Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

COISAS DE MÃE

Quem se identifica, que se acuse aqui...

IMG_1066.JPG

IMG_1065.JPG

IMG_1067.JPG

Eh... Eh... Eh...

O SONO DOS BEBÉS

IMG_5044.JPG

Se há tema debatido de quem vai ser mãe e pai, ou de quem já o é, é o sono do bebé... Quando se engravida, as primeiras coisas que se ouvem são "aproveitem para dormir agora porque depois acabaram-se as noites bem dormidas", "nunca mais o dormir será como antes", "depois é que vão ser elas..." Já quando o bebé nasce, toda a gente tem curiosidade em saber se o bebé acorda durante a noite, ou se dorme a noite toda, se dorme no quarto sozinho ou no quarto dos pais... Depois, vem sempre alguém que conta que o bebé, desde que nasceu, dorme 12 horas seguidas e até já dorme sozinho no quarto... Sem dar-mos por ela, começamos a refletir sobre as nossas decisões e começam a surgir dúvidas se estamos a fazer o mais certo com o nosso bebé.

 

O Gui, por exemplo, tem 4 meses e meio e ainda acorda muitas vezes durante a noite para comer, volta e meia dorme metade da noite na cama dos pais porque acorda e não quer ficar mais sozinho no berço, e o berço continua ao lado da nossa cama, e assim será até que ele tenha um ano e tal pois o nosso apartamento tem apenas um quarto e não nos iremos mudar até lá... Este último ponto confesso que não nos incomoda nada, muito pelo contrário, acho até que seria incapaz de o colocar a dormir sozinho num quarto, sinto que ele precisa ainda muito de nós... Sabe tão bem tê-lo a dormir juntinho a nós (um quarto a mais seria bastante útil, neste momento, para arrumar todas as coisas dele).

 

Hoje li um artigo que vai de encontro a isto: aos benefícios que há dos bebés dormirem no mesmo quarto dos pais, até um ano de idade. O estudo alerta para o facto desta prática diminuir o risco de mortalidade associado ao período de sono (síndrome da morte súbita do recém-nascido) até 50%, tudo pelo simples facto dos pais poderem intervir mais rapidamente no caso de surgir alguma situação inesperada. O artigo recomenda, ainda, que os bebés devem dormir de costas, num berço, envolto num lençol apertado, evitando cobertores, travesseiros e peluches pois estes podem criar calor excessivo e sufocá-lo. Além disto, destaca a importância do contacto físico entre a mãe e o bebé.

 

Perante este estudo só podemos estar contentes pelo caminho que temos feito, um caminho seguido pelo nosso coração de pais de primeira viagem!