da rua são ecológicas, a novidade é a adesão dos artesãos e comerciantes, a este plano climático, que trocaram os sacos de plástico por alternativas ecológicas e substituíram as iluminação dos chalés por lâmpadas leds.

 

Ainda não demos um saltinho até lá mas estamos a fazer planos para isso!

 

Para quem vier até Paris, é impossível passar ao lado deste mega evento, por isso, a título de curiosidade, deixo aqui algumas informações que podem ser úteis:

 

  • Período: 11 de Novembro 2016 a 8 de Janeiro 2017
  • Horário:

       - de domingo a quinta, das 12h às 00h

       - sextas e sábados,  das 12h à 1h

  • Linhas do Metro: Concorde, Champs-Elysées Clémenceau et Franklin Roosevelt. 

 

Se vier até cá, depois deixe aqui a sua opinião!

ELA NÃO ANDA, ELA DESFILA...

No domingo de manhã fomos ao supermercado, qual não é o meu espanto quando na caixa do supermercado, na mesma fila que nós, estava uma senhora com uma bolsa com dois cães de raça pequena lá dentro...

 

Queria tanto ter registado melhor este momento, mas isto foi o melhor que consegui...

IMG_5496.JPG

Escusado será dizer que, por onde a senhora passava, o sucesso era evidente... Uma maneira de não se passar despercebido! (Eh... Eh... Eh...)