Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

UM PARQUE COM UMA HOMENAGEM A UMA PORTUGUESA

DSC04387.JPG

É interessante quando vamos conhecer um lugar diferente fora do nosso país e descobrimos algo português... Foi isto que nos aconteceu na passada segunda-feira, era feriado, o dia convidava a um passseio pela natureza... Fomos à internet, pesquisámos um parque diferente para visitar, e tendo em conta as fotografias que apareciam acabámos por escolher um parque situado nos arredores de Paris, em Massy, o Parc Georges Brassens.

 

Estávamos longe de imaginar o que iríamos encontrar: o nome de uma rua em homenagem a uma portuguesa... Depressa compreendemos a sua história, uma história relatada numa espécie de exposição, que existe no parque, e que conta a coragem de uma portuguesa que lutou pelos direitos dos seus compatriotas e não só.

 

DSC04382.JPGDSC04383.JPG

DSC04384.JPG

DSC04385.JPG

DSC04386.JPGIMG_5856.JPG

A história é verídica e data do ano de 1962 quando o Professor Carlos da Fonseca ameaçado pela Polícia em Portugal emigra para a França, mais precisamente para Massy, e vai morar para uma espécie de bairro de lata (biddonville, em francês) onde vive uma grande comunidade de emigrantes (portugueses e não só). A sua esposa Laurete da Fonseca e os seus 5 filhos só mais tarde se juntam a ele. Determinados, em 1970, ele consegue entrar no mundo do ensino, dando cursos de alfabetização para adultos portugueses dos bairros de Massy e ela começa a ajudar os seus compatriotas, frequentemente analfabetos, na obtenção dos vistos e das autorizações de residência, numa luta contínua entre imigrantes e instituições.

 

Tudo corria relativamente bem, até que em 1971, a situação se torna difícil para os emigrantes que viviam em Massy... O Governo decide acelerar a destruição das favelas, mas Laurete, intermediária do povo, organiza um protesto juntamente com dezenas de Portugueses para se oporem a esta decisão... A Câmara não se opõe a ela, mas o Estado Francês encontra nela a responsável por todos os dasacatos e desordens públicas. 

 

A 22 de Setembro de 1971, Laurete da Fonseca é convocada pela Comissão Especial de Expulsão de Essonne (Commission Spéciale D'expulsion de L'Essonne), mas uma manifestação a favor dela é feita e ela consegue não ser expulsa da França. Várias pressões continuaram a ser exercidas sobre ela, durante muitos anos - ameaças de expulsão e dificuldades de prolongamento da autorização de residência, mas sempre apoiada pelo comité de defesa do bairro, Laurete resiste e acaba por ficar em França mas sob a condição de se tornar "invisível". 

 

Laurete, recusou regressar a Portugal, excepto para estadias de curta duração. Vítima de esclerose múltipla, viria a falecer em Janeiro de 2001 e enterrada em Massy. O seu marido e vários seus filhos ainda vivem lá e foram eles que estiveram presentes no ano passado, no dia 25 de Abril, quando a Câmara Municipal de Massy, decidiu homenagear dignamente a nossa compatriota Laureta da Fonseca colocando uma placa com o seu nome na ala principal do parque mais importante da cidade.

homenagem a Laurete Massy.jpgfamília fonseca massy.jpgDSC04377.JPGDSC04379.JPGDSC04381.JPGIMG_5872.JPGDSC04375.JPGDSC04374.JPG

IMG_5863.JPG

 

E são histórias como estas que nos dão ainda mais orgulho de sermos portugueses! Quem está longe de Portugal, sabe bem o que isto é...

 

LOCALIZAÇÃO

Avenue du Maréchal Koenig
91300 Massy