Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

O PRIMEIRO ANIVERSÁRIO DO MARTIN 💙

O Martin fez 1 aninho na passada sexta-feira, mas foi no sábado que juntamos a família e os amigos que estão cá e comemoramos esta data da melhor forma possível... 

 

Depois de uma semana com temperaturas amenas e bastante nublada, o dia amanheceu limpo e quente, pelo que pudemos aproveitar melhor o dia...

 

O tema da festa foi escolhido pela madrinha do Martin - Os Ursinhos Carinhosos - um dos desenhos animados favoritos da minha infância... E embora os padrinhos não pudessem estar presentes, o Martin terá uma segunda festinha com eles, assim que chegarmos a Portugal...

 

A decoração ficou, como sempre, da minha responsabilidade e, tal como aconteceu no aniversário do Gui, o bolo foi feito por mim e pelo R.! Fizemos, pela segunda vez, um Bolo de Cake Design... Como toda a gente adorou o bolo do Aniversário do Gui fiz outra vez o bolinho de chocolate branco com côco e lima, e o R. fez comigo a decoração com pasta de açúcar... Mais uma vez, a parte mais complicada foi esticar a pasta de açúcar e colocá-la de forma a cobrir o bolo por completo... Confesso que começamos mesmo mal, e chegamos a pensar que nem iríamos fazer nada de jeito, mas com imaginação conseguimos contornar os nossos obstáculo e conseguimos fazer um bolinho e uns cupcakes bem fofinhos...

IMG_1220.JPG

O Martin estava um bocadinho tímido mas muito feliz com todo aquele ambiente... O Gui simplesmente delirou, principalmente quando teve que abrir as prendas para o mano, e chegou a pensar que aquelas prendinhas todas eram mais para ele do que para o mano, porque segundo ele "o Martin ainda é muito bebé, e as prendas são quase todas para meninos crescidos como ele"... (Eh... Eh... Eh...)

 

O SEGUNDO FILHO

Martin 💙

"O primeiro filho é um furacão, é uma tempestade, um tsunami. Tu não sabes de onde vem aquela força da natureza, perdes a noção do tempo e do espaço.

Com o primeiro filho tens um curso intensivo de ser mãe e família. Aprendes que não se escolhe a hora que se dorme nem a que se acorda, que não há número exato de fraldas utilizadas por dia, que dar colo é bom, mas que cansa.

Também não tens a mínima ideia do que aconteceu com o teu corpo, quando ele vai voltar ao normal e se ele vai voltar ao normal. Não sabes quando as dores e o desconforto do pós-parto vão passar.

Sentes-te perdida nas horas e na rotina da casa, não sabes quanto tempo o primogénito vai dormir em cada sesta, e não sabes por onde começar, se é pela pilha de louça suja, se é pelo pó da casa, se é deitar-se no sofá e atualizar as mensagens do telemóvel, aspirar a casa, tomar banho ou dormir. Enquanto corres como uma barata tonta pela casa, o bebé já acordou e tu sentes-te um fracasso, no meio do caos que está o teu lar.

Sentes-te sozinha e isolada, porque até ali tinhas direito a ir a qualquer lugar, trabalhavas, tinhas os teus almoços com os amigos e os colegas, passeavas na rua sem compromissos urgentes ou casos de vida ou morte... Fazias happy hours, visitavas a família e podias ficar horas com uma amiga ao telefone...

Com o tempo as coisas ficam melhores, e a tua vida entra num tipo de normalidade...

Aí vem o segundo filho e a emoção diz-te que vais surtar, porque passarás  por tudo de novo, e que além de tudo serão dois filhos para gerir...

O segundo filho chega e tu apercebes-te que viraste uma camaleoa, que te adaptaste ao ambiente e à nova vida, por instinto e por necessidade. Depois do primeiro filho, descobres que ganhaste uma pele nova e super poderes.

As inseguranças da primeira viagem ficam guardadas numa mala pela casa. Com o segundo filho já tens pistas do que se trata cada choro... Sabes priorizar o que fazer enquanto dormem e sabes que não precisas de vigiar o bebé 24 horas por dia. Além disso, a dinâmica do casal já está estabelecida, cada um sabe o que pode fazer, sem cobranças, sem nervos à flor da pele. Enfim, tudo fica mais leve!

O primeiro filho foi “A Prova Surpresa”, o segundo filho é o “Trabalho em Grupo”.

No primeiro filho forma-se uma família, no segundo filho forma-se uma equipa coesa.

O primeiro filho faz nascer uma mãe, com direito a todas as dores e delícias, tal e qual a um parto.

O segundo filho nasce para uma mãe, pronta, madura e com um coração ainda maior!"

(Tecto adaptado, autor Ales Rauter)

IMG_20200717_014241_489.jpg

Parabéns ao meu Bonequinho Martin que hoje completa o seu primeiro aniversário... O primeiro de muitos anos incríveis de vida!

Que a vida nos mantenha aos 4 sempre juntinhos!

TEMOS PICASSO

Estava a mandar uns documentos para a minha irmã, e numa fracção de segundos, olho para o lado e apanho o Martin todo satisfeito a fazer a primeira obra de arte dele: uma pintura na porta do quarto do Gui!!! É óbvio que aproveitei o facto de ter o telemóvel não mão e registar aquele momento...

