Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

CONHECE A REDINHA DE FRUTAS?

IMG_0829.JPG

A primeira vez que utilizei este utensílio foi com o Gui, tinha ele uns 7 mesinhos, prendinha dos padrinhos quando completou 6 mesinhos... Ontem decidi experimentar com o Martin, por isso achei que seria útil falar deste utensílio uma vez que não o fiz quando o experimentei pela primeira vez...

 

Mas afinal, o que é uma "redinha de frutas"?

Os nomes podem variar mas basicamente trata-se de um utensílio em plástico utilizado para a introdução de pedaços de frutas na alimentação do bebé. Nesse utensílio, existe uma redinha onde é introduzido um pedaço de fruta, que depois de fechada, oferece-se ao bebé. O bebé ao chupar na redinha vai comer a fruta.

 

Quais são as vantagens e as desvantagens da sua utilização?

Os fabricantes afirmam que diminui o risco do bebé se engasgar com um pedaço de fruta, facilitando o início da ingestão de alimentos sólidos e, desta forma, estimulando o consumo de frutas e de uma alimentação saudável.

Em contra-partida, os especialistas dizem que um dos pontos mais importantes do início da alimentação sólida do bebé é ele entrar em contato com as diversas texturas das frutas, de maneira a despertar a sua curiosidade, o paladar e a vontade de comer. Por isso, se colocamos as frutas na redinha, o bebé irá ter apenas oportunidade para conhecer novos sabores. 

 

Querem saber a minha opinião?

Pessoalmente acho que este utensílio é bastante útil numa fase inicial, por volta dos 7 meses, para que o bebé possa ter um acesso fácil aos diferentes sabores das frutas.

Além disso, torna-se uma mais valia quando o bebé tem aquela vontade insaciável de meter tudo à boca pelo desconforto que sente nas gengivas, quando os dentinhos começam a querer nascer. Neste caso, colocar fruta fria dentro da redinha vai ajudar a acalmar a dor, pois a temperatura mais baixa ajuda a anestesiar a dor.

Na minha opinião, o importante é nunca utilizar este utensílio por muito tempo... Um mês é mais que suficiente, para que depois o bebé não sinta dificuldades quando tiver que entrar em contato directamente com a fruta. 

Esta é a minha opinião, baseada na minha experiência, se tiver dúvidas, o melhor é falar com o Pediatra do seu bebé para que possa discutir e esclarecer as duas dúvidas porque cada bebé tem o seu ritmo de desenvolvimento...

 

E vocês, conheciam este produto? 

 

1 comentário

Comentar post