Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

ISTO É AMOR 💙

Quando estava grávida do Martin, se havia um momento que tínhamos alguma ansiedade de ver, era a reacção do Gui ao ver o irmão pela primeira vez... 

 

Assim que fiquei grávida, o Gui foi das primeiras pessoas a saber... No início, e talvez porque ele tivesse apenas dois anos e meio, tínhamos a sensação que ele não percebia muito bem do que falávamos quando abordávamos o assunto... Mas à medida que o tempo ía passando, a barriga ía crescendo, e soubemos o sexo do bebé, o Gui começou a assimilar que de facto um bebé iria chegar...

 

E se no início ele queria uma mana, depressa mudou de ideias... Afinal, bom mesmo era um menino para brincar como ele... E assim foi, o desejo dele estava realizado... Agora era esperar que o Martin nascesse...

 

Falávamos quase todos os dias sobre como ía ser bom ter um mano para brincarem juntos, e como era importante que ele ajudasse a mamã e o papá a tomar conta do mano pois ele iria ser o mano mais velho... Até que chegou o dia tão esperado, explicamos ao Gui que o Martin ía nascer e que logo, logo, ele iria poder ver o mano... 

 

Tinhamos comprado umas prendinhas simbólicas para os manos trocarem entre eles, de forma a que o Gui também pudesse sentir o quanto aquele momento era Especial... E assim foi, logo no primeiro dia que o Martin nasceu, o papá trouxe o Gui à Maternidade com a tal prendinha... A porta do quarto abriu-se e ele entrou timidamente, num misto de alegria e curiosidade, esboçou um sorriso e procurou discretamente com o olhar onde estava o seu mano... Perguntei-lhe se queria ver o mano e ele respondeu logo que sim... Aproximou-se do berço e, com o sorriso mais doce e envergonhado, olhou para o Martin... Tinha finalmente chegado aquele momento, e nós não podíamos estar mais radiantes com a reacção do Gui assim que viu o irmão  pela primeira vez...

IMG_0298.JPG

A partir daquele dia, percebemos que o Gui estava preparado para ter um irmão... E aquele momento, tão simples mas tão genuíno acabou por se tornar num dos mais maravilhosos de sempre! 💙

 

E por aí, como foi que vivenciaram este momento?!

1 comentário

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.