IMG_20200625_235320_022.jpg

Estava tão concentrado que até parecia que não era a primeira vez que estava a pintar!

Tão pequenino e tão atrevido... Conseguiu apanhar um giz do Gui, que nós mantemos sempre longe dele por detrás do quadro de escrever, e em vez de escrever no quadro preto deu mais uns passos e achou que seria bem mais interessante pintar na porta branca.

É impressionante como ele regista tudo o que o mano faz! Ainda bem que o Gui não viu nada disto, estava super distraído, na sala, a ver televisão... Caso contrário era bem capaz de querer imitar também o mano...

O MARTIN FEZ 11 MESES

E de repente o Martin completou 11 mesinhos no passado dia 17 de Junho... E de repente, o nosso bebé pequenino está quase a completar 1 aninho...

 

Na consulta dos 11 meses, dia em que apanhou as vacinas, ficamos a saber que pesa agora 9kg900gr (um peso que pouco se alterou) e já mede 80cm (segundo a Pediatra, o tamanho de um bebé de 17 meses)! 

 

A sua personalidade está cada vez mais vincada. Detesta que o contrariem, odeia que lhe troquem a fralda, vestir é outra aventura e até para o tirar do banho às vezes grita. Faz cada vez mais birras, e passa o tempo a desafiar-nos para coisas que já sabe que vamos dizer "não"... Aquele bebé que era tão sossegadinho de repente ficou super atrevido!

 

Começou a compreender várias palavras e ordens, e a obedecer a coisas simples. Adora atirar para o ar os brinquedos, e tudo o que apanhar, quanto mais barulho fizer melhor! Adora ouvir música, bater palmas e dançar. Palra cada vez mais, grita super alto (quando está contente, quer alguma coisa ou o Gui o contraria) e dá gargalhadas contagiantes para chamar a atenção. O engraçado é que começa agora a tentar imitar-nos, principalmente o mano.

 

Adora andar de um lado para outro a pé, agarrado às nossas mãos, "gatinha super rápido" mas numa versão "sentada", levantando mais a perna direita como que a dar um impulso, adora andar agarrado às coisas e é demasiado destemido... E embora consiga equilibrar-se sozinho por uns segundos é tão trapalhão que começo a desconfiar que o objetivo dele é aprender a correr antes de andar!

 

É louco pelos brinquedos do Gui (como devem calcular nem sempre o Gui fica contente), por objetos diferentes e novos, comandos de televisão, o aspirador, o forno e a máquina de lavar, e tudo o que seja proibido. Além disso, sempre que tem uma oportunidade procura abrir portas e gavetas para ver o que pode encontrar... 

 

Mostra alguma vergonha e timidez quando está na presença de pessoas estranhas, principalmente se são homens, raramente chora, bastam apenas uns minutinhos para ele perder essa timidez.

 

Quanto à alimentação, neste mês, o Martin começou a comer massa simples, como não estava habituado a ter que mastigar algum tempo, enervava-se pois queria comer rápido e não conseguia. Temos que continuar a experimentar e, da próxima, vai experimentar arroz simples. Continua super curioso com o que nós comemos, e quando quer comer mexe com a boca e faz "nham" "nham" como que a pedir comida, por isso temos aproveitado para ele experimentar alimentos novos. Este mês experimentou cerejas, pêssego, nectarina, meloa e melancia, e o resultado foi sempre positivo! Continua a ter preferência pela fruta e adora experimentar coisas novas.

 

Em relação à amamentação mantém-se: mama uma vez de manhã ao acordar, e umas 2 ou 3 vezes durante a noite.

 

O padrão de sono continua um bocadinho alterado com o Martin a acordar algumas vezes durante a noite de forma descontrolada, acho que a crise da separação ainda não passou... De noite dorme uma média de 10 horas (sem descontar aquele tempo em que acorda para comer) e de dia dorme uma vez, depois do almoço, normalmente 1a 2 horas.

 

Como vêem, agora fica impossível deixar o Martin um segundo sozinho, porque além dele não gostar, também não pára um segundo quieto! Está numa fase cheia de energia e que exige muito de nós porque está sempre a pedir para andarmos com ele de um lado para o outro, como se estivesse a treinar para começar a andar.

 

Agora estamos em contagem decrescente para o grande dia, a primeira festa de Aniversário deste nosso Pacotinho de Amor! 

IMG_20200625_010453_763.jpg

O MARTIN FEZ 10 MESES

O Martin fez 10 meses no passado dia 17 de Maio e como manda a tradição festejamos esse dia tal como ele merece.

 

Este mês o Martin foi à consulta um bocadinho mais cedo do habitual, mais precisamente no dia 7 de Maio, e nesse dia pesava 9kg830gr e media 78cm. 

 

A grande novidade foi começar a deslocar-se sozinho, no chão, e sentado! É verdade, adora andar de um lado para outro sentado, com a ajuda das mãos cria o impulso que precisa para se movimentar... E se no início fazia-o de forma mais lenta, agora consegue deslocar-se rápido! É mesmo engraçado vê-lo a "andar de um lado para o outro" assim. Começou também a gatinhar a sério (não a rastejar como fazia quando começou), mas não gosta muito de o fazer pois cansa-se rápido. Adora que o segurem pelas mãos para dar passos grandes e poder percorrer tudo, quando está no chão e nos vê perto agarra-se às nossas pernas para poder colocar-se em pé e nós darmos passadas com ele. Quase a completar 10 meses, começou a sentar-se sozinho.

