Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

OS FAMOSOS MACARONS

Amarelos, verdes, azuis, rosas, castanhos, beges… Assim são os famosos macarons.

 

Depois de alguns anos fora de moda, o macaron torna a estar mais famoso que nunca… Não só aqui como em todo o mundo.

 

Típico nas pastelarias francesas, e não só, o macaron atrai os olhares de toda a gente e abre o apetite de quem os vê…

 

Crocante por fora e macio por dentro, tem cerca de 4 a 5 centímetros de diâmetro. A massa é feita de farinha de amêndoa, clara de ovo e açúcar e o recheio depende da criatividade de quem os confecciona.

 

Apesar da maioria das pessoas pensar que este doce tem a sua origem em França, a história diz que este veio da Itália, em 1533, quando Catherine de Médici, ao casar-se com Henry II, Duque de Orléans, levou este doce à Corte Francesa.

 

Se no início tratava-se de um simples biscoito, hoje ele é muito mais que isso…

 

O macaron como hoje o conhecemos data do século XIX quando os pasteleiros parisienses tiveram a ideia de os juntar aos pares e adicionar um creme entre as duas conchas, criando então o macaron parisiense. Hoje o pequeno doce redondo é produzido numa infinita gama de cores e sabores e há mesmo versões salgadas.

 

 

Em Paris há pelo menos duas patisseries que são conhecidas por terem os melhores macarons de Paris: a Ladurée e o Pierre Hermé.

DSC02351.JPG

Se por um lado, a Ladurée é conhecida pela sua pastelaria mais clássica, o Pierre Hermé é conhecido por criar sabores mais exóticos, como gengibre, azeite de oliva e baunilha, e morango com vinagre balsâmico.

Não deixe de os experimentar, são realmente deliciosos!

 

Se visitar Paris e não tiver oportunidade de experimentar durante a sua estadia, há sempre a opção de os comprar nos aeroportos de Paris.