Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

CONTADO NINGUÉM ACREDITA

IMG_7593.JPG

Andava há algum tempo a programar a remoção de um sinal que tinha nas costas... Um sinal que por ser tão grande ressaltava aos olhos de toda a gente, sobretudo nesta época de calor.

 

Em Portugal, cheguei a consultar um dermatologista, mas optei por não o retirar, tinha receio que ficasse com uma grande cicatriz, e como não era obrigatório retirá-lo optei por mantê-lo mais algum tempo comigo...

 

Este ano lá me decidi e achei que a cicatriz ía ser um problema menor, seria mais uma marca na minha pele, no meio de outras tantas, por isso pedi à minha médica de família que me encaminhasse para um dermatologista para que pudesse fazer esta pequena cirurgia...

 

Depois de dois meses à espera, hoje lá tive consulta e, para meu espanto, tirei o sinal na mesma hora! Para o procedimento estava a médica especialista e uma enfermeira... Correu tudo super bem, não senti rigorosamente nada e fui bem atendida... O que eu não estava à espera é que a minha "colega de profissão" me desse indicação para eu própria fazer os pensos, com o material que estava mencionado na receita médica que a médica me iria dar no final.

 

E não pensem que ela sabia que eu também era enfermeira, parece que é mesmo assim, diz-se às pessoas para fazer os pensos em casa, esqueceu-se é que a sutura está nas costas, por isso acho que fica um bocadinho impossível fazê-lo.... Ou será só impressão minha?!

 

Fiquei um bocadinho parva com todo aquele ensino, mas achei que não valia a pena dizer nada, pois não era eu que iria mudar o sistema. Deram-me então a receita médica com todo o material necessário a comprar, mas confesso que ainda não o comprei, agora tenho duas opções: ou faço uma formação ao meu marido sobre tratamento de feridas cirúrgicas ou "cravo" uma amiga minha para o fazer!

É COM CERTEZA UMA CASA PORTUGUESA

Este fim-de-semana fartei-me de rir quando uma colega de trabalho me perguntou se eu morava num apartamento ou numa casa... Respondi-lhe que morava num apartamento e perguntei-lhe o motivo da questão... Quando ela me responde: "era para saber se eras mesmo portuguesa, porque aqui em França é fácil descobrir quando é que a casa é de um português, basta olhares para o jardim... Se encontrares estas couves altas (rapidamente fez uma pesquisa no Google e encontrou a imagem que partilho aqui com vocês) a casa é de certeza de um português!" 

 

E não é que hoje fomos visitar uma amiga que está grávida, e tem um jardim em casa, e as famosas couves portuguesas estavam lá plantadas, lembrei-me logo da peripécia  deste fim-de-semana... É caso para dizer, se vires couves num jardim, já sabes, é com certeza uma casa portuguesa! (Eh... Eh... Eh...)

IMG_7254.JPG