Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

CONTADO NINGUÉM ACREDITA - PARTE 2

IMG_8892.JPG

Lembram-se da história do meu registo do carro como autocaravana?! Talvez não, pois a história começou no dia 2 de Fevereiro e, por incrível que pareça, só agora parece que teve um fim: 5 meses depois!!! 

 

Nem imaginam como eu andava fula com esta história, fiz a minha reclamação no dia 3 de Fevereiro, um mês depois obtive uma simples resposta de como tinham recebido a minha reclamação, mas foram precisos mais 4 meses para ver o problema corrigido! O cúmulo é que só começaram a tratar do meu caso a meios de Junho, nunca reconheceram o erro, e mesmo explicando onde estava a falha, teimavam em dizer que estava tudo certo!!! Andava fartinha desta troca de e-mails, cheguei ao cúmulo de ter que fazer um esquema a assinalar na carta grise e na fotocópia do documento emitido pela Peugeot onde eles se tinham enganado pois diziam que estava tudo bem. E para finalizar, eles é que erraram e eu é que tive que pagar por um novo documento (carte grise): 34€!!! É verdade, depois deste tempo todo perdido ainda paguei 34€ pela burrice deles!!!

 

O documento foi enviado por carta regista com aviso de recepção, mas como na sexta-feira fui trabalhar, só no sábado é que levantei a maldita da "carte grise". Agora falta saber se realmente está tudo certo, para isso temos então que nos dirigir a um centro de inspecções para fazer o chamado "contrôle technique", que por sinal já devia ter sido feito em Fevereiro... 

 

Como vêem as coisas por aqui também acontecem... Os outros é que erram e nós é que pagamos por isso!

1 comentário

Comentar post