 

Este mês ficou também marcado pelo aparecimento de mais dois dentinhos: os dois dentes de cima, os chamados "incisivos laterais superiores". Escusado será dizer que o sorriso dele agora está ainda mais fofo!

 

Começou a dizer "chau" com as mãos e a dançar com os braços quando pegamos nele e dançamos com ele. Voltou a bater palmas, sempre com um grande sorriso, e principalmente quando cantamos os parabéns ou quando ele quer chamar a nossa atenção. Interage cada vez mais connosco e tenta comunicar palrando alto, adora dizer "olá, olá, olá" muitas vezes, "ma-ma" e "pa-pa", e por vezes tenta repetir palavras que lhe dizemos. Começou a ter alguma vergonha, às vezes, quando estamos a falar em videochamada com alguém esconde o rosto timidamente no nosso ombro.

 

A sua personalidade está cada vez mais vincada, demonstra desagrado quando não gosta de algo, faz birras, grita para chamar a atenção ou quando está zangado, e até com o corpo é capaz de demonstrar que não quer estar ali ou acolá (começa a arquear as costas e a esticar-se todo como que a dizer que não quer). Detesta que o contrariem e fica zangado quando lhe dizemos "não" ou o impedimos que fazer alguma coisa. 

 

A novidade é que adora abrir armários e é fascinado pelo interior do frigorífico, por isso cada vez que abrimos o frigorífico fica eufórico e vem logo na nossa direcção para o deixarmos mexer nas coisa, quando não o deixamos grita alto para mostrar o desagrado e chega mesmo a chorar. 

 

Os brinquedos (e não só) continuam a ser óptimos para atirar ao chão ou ao ar, quanto mais barulho fizerem melhor! Continua fascinado pelo Gui, e pelos brinquedos dele, adora que brinquem com ele, que lhe façam cócegas, que joguem ao "cu-cu" com ele e que lhe tirem fotografias. Continua a delirar com o momento do banho, com o mano, gosta de brincar com a água e adora chapinhar.

 

Neste mês, o Martin começou a comer comida mais sólida, experimentou arroz e massa, juntamente com a sopa, no início, como não estava habituado a ter que mastigar algum tempo, enervava-se pois queria comer rápido e não conseguia. Hoje não lhe faz qualquer diferença e adora comer a sopa com "pedacinhos". Continua super curioso com o que nós comemos, por isso temos aproveitado para ele experimentar alimentos novos. Começou a gostar de pão. Este mês experimentou morangos, mirtilos, framboesas, amoras, tomate e panquecas de aveia, e o resultado foi sempre positivo! É um verdadeiro comilão e adora experimentar coisas novas! Em relação à amamentação mantém-se: mama uma vez de manhã, ao acordar, e umas 2 ou 3 vezes durante a noite.

 

O padrão de sono mantém-se um bocadinho alterado com o Martin a acordar algumas vezes durante a noite de forma descontrolada, acho que a crise da separação ainda não passou...

 

Mais um mesinho que foi vivido em quarentena de forma intensa... Foi bom termos presenciado a tantos progressos em tão pouco tempo... E quando olho para trás, não dá para acreditar que já passaram 10 mesinhos!

IMG_20200528_015956_973.jpg

COISAS DE MÃE

IMG_1041.JPG

Quem é mãe vai me entender... Nesta fase, com o Martin com 10 meses, dava jeito ter uma mama que ficasse a dormir ao lado dele durante a noite... Não vejo a hora dele dormir umas 7 horas seguidas...  (Eh... Eh... Eh...)

O MARTIN FEZ 9 MESES

O Martin fez 9 mesinhos na passada sexta-feira. Fomos à consulta de Pediatria no dia anterior, e ficamos a saber que pesa 9kg500gr e já mede 77cm.

 

Começou a rastejar melhor um bocadinho, embora ainda se desloque muito pouco pois enerva-se facilmente com o facto de ficar cansado e não conseguir sair muito do sítio. Outra novidade que marcou este mês foi o gosto por andar, adora que o segurem pelas mãos para estar em pé e dar uns passinhos.

 

Outra coisa gira foi começar a vê-lo a dominar a preensão fina apanhando pequenos ciscos com o polegar e o indicador. 

 

Para chamar atenção apreendeu que gritar também é uma boa opção, e quando vê que não resulta chorar e bater com as mãozinhas e os pés é sempre a sua segunda opção.

 

Ao contrário do Gui, o Martin sempre adorou puxar-nos o cabelo, e agora ficou perito em arranhar e morder, tornou-se um verdadeiro cãozinho! 

 

Já sabe o significado da palavra "não”, por isso sempre que vai fazer algo que não está certo e dizemos-lhe "um não", ele pára de o fazer e, por vezes não gosta que o repreendamos e faz beicinho... Outras vezes chega a chorar. 

 

Outra novidade foi o começo de comportamentos intencionais e ataques de fúria. Sempre que não gosta de algo grita, bate-nos, tenta morder-nos ou começa a atirar coisas para o chão, de forma a conseguir o que pretende.

