Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

A LOJA DO PRINCIPEZINHO

Este fim-de-semana decidimos dar um saltinho à loja do "Petit Prince" em Paris... Já tinha um tempinho que queria ir até lá, como estava bom tempo aproveitamos e fomos os três até lá, de carro.

 

A loja situa-se numa ruela bastante engraçadinha e típica  (podem espreitar o vídeo que fiz no Instagram), mas para quem vai de carro estacionar para aqueles lados só mesmo num dos parques cobertos...

 

Estacionamos no parque mais perto que o GPS nos indicava, um parque coberto situado por baixo de um edifício, que tinha pelo menos uns 3 andares a baixo do nível do solo... Conseguimos lugar no - 2, o cúmulo foi o elevador do parque só dar acesso ao piso -1, a partir daqui tivemos que carregar o carrinho do Gui pelas escadas acima até chegarmos à rua (enquanto o Gui dormia sossegadinho lá dentro). Paris tem destas coisas maravilhosas: acessos para pessoas com mobilidade reduzida ou para carrinhos de bebé simplesmente não existem em muitos locais mesmo (ah pois é, não é só em Portugal que isto acontece)! Andamos um bocadinho e lá fomos ter à famosa loja do Principezinho... Um local pequenino mas cheio de encanto...

IMG_6938.JPG 

Para quem é fã desta história ou desta personagem vale a pena fazer um desvio até lá, se vier a Paris, pois existem diversos artigos giros a preços bastante variados. 

 

Enquanto percorríamos a loja a analisar os artigos expostos, o Gui acordou surpreso e bastante curioso com tudo o que havia à sua volta... A funcionária da loja, que tinha uns 30 anos (no máximo), aproximou-se do Gui e pensando que éramos ingleses começou a falar em inglês para nós... Contamos um bocadinho da nossa história e descobrimos que ela tinha um carinho muito especial por Portugal... Tinha estado em Portugal o ano passado nas férias de Verão, com o marido e o filho de 18 meses, em Lisboa e em Cascais, e adorou o nosso país.... Contou-nos que ficou impressionada com a simpatia das pessoas, o facto das crianças serem adoradas pelos portugueses, a nossa gastronomia, o nosso clima e a roupa fantástica que existe para bebés/crianças... Olhou para o Gui e disse que a roupa dele só podia ser portuguesa porque era super gira! É verdade, estamos a falar de alguém que mora em Paris, na capital da moda, dizia ela que era uma verdadeira perdição o que tinha visto por lá e que em Paris para comprar algo giro é preciso ir às marcas super caras... 

 

Foi mesmo bom ouvir uma pessoa daqui, uma verdadeira francesa, a falar tão bem do nosso Portugal, é óbvio que aproveitei para promover o Norte também (Eh... Eh... Eh...). Compramos três lembrancinhas e saímos da loja com um sorriso de orelha a orelha. Mas que bela surpresa tinha sido encontrar alguém assim por aqui.

 

De volta para o carro, e já quase a entrar para o parque, começamos a reclamar por termos que voltar a carregar "às costas" o carrinho do Gui pelas escadas do parque de estacionamento... O meu marido diz que o melhor é ir pela rampa dos carros, mas eu digo-lhe que talvez não seja boa ideia por causa da báscula... No mesmo instante o funcionário do parque, ouvindo a nossa conversa, diz que podemos ir antes pela rampa que até levantava a báscula se fosse preciso... Lá estava um português de Portugal, daqueles como nós, sem qualquer sotaque francês... Até nos esquecemos das malditas escadas.

 

Dois episódios simples do nosso dia-a-dia que marcaram bastante!

 

Para quem quiser comprar produtos na loja, saiba que acaba por compensar comprar os produtos online porque mesmo que se paguem os portes de envio o dinheiro que se gasta em parque de estacionamento acaba por ser o mesmo, se não mais até.

«O PRINCIPEZINHO»

le petit prince.jpg

O Principezinho (Le Petit Prince, em francês) é uma obra do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, que foi publicada em 1943, nos Estados Unidos. À primeira vista, parece tratar-se de uma história para crianças, mas na realidade possui um grande teor poético e filosófico.

 

O livro conta a história de um piloto que se despenha no Deserto do Saara, em África, e encontra um jovem que diz ser um príncipe vindo de um pequeno asteróide, que o leva a uma jornada filosófica e poética sobre a humanidade das pessoas.

 

Este livro, tão famoso mundialmente está agora a ser adaptado ao cinema pelo realizador do "Panda do Kung-Fu", Mark Osborne. Uma versão animada que começa com a história de uma menina dos nossos dias que descobre, através de um idoso, a história do Principezinho, iniciando-se assim uma aventura.

o principezinho.jpg

O filme em versão 3D está previsto estrear mundialmente a 7 de Outubro de 2015.

 

Um filme que ninguém vai querer perder  Não acham?