Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

NO 1º DE MAIO OFEREÇO UM MUGUET

muguet ramo.jpg

Em França, hoje, além de ser feriado por ser o Dia Internacional do Trabalhador, é também a Fête du Muguet (em português, a Festa do Lírio-do-Vale).

 

O Muguet é uma planta que dá umas florzinhas muito pequeninas e brancas, em forma de sino. É uma flor bastante delicada e perfumada, que nasce em cachos. A planta simboliza a chegada da Primavera, pois é nessa época que dá flores, além disso, é símbolo de sorte e felicidade.

 

Por isso, oferecer um muguet no dia 1° de Maio, significa que desejamos felicidade e sorte à pessoa, durante todo o ano. Hoje é dia disso mesmo, é dia de oferecer aos amigos e familiares um ramo de muguet!

 

A tradição é antiga e conta que foi no dia 1 de Maio de 1561, que o rei Carlos IX recebeu um ramo de muguet de presente para lhe dar sorte. O monarca gostou tanto deste gesto que passou a distribuir para as damas da sua corte um ramo da flor, nesse mesmo dia, com o mesmo objetivo, tornando-se assim numa tradição do país.

 

Se estiver hoje em França vai perceber o motivo de encontrar vendedores ambulantes nas vias públicas a vender estas florzinhas. 

 

Para vocês que me seguem não poderia deixar passar esta data em branco... A cada um de vocês, eu ofereço um ramo de muguet!

 

Eu já recebi o meu! 

DSC03950.JPGDSC03949.JPG

1º ABRIL: LE POISSON D'AVRIL

1 abril.gif

Não existe um registo oficial de como o 1º de Abril se tornou o dia das mentiras (também conhecido como o dia das petas, em Portugal). Das explicações apontadas a mais credível remonta à época em que o calendário usado pelos países da Europa mudou.

 

Tudo aconteceu em França, em 1564. Até à época, o Ano Novo era comemorado a 25 de Março, data que marcava a chegada da Primavera, as pessoas trocavam presentes, e as comemorações prolongavam-se até ao dia 1 de Abril. Foi nesse ano que o Rei Carlos IX, da França, decidiu que o Ano Novo passaria a ser comemorado a 1 de Janeiro, o que causou grande confusão no país e no continente. Esta mudança gerou muitas confusões...

 

Se por um lado, as notícias demoravam a chegar às pessoas, fazendo com que a confusão fosse aproveitada para criar brincadeiras envolvendo mentiras, por outro, havia um certo número de pessoas mais conservadoras que decidiram manter as comemoração na data antiga, sendo ironizados pelo resto da sociedade, através do envio de presentes falsos. Estas brincadeiras causaram dúvidas sobre a veracidade da data, confundindo as pessoas, o que levou ao aparecimento do 1º de Abril como o dia da mentira.

 

Aqui, em França, o dia da mentira é chamado de "poisson d'avril", literalmente "peixe de Abril".

poisson-avril-origine.jpg

Porquê, "poisson d'avril"?

Como na Quaresma os Católicos não podiam comer carne, os presentes mais trocados nessa altura eram peixes. Ora, quando chegava o 1º de Abril, começavam a distribuir peixes falsos (os tais "presentes falsos"), dando assim início à “plaisanterie du poisson d’avril” (brincadeira do 1º de Abril).

 

Por isso, para manter viva esta tradição, neste dia as escolas são invadidas por peixinhos coloridos, em papel, que são colados discretamente nas costas do primeiro distraído. E quando alguém descobre um peixinho colado nas costas, todos gritam: “Poisson d’Avril”.

poisson d'avril.jpg

Para os adultos, tal como acontece na maior parte dos paises, o dia é basicamente dedicado às mentiras. Por isso, hoje fique atento às notícias, nos jornais, na radio, na televisão e até na internet... Afinal, nem tudo o que vai ler ou ouvir é verdade!