 

Está cada vez mais atrevido e risonho, lança gargalhadas contagiantes e está sempre a desafiar-nos. Adora brincar e saltar connosco, começou a repetir "palavras" para si próprio como “Mamamamama” e a imitar sons simples, e não sabemos se é de propósito ou não mas quando chora diz sempre "ó mamã"...

 

Reconhece perfeitamente o seu nome e começou também a reconhecer os nossos. 

 

Adora interagir com o Gui e é fascinado pelos brinquedos dele, por isso assim que o vê lança o melhor sorriso. Adora tirar fotografias com flash, principalmente com a máquina fotográfica, por isso fica fácil apanhar o seu melhor sorriso. Adora que falem com ele, joguem ao "cu-cu", que lhe façam cócegas e que o movimentem no ar. Delira com o momento do banho, com o mano, que coincide sempre com o final do dia, e gosta de brincar com a água, adora chapinhar! 

 

Começou a adorar passear no colo, para apreciar todo o ambiente à sua volta, e gosta de passear no carrinho (mesmo confinados em casa, por causa da Pandemia, temos passeado no jardim com o Martin de carrinho). 

 

Os brinquedos (e não só) continuam a ser óptimos para levar à boca e atirar ao chão, por isso passa grande parte do tempo a fazê-lo. A grande novidade aqui é que agora demonstra preferência pelos brinquedos preferidos escolhendo inclusive com os que quer brincar.

 

Este mês ficou também marcado pelo aparecimento de mais um dentinho,  ficando agora com 4 dentinhos no total: dois em cima e dois em baixo.

 

Em relação à alimentação pouco se alterou, o facto mais interessante é ter começado a interessar-se pela nossa comida, por isso sempre que estamos a comer, aproveitamos para lhe dar alimentos simples para que ele possa experimentar. Fruta, para além da maçã, pêra e banana, já experimentou manga, laranja e clementina, e a experiência foi sempre muito positiva. Adora comer a bolacha sozinho e já o faz com grande destreza.

 

Por gostar muito de comer, perto de completar 9 meses, aumentamos a quantidade da sopa de 180ml para 240ml pois ficava sempre com fome.  Já gosta mais de água, volta e meia dá-lhe um pico de sede, mas é só de longe a longe.

 

Em relação à amamentação os horários mantém-se, de dia praticamente só mama uma vez de manhã e outra à tarde, já a noite pouco se alterou, continua a acordar a cada 2 ou 3 horas para comer.

 

O padrão de sono alterou-se um bocadinho perto dos 8 meses e meio, com o Martin a acordar uma série de vezes durante a noite, chorando de forma compulsiva... Algo perfeitamente normal mas que nos deixa mais cansados por não dormirmos tão bem... A chamada crise da separação e da angústia, onde o bebé acorda porque acredita que foi abandonado pela mãe (faço questão de desenvolver este tema num próximo post).

 

Pouco depois de completar 8 meses, o Martin teve a sua primeira "virose"... Felizmente correu tudo bem e ele voltou rapidamente ao seu estado normal... (isto será desenvolvido num próximo post)

 

Com esta pandemia, que nos obrigou a estar em quarentena, não sabemos se o Martin estranha mais ou menos as outras pessoas, sabemos apenas que em videochamada isto não acontece pois delira assim que vê pessoas do outro lado do ecrã a querer interagir com ele.

 

Um mês atípico e cheio de aventuras, onde estivemos sempre os 4 juntinhos e pudemos vivenciar de perto todas as pequenas conquistas deste nosso bonequinho!

IMG_0910.JPG

O MARTIN FEZ 8 MESES

O Martin completou 8 mesinhos na passada terça-feira, exactamente no dia em que a França colocou o país de quarentena obrigatória... Mas falemos de coisas bem mais animadoras...

 

Fomos ao Pediatra, um dia antes, e ficamos a saber que pesa 9.200gr e mede 73 cm. Segundo ela, o Martin tem o peso e o tamanho de um bebé de 1 ano!

 

Cada vez mais fofo e cheio de energia, o Martin começou a ficar mais "refilão" e exigente... Começou a mexer-se muito mais, tanto que, não gosta de estar muito tempo no mesmo sítio, e quando se cansa de estar no chão ou na cadeira, começa a gritar e a agitar os bracinhos para pedir colinho.

 

Já consegue ficar sentado sozinho, e rolar sobre si próprio. Começou a tentar rastejar, por isso deixá-lo sozinho está completamente fora de questão... Se estiver apoiado com alguma pessoa, consegue ficar algum tempo de pé. 

 

Começou a bater palminhas e fá-lo de forma intencional, principalmente quando quer chamar a atenção. Começou também a acenar com o braço para dizer "chau", mas só o faz quando quer!

 

Descobriu que os brinquedos (e não só) são óptimos para atirar ao chão pois fazem imenso barulho, por isso quando está sentado na cadeira passa o tempo a atirar tudo ao chão e fica a olhar para o chão para ver se consegue lançar-se ao chão para os ir buscar.

 

Este mês apareceu o terceiro dentinho, o primeiro de cima, e em breve o quarto estará cá fora. Com isto, o sorriso do Martin está cada vez mais giro. Tentamos dar-lhe a primeira bolacha, e ele ficou tão entusiasmado que só queria trincar a bolacha em pedaços... Escusado será dizer que nos pregou um susto, pois tivemos que lhe tirar o pedaço da bolacha da boca e a partir daí começamos a partir a bolacha em pedacinhos bem pequeninos para ele começar a adaptar-se... A parte má dos dentinhos é que ele sofre imenso com isso, tanto que falamos com a Pediatra para saber se podíamos aliviar esta dor, e ela prescreveu um medicamento homeopático. 

