Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

HOJE É OBRIGATÓRIO COMER CREPES!

Hoje é a Chandeleur (do latim, candelaria, candeia) aqui na França, é o dia tradicional para comer Crêpes. Mas de onde vem esta tradição?

 

A origem desta festa remonta à Antiguidade Romana no tempo em que se fazia uma festa em honra do Deus Pan. A partir do século XIV, esta festa passa a estar definitivamente associada à Purificação e a Nossa Senhora das Candeias, sendo que actualmente, a Chandeleur está ligada à confecção de crepes. Pela sua forma redonda e pela sua cor dourada, lembram o sol, o que explicaria porque fazemos crepes neste dia, é como que um apelo ao regresso da Primavera, após o Inverno.

 

A Chandeleur é, no fundo, uma festa de prosperidade. A tradição manda que, nesse dia, devem-se fazer saltar os crepes, com a mão direita, tendo na mão esquerda, uma moeda, para que haja prosperidade e abundância durante todo o ano. Há também a superstição de que o primeiro crepe confeccionado não deve ser comido, mas antes guardado, até ao ano seguinte, para dar sorte e para que as colheitas sejam abundantes. 

 

E embora todos os dias sejam bons para comer crepes, durante a Chandeleur a tradição ganha um sabor especial aqui em França... Por isso hoje é obrigatório comer crepes, aqui não há ninguém que deixe escapar esta data!

 

Eu já fiz a massa e até já comi 2 com fiambre e queijo! Uma verdadeira tentação! 

o meu crepe de hoje.jpg

crepe misto.jpg

E como quis cumprir a tradição, já tenho o primeiro crepe que confeccionei guardado!

crepe para guardar armário.jpg

E embora em Portugal utilizasse outra receita, desta vez procurarei na net uma receita daqui... Para quem quiser fazer em casa aqui fica a receita tradicional que eu utilizei:

 

– 200 g de farinha com fermento (Tipo 55)

– 100 g de açúcar em pó

– 500 ml de leite

– 4 ovos

- algumas gotas de extracto de baunilha (para dar gosto)

 

1. Misturar tudo para obter uma massa bem fofinha e não muito grossa. Deixar descansar entre 2 a 3 horas no frigorífico.

2. Depois deste tempo junte, se necessário, um pouco de leite ou de água para obter uma massa com uma boa consistência (uma massa muito espessa fará com que os crepes fiquem tipo "chiclete"). 

3. Leve ao lume uma frigideira anti-aderente e pincele com um pouco de manteiga. 

4. Coloque uma concha de massa, não muito cheia, no centro da frigideira, e espalhe bem (a frigideira deve estar quente). 

5. Deixe cozer o crepe em lume médio durante alguns minutos, até a massa se descolar à volta. 

6. Vire o crepe e deixe cozer mais um pouco.

7.Retire.

o verdadeiro crepe.jpg  

Dicas
Os crepes podem ser recheados com compotas variadas, mel, frutas, natas, chocolate, chantilly, caramelo, licores, rum, vodka, gelado, ou mesmo com recheios salgados como: queijo e fiambre, atum, frango, camarões, cogumelos, etc...
 
Bom apetite!

3 comentários

Comentar post