Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

A ROTA DE VINHOS E AS VILAS FLORIDAS DA ALSÁCIA

IMG_9285.JPG

Alsácia (em francês Alsace) é uma região da França que se localiza a este do país, junto às fronteiras da Alemanha e da Suíça. Durante anos a região teve o controle alternado entre a Alemanha e a França, o que resultou numa mistura única entre influências francesas e germânicas.
 
Terra de sonhos, repleta de vilarejos encantados e medievais pintados em tons pastel, paisagens de tirar o fôlego, colinas verdes e conhecida pela sua famosa rota do vinho (com vinícolas e vinhedos que se estendem por quase 200 km), a Alsácia é quase uma visita obrigatória para quem está em Paris e não só...  Uma região que mais parece ter saído de um verdadeiro conto de fadas!

IMG_9283.JPG 

A legendária "Route des Vins d'Alsace" (rota dos vinhos da Alsacia), cujo traçado foi oficialmente definido em 1953, estende-se do norte ao sul da Alsacia, numa centena de quilómetros, formada por uma estrada super estreita que interconecta 119 cidades. É um dos percursos de carro mais belos da França... As estradas serpenteiam as paisagens serenas e as vinhas ancestrais, situadas entre a planície do Reno e as montanhas dos Vosgos (em francês, Ballons des Vosges), florestas lendárias, castelos e ruínas medievais.

IMG_9234.PNG

A coluna vertebral da região é, sem dúvida, a cultura do vinho e isso vê-se em cada cantinho de cada cidade... Museus e actividades de ecoturismo, gastronomia e caminhadas, tudo evoca mais ou menos directamente a cultura do vinho ou as paisagens transformadas com essa finalidade. A região produz anualmente mais de um milhão de litros de vinho e o processo envolve quase dez mil famílias.

IMG_9305.JPG

Para quem gosta de vinho, a Alsácia é a região certa para visitar já que tem centenas de pequenas vinícolas e quase todas oferecem uma degustação gratuita. O ideal é fazer um plano e escolher antes de visitar, caso contrário corre-se o risco de não se sair da primeira vila que se encontrar!

 

É impressionante como nesta região praticamente todas as casas têm flores e, pelos vistos, em quase todas as épocas do ano pois são replantadas em cada estação. Há flores nas casas, nas ruas, nos postes, nas rotundas... As cidades disputam entre si para ver qual a mais florida e a melhor cuidada. O efeito colateral é o turismo e é por isso também que é tão incrível visitar esta região.

 

Uma coisa também típica desta região são os ninhos de cegonha no telhado das casas, isto porque esta é uma região de rota migratória, onde as cegonhas brancas vêm da África depois do inverno, e passam o verão na Europa.

IMG_9284.JPG

Fazer a rota dos vinhos da Alsácia é como viajar no tempo, uma viagem acompanhada de sabores e aromas inesquecíveis, acompanhados de uma deliciosa gastronomia. Nós experimentamos a Tourte Alsacienne (uma torta de carne feita de lombo de porco e vitela revestida com massa folhada), o famoso Quiche Lorraine (uma quiche recheada com creme feita de leite e ovos acrescida de bacon defumado) e o Flambée (uma massa extremamente fina de pizza com uma cobertura também fina de crème fraiche, algo entre creme de leite e creme azedo, servida sobre uma tábua de madeira) três especialidade da região. Como doces, quisemos experimentar os tradicionais Macarons de Riquewihr, que nada têm a ver com os de Paris, tanto no sabor como no formato, estes têm um gosto e um formato que se assemelha aos nossos tradicionais côcos. 

IMG_9303.JPG

De entre as vilas que fazem parte desta região, e uma vez que já tinhamos explorado Strasbourg em 2015, optamos por conhecer: Ribeauvillé, Riquewihr, Kaysersberg, Colmar, Eguisheim e Mulhouse (esta última ciadade, de forma bem mais rápido, já que começava a ficar noite e o nosso destino a seguir era a Suiça...). Optei por desvendar cada terra mágica num post em separado, já que achei que seria intreressante partilhar as milhentas fotografias que tirei por aqui... Mas isso ficará para os próximos posts (a não perder!)...

2 comentários

Comentar post