 

Outra novidade foi a descoberta da pilinha, sempre que está no banho lá vai ele explorar esta parte do corpo.


Quanto à alimentação, o que mudou foi a introdução da sopa duas vezes ao dia, ao almoço e ao jantar, e a introdução de iogurtes e alguns alimentos sólidos (bolacha e pão). E se antes estranhava um bocadinho a sopa, agora adora comê-la, tanto que assim que chega a hora de comer fica todo contente e começa a gritar para lhe darmos logo... Os iogurtes não estranhou nadinha, adorou o facto de os começar a comer ao lanche, e não tem preferência por nenhum, gosta de todos os que provou (naturais, banana, pêra, baunilha, pêssego). As bolachas também foram fáceis de introduzir na alimentação, não tivemos qualquer dificuldade em relação ao paladar, pois adorou. Tentamos também o pão, três vezes, mas ele não gostou muito da consistência pois assim que lhe damos um pedacinho, tenta cuspir e começa a tossir.

 

No que diz respeito à amamentação o padrão de alimentação diurno alterou-se, de dia mama cerca de duas a três vezes, uma de manhã e  mais uma ou duas vezes à tarde. Nas noites a rotina pouco se alterou, continua a acordar a cada 2 ou 3 horas para comer. 

 

E perguntam vocês agora... E o que é que o Martin mais gosta?

O Martin vibra com a presença do Gui, delira com a hora de comer e do banho, adora ficar nu, tem um fascínio por cabelos (adora puxar cabelos), adora tocar no nosso rosto (fica tão contente que temos que ter cuidado, pois chega-nos a arranha sem querer) e começou a gostar muito mais de colo pois descobriu que dessa forma pode explorar melhor o mundo... Adora que lhe façam cócegas, adora jogar às escondidas, tem um fascínio pelos brinquedos do Gui, vibra com telemóveis e microondas, e adora tirar fotografias.

E o que é que o Martin não gosta?

Não gosta de estar muito tempo sozinho, não suporta estar com fome, não gosta de adormecer no colo (prefere adormecer no berço, pois lá consegue ter o espaço dele sem se sentir apertado), não gosta que o ignorem, não suporta ter a fralda com cocó, não gosta muito de dormir (faz cerca de duas sestas de dia, cada uma de 30-40 minutos) e não suporta que lhe tirem nada das mãos (principalmente quando ele está todo entusiasmado a brincar).

 

E é desta forma que o nosso Bonequinho se vai desenvolvendo, a um ritmo verdadeiramente alucinante... É estranho como, num segundo filho, o tempo parece passar ainda mais depressa... Por isso, temos procurado aproveitar o máximo dos máximos para que possamos ter recordações maravilhosas...

IMG_20200323_012029_016.jpg

O PRIMEIRO BANHO A DOIS 💙

Quando o Gui tinha 7 meses, compramos a cadeirinha do banho para ele poder ficar um bocadinho mais autónomo e brincar mais na água... O sucesso tinha sido total, o Gui gostava muito, por isso estávamos ansiosos por colocar o Martin também.

 

Ontem, perguntamos ao Gui se queria tomar banho com o mano na banheira, pela primeira vez...  Com um ar duvidoso respondeu que sim... Penso que ele achava que era uma brincadeira, até porque o Martin ainda não se consegue segurar sentado por muito tempo, mas assim que viu a banheira com água e a cadeirinha do banho lá dentro, esboçou um grande sorriso e saltou de imediato para dentro... Foi mesmo giro ver a alegria dos dois... Tanto um como outro, ADORARAM partilhar a banheira. O Gui gostou tanto que hoje, assim que chegou da escola e acabou de lanchar, pediu para ir tomar banho com o mano!  

IMG_0756.JPGE vocês, conheciam esta cadeirinha?

O MARTIN FEZ 6 MESES 💙

O Martin completou na sexta-feira passada meio aninho de vida, é verdade, seis mesinhos que passaram tão rápido que só queria que o tempo pudesse passar bem mais devagar...

 

Ontem fomos à Pediatra e ficamos a saber que pesa 8kg300gr e mede 71cm, disse-me que o Martin continua bastante crescido para idade que tem, e perguntou-me se na família existem pessoas bastantes altas, pois a altura que ele tem agora é a de um bebé de 9 meses. De facto, tanto eu como o R. não somos propriamente baixos, mas também não somos assim tão altos... Eu meço 1.69m e o R. mede cerca de 1.72cm, mas é verdade que do meu lado paterno, existem algumas pessoas bastante altas... Vamos lá ver se o Martin vai ser assim tão alto... Só sei que com isto, a roupa deixa depressa de lhe servir!

 

Estes 30 dias, a maior parte deles passados em Portugal, foram marcados por uma série de alterações incríveis... O Martin começou a:

- rolar na cama, da posição de deitado de costas para deitado de lado (está quase, quase, a rolar totalmente, só falta coordenar melhor o braço que fica por baixo. Não acha piada nenhuma quando o colocamos de barriga para baixo!);

- estar mais tempo sentado (pois já controla bem os movimentos da cabeça e do pescoço), mas tem ainda muita tendência para cair para o lado ou para a frente;

- querer pegar em tudo o que está ao seu alcance e levar à boca;

- manipular melhor os brinquedos e a brincar mais com eles, tão bem que adora "falar" para eles;

- brincar cada vez mais com os seus pés;

- chamar a atenção das pessoas através de sons (adora "palrar", gritar e sorrir, mas se fôr necessário também chora para chamar a atenção);

- brincar mais connosco, sobretudo com o Gui (adora que brinquem e falem para ele! Está numa fase que estranha as pessoas); 

- e a ficar muito mais curioso, vira-se assim que ouve a voz de alguém que não está a ver, para encontrar a pessoa e fica atento a muitas das nossas conversas (acho que ainda não percebe que se chama Martin).


Quanto ao padrão de sono não mudou, ainda não dorme à noite sem fazer interrupções, acho que a fome dele é superior ao querer dormir a noite toda (Eh... Eh... Eh...). 

 

Na alimentação, está a progredir no bom sentido, continua a comer sopinha e fruta ao almoço, e vai começar agora a comer carne e peixe. Já a rotina da amamentação mantém-se igual ao mês passado.

 

Temos procurado aproveitar, ao máximo, esta nossa nova vida a 4, o Gui continua apaixonadíssimo pelo irmão, e o Martin está cada vez mais interessado a que o irmão brinque com ele... E nós só podíamos estar agradecidos por ver este Amor crescer de dia para dia! ❤️

IMG_20200122_175649_873.jpg

O QUINTO MÊS DO MARTIN


E é já amanhã que o Martin completa 6 mesinhos, mas com as férias de Natal só hoje é que pude falar deste mesinho que já vai longe...

 

Estavamos em Portugal quando o Martin fez 5 mesinhos, como a Pediatra dele tinha ficado doente fomos à consulta dos 5 meses ao Pediatra em Portugal, o mesmo que tínhamos ido em Agosto... Ficamos a saber que pesa quase 8kg e mede 70cm. O peso não aumentou muito, algo normal para esta fase devido ao facto dos bebés nesta idade serem muito mais activos e dispenderem muita mais energia, já o tamanho, diga-se de passagem que está muito maior que o Gui com a mesma idade! 

 

Este mês de vida foi marcado por muitas alterações, e a mais gira foi vê-lo interagir cada vez mais, principalmente com o Gui, lançando sorrisos e muitas gargalhadas!

 

Está cada vez mais curioso, e se há coisa que ele adora é explorar cada lugar novo, é mesmo giro ver o seu fascínio por tudo o que o rodeia. 

 

Aos poucos começou a brincar cada vez mais e sozinho, e tal como o Gui, prefere estar sempre acompanhado.

 

Uma semana antes de fazer 5 meses, o Martin descobriu que também tem pés, entrou na fase de tirar os sapatos e as meias, e já consegue chegar com os pés na boca! 

 

Consegue estar muito mais tempo sentado, com apoio, e tem um maior controlo sobre o tronco e a cabeça, mas acho que ainda vai demorar um tempinho a conseguir sentar-se sozinho.

 

Como está cada vez super curioso, quando mama distrai-se facilmente com outras pessoas, com sons, e até se eu falar deixa de mamar para ouvir o que se passa! É muito engraçado vê-lo entusiasmado, mas torna-se muito difícil alimentá-lo assim, pelo que só consegue comer bem em locais calmos.

 

Continua a comer de 2 em 2 horas, e à noite de 3 em 3 horas... Pensei que iria começar a mamar menos durante a noite, mas pelos vistos não está muito virado para isso... (Eh... Eh... Eh...) A novidade foi a introdução de alimentos depois que fomos à consulta do quarto mês, comeu a comer pela primeira, no dia 1 de Dezembro, um puré de legume, e diga-se de passagem que não correu muito mal... Dez dias depois começou a comer fruta... Quem estava super entusiasmo era o Gui, afinal o mano dele começou a crescer como ele tanto queria...

 

As cólicas quase desapareceram, são muito raras e surgem apenas quando se introduz um novo alimento.

 

Quanto ao padrão de sono digamos que está mais ou menos estabelecido... De noite dorme cerca de 12 horas e de dia faz três ou quatro sestas de 30 a 45 minutos. E o melhor, é que ao contrário do Gui, o Martin não gosta de dormir no colo, prefere estar todo esticadinho no berço ou na alcofa! 

 

As grandes paixões do Martin são o Gui (fica fascinado com tudo o que ele faz), as brincadeiras, a hora do banho e as gargalhadas que lhe lançamos.

 

É tão bom ver que a cada dia que passa ele interage cada vez mais connosco, é maravilhoso ver o seu sorriso, ouvir as suas gargalhadas, e apercebermo-nos das suas pequenas grandes descobertas! Estamos cada vez mais apaixonados, e mesmo sendo pais de segunda viagem, todas as pequenas coisas que ele faz, por mais banais que vocês possam imaginar, continuam a derretem o nosso coraçãozinho! 

IMG_0677.JPG

O MARTIN FEZ 4 MESES

O Martin completou quatro mesinhos no passado dia 17 de Novembro, e eu não poderia deixar de fazer um post para descrever como foi este mês...

 

Fomos hoje à Pediatra fazer as vacinas do 4º mês, basicamente as mesmas que fez aos 2 meses. Desta vez, o Martin chorou mal a viu, parecia que ainda se lembrava da última vez que levou as vacinas e só ficou calmo assim que eu peguei nele e o manti nos meus braços.

 

Ficamos a saber que o gorduchinho do Martin já pesa 7.800gr, e mede 68cm, continua maior que o Gui com o mesmo tempo de vida... 

 

A novidade desta consulta foi a indicação dada para começar a introdução de novos alimentos, legumes e frutas, mas este será assunto para um novo post...

 

Neste mês, os marcos mais importantes foram:

-  conseguir equilibrar a cabeça, o que lhe permite olhar para tudo ao seu redor com muita mais facilidade (adora analisar cada lugar diferente onde vai);

- manter a cabeça e o tronco em extensão quando está deitado de barriga para baixo;

- dar pontapés fortes, quando está deitado de barriga para cima, tem tanta força que temos que estar atentos quando lhe mudamos a fralda, caso contrário corremos o risco de "ver estrelinhas";

- a interacção e o fascínio com brinquedos coloridos e que emitem som;

- pegar em objectos/brinquedos e colocá-los na boca (ainda o faz de uma forma descoordenada, mas é giro ver o esforço que ele faz muitas vezes);

- babar-se imenso, principalmente no final do dia;

- brincar sozinho, principalmente com as mãozinhas dele;

- e claro, os famosos "puxões no cabelo"... Sei que não o faz de forma propositada, mas é impressionante como aquelas mãozinhas tão pequeninas estão sempre prontas a agarrar o meu cabelo!

 

Em relação à comida, ainda não estabeleceu nenhuma rotina para comer... De dia, continua a comer a cada 2 horas, e à noite normalmente adormece por volta das 19h - 19h30, volta a acordar para comer por volta da 1:30 e a partir daqui é quase sempre de 2 em 2 horas, às vezes 3...

 

Quanto a dormir, o Martin continua tranquilo, adormece relativamente rápido, no berço com música de embalar, e durante a noite come praticamente a dormir! De dia faz uma sesta de manhã e uma ou duas à tarde, de manhã pode dormir de 1 a 2 horas, à tarde 45minutos a 1 hora, quando não faz duas sestas de tarde fica um bocadinho chatinho...

 

O que o Martin gosta mesmo é que sorriam e brinquem com ele, adora interagir connosco e com o Gui e não gosta que o "deixem de parte" quando estamos a falar! Outra coisa que ele adora é a hora do banho, principalmente tirar e vestir a parte de cima da roupa, farta-se de dar gargalhadas com tantas cócegas que tem.

 

O Martin continua um Principezinho muito dócil e tranquilo, e o que mais o caracteriza é, sem dúvida, o seu super sorriso!  

IMG_0569.JPG

CÓLICAS: SINTOMAS E SOLUÇÕES

IMG_0504.JPG

Quando o Martin nasceu, se havia um "medo" que eu tinha era de que ele sofresse tanto de cólicas como sofreu o Gui... E embora soubesse que estas eram perfeitamente naturais e temporárias, era sempre difícil acalmar o Gui nestas alturas, não havia massagem nem posição que o acalmasse, e na maior parte das vezes nem medicação prescrita surtia qualquer efeito...

 

Mas afinal, quando surgem e o que são as cólicas?

De uma maneira geral, as cólicas surgem entre as duas e quatro semanas de vida do bebé, e podem ocorrer a qualquer momento do dia ou da noite, embora sejam mais frequentes entre as 18h e a meia-noite. 

Nem sempre é fácil chegar a um diagnóstico de cólicas no bebé, por isso, em 1954 o Dr. Morris Arthur Wessel, pediatra americano, definiu a regra dos três para a detecção das cólicas do lactente. Ou seja, a cólica do lactente é uma condição em que um bebé bem alimentado e saudável tem períodos inexplicáveis de choro intenso e estados de grande agitação por mais de 3 horas por dia, por mais de 3 dias por semana e por mais de 3 semanas.

 

Qual o motivo para o bebé ter cólicas?
Apesar de haver muita investigação nesta área, desconhece-se ao certo o que causa as cólicas, mas existem algumas explicações apontadas:

- o sistema digestivo do bebé ainda está em desenvolvimento;

- se houver refluxo, o refluxo pode causar desconforto no bebé;

- se está com gases;

- se o bebé fôr superestimulados pelo ambiente;

- e/ou alguma alergia alimentar (no leite materno ou no leite artificial).

A maioria dos bebés deixa de sofrer de cólicas até aos 6 meses, altura em que o sistema digestivo funciona bem.

 

Como avaliar se o bebé está com cólicas?

Se suspeita que o bebé está com cólicas, observe com atenção os seguintes sinais:

- o bebé encolhe e estica as pernas;

- arqueia as costas;

- mexe os braços e pernas em simultâneo;

- o rosto do bebé fica corado enquanto chora;

- fecha as mãozinhas;

- parece estar com dor;

- a barriga parece estar inchada e solta gases. 

 

O que fazer no caso do bebé ter cólicas?

Quando um bebé tem cólicas existem várias coisas simples que se podem fazer, quer para minimizar o risco deste vir a ter cólicas, quer para ajudar o bebé a relaxar quando estas surgem:

- pegar no bebé ao colo (ajuda o bebé a sentir-se mais seguro e tranquilo)

- manter o bebé num local tranquilo;

- alimentar o bebé sempre que ele estiver com fome, não seguindo horários fixos;

- fazer o bebé arrotar depois de ser alimentado (segurar o bebé sobre o ombro e dar umas palmadinhas delicadas nas costas);

- fazer massagens circulares na barriga do bebé, com movimentos lentos e ritmados, no sentido do ponteiro dos relógios;

- dar um banho quente e relaxado;

- dar uma chupeta para acalmá-lo antes do choro começar (o próprio reflexo de sucção ajuda a diminuir a cólica);

- manter a calma, pois o bebé sente o stress da mãe/pai.

 

Quando procurar ajuda médica?
Se depois de experimentar várias técnicas para acalmar o bebé, o choro persistir e nada parecer ajudar, talvez o melhor seja procurar um médico para confirmar se são mesmo cólicas que causam o choro excessivo no bebé e, se fôr caso disso, o médico irá medicar!

 

Com o Martin foi assim...

Estávamos de férias em Portugal quando o Martin começou a ter cólicas, tinha ele pouco mais de três semanas... Aproveitei a consulta do primeiro mês para perguntar ao Pediatra se havia alguma medicação que o Martin pudesse fazer para minimizar o desconforto causado pelas cólicas, pois era difícil acalmá-lo... Aconselhou-me então a fazer dois tipos de "gotas" que se vieram a tornar milagrosas: o BioGaia® (1 vez ao dia) e o Infacalm® (em SOS).

IMG_0492.JPG

O primeiro é nada mais que um "suplemento alimentar rico em bactérias com efeitos benéficos na regularização da flora intestinal, designadas Lactobacillus Reuteri Protectis. Os efeitos de Lactobacillus Reuteri Protectis estão clinicamente provados na manutenção da motilidade, saúde e funcionamento do intestino em lactentes, especialmente na cólica Infantil, dor abdominal funcional e obstipação. Favorece a normalização da flora intestinal, conferindo proteção contra agentes patogénicos. Pode ser administrado desde o primeiro dia de vida" (para mais informações clique aqui).

O segundo, é um medicamento cuja substância activa é o simeticone (dimeticone activado com dióxido de silício), substância esta que actua por redução da tensão superficial, facilitando a remoção de bolhas gasosas presentes no tracto gastrointestinal. Este, ao contrário do primeiro, não deve ser administrado em bebés com menos de 28 dias de idade (para mais informações clique aqui).

 

Desde esse dia, o Martin poucas cólicas teve, de vez enquanto lá tem um episódio ou outro no final do dia ou durante a noite, mas nada se compara às cólicas que o Gui tinha quando era bebé... E embora não possa afirmar que estas gotas são milagrosas para todos os bebés, o que é certo é que para o Martin elas funcionam muito bem!

E por aí, como gerem este desconforto?!

 

 

SESSÃO FOTOGRÁFICA NA MATERNIDADE - MARTIN

Quando escolhemos a Maternidade que o Martin ía nascer, fiquei um bocadinho curiosa por saber se ali também se fazia a famosa sessão fotográfica logo após o nascimento, tal como fizemos com o Gui.  Queríamos ficar com um registo igual para um dia mais tarde ambos poderem ter uma bela recordação das primeiras horas de vida...

 

A fotógrafa apareceu no quarto pouco depois do Martin fazer 24 horas de vida, e a sessão fotográfica foi feita ao segundo dia de vida. Mais uma vez ficamos encantados com este momento tão ternurento e tínhamos uma certa ansiedade para receber as fotografias tiradas naquele dia... E hoje, partilho aqui com vocês 4 dessas fotografias que retratam tão bem o nosso Amor...

IMG_0451.JPG

Parece que foi ontem que estávamos a caminho da Maternidade... E parece que ainda há umas horas atrás preparávamos-nos para tirar as fotografias... Mas a verdade é que já passaram mais de 3 meses desde que este Pipoquinha nasceu

 

Tempo, podes passar bem mais devagar?!

E TU, O QUE QUERES SER?

Ontem perguntavam no Canal Panda o que queriam fazer as crianças quando fossem grande... Um dizia professor, outro polícia, outro xerife... Foi então que me virei para o Gui e perguntei-lhe se sabia o que queria ser quando fôr grande... Intrigado com aquela pergunta tão estranha o Gui respondeu-me de imediato: "Não sei...". Respondi-lhe que não se preocupasse pois ainda tinha muito tempo para pensar nisso... Mas assim que lhe disse isto, virou-se para mim e disse todo entusiasmado: "Já sei, quero ser uma Lagartixa!".

Uma Lagartixa?! Porquê uma Lagartixa? - perguntei eu curiosa. 

Não sei... - respondeu o Gui.

E hoje, do nada, e sem falarmos mais do assunto, virou-se para mim e disse: "Mamã, o Gui quer ser uma Lagartixa porque eu gosto muito de Lagartixas!...".

Achei imensa piada à explicação dele, e nunca imaginei que ele me desse uma resposta dessas pois não fazia ideia que ele gostava tanto de lagartixas.... Acho que aquelas duas vezes que vimos lagartixas em Portugal, nestas férias de Verão, devem ter mesmo marcado o Gui... 

IMG_0448.JPG