Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

A DAMA DE FERRO FAZ ANOS

Hoje a Torre Eiffel completa 128 aninhos, é verdade, já está uma senhora bem crescidinha!

 

Para homenagear um dos monumentos mais famosos do Mundo, decidi deixar aqui uma foto do momento mais marcante que vivenciamos junto dela... Não foi um pedido de casamento, mas se fosse também não me importava nada (Eh... Eh... Eh...), mas sim a comemoração das nossas bodas de trigo, na qual fiz uma surpresa ao marido com um jantar cruzeiro no Rio Sena, bem juntinho da Dama de Ferro. Um momento romântico que ficará para sempre nas nossas memórias!

 

E por aí, alguém tem algum momento marcante, junto da Torre Eiffel, que queira partilhar comigo?!

IMG_7073.JPG

A DAMA DE FERRO BRILHOU MAIS UMA VEZ!

Pelo segundo ano consecutivo, nós fomos até Paris e pudemos testemunhar a grandeza deste espectáculo: o Fogo de Artifício na Torre Eiffel

 

Este ano o tema escolhido foi "Paris acolhe o Mundo" (em francês, Paris accueille le Monde), um tema que simboliza Paris como uma "cidade generosa e inclusiva, orgulhosa da sua diversidade e das suas diferenças." Do Oriente ao "Skyfall de Adele", passando pelo Brasil e pela China, um momento que se destacou por ultrapassar fronteiras... Uma explosão única de cores, sincronizadas com música, onde milhares de pessoas puderam testemunhar este momento! 

 

Tudo isto pensado ao pormenor, já que Paris acaba de formalizar (a algumas semanas) a sua candidatura para sediar os Jogos Olímpicos de 2024, um sinal de uma ambição olímpica não oculta.

 

E se o ano passado estiveram presentes 500 mil pessoas, penso que este ano ultrapassou largamente esse número... O Champ de Mars esteve mais lotado que nunca, pois às 20h já quase que não tínhamos lugar para assistir de perto a este espectáculo!

 

Um evento que custou 700 000 € à cidade de Paris!

DSC05676.JPG

DSC05707.JPG

DSC05710.JPG

image.jpg

DSC05716.JPG

DSC05720.JPG

image.jpg

image.jpg

Escusado será dizer que ADORÁMOS este momento!

Por isso, se está a pensar visitar Paris, aqui está uma data que poderá ter em atenção na hora de marcar a viagem! 

 

E para quem quiser ver, deixo uma pequena amostra de como a Dama de Ferro brilhou mais uma vez...

 

O MAIOR FERIADO FRANCÊS

Se há feriado que é festejado em França, é o 14 de Julho, a Festa Nacional Francesa também conhecido como o Dia da Bastilha. Um feriado que marca o início da Revolução Francesa, ocorrido no mesmo dia em 1789, quando os Parisienses tomaram a Bastilha (prisão do regime monárquico) e libertaram sete prisioneiros políticos.

 

É neste dia que Paris se enche de franceses e turistas para assistirem ao famoso fogo de artifício na Torre Eiffel.

 

As comemorações ocorrem em todo o país e começam com grandes desfiles militares, há bailes, iluminações especiais e fogos de artifício, mas é em Paris que o espetáculo é maior e conta com a presença do Presidente da República e do Primeiro-Ministro.

french-soldiers-stand-in-an-26e1-diaporama.jpg7773210928_principaux-elements-du-defile-du-14-jui

Se estiver por Paris, saiba que o desfile ocorre (sempre) no Champs Elysées e tem início às 10horas. 

 

Ao longo do dia, várias demostrações aéreas são também apresentadas...

La-patrouille-de-France-a-survole-Paris.jpg

E antes do fogo do artifício, no Champs de Mars, mesmo ao pé da Torre Eiffel, há ainda um concerto lírico que começa às 21h30min. Este ano o concerto será dirigido pela Orquestra Nacional da França, com um programa dirigido pelo Maestro Daniele Gatti, com o tema: «Bienvenue à Paris» (Bem-vindo a Paris)!

 

Ao anoitecer, mais precisamente às 23 horas, as luzes da cidade são apagadas e é nessa altura que o tão aguardado fogo de artifício ocorre na Torre Eiffel... São 35 minutos onde a Torre Eiffel brilha mais que nunca!

evenements-annuels-paris-feux-d-artifice-14-juilleO ano passado nós fomos até lá e adorámos! Por isso este ano vamos repetir 

É caso para dizer... Venham mais feriados assim!

 

E VOCÊS, SABIAM DISTO?

Quando subimos ao primeiro andar da Torre Eiffel, além de termos acesso à vista sobre a cidade, restaurantes e lojas de recordações, podemos apreciar uma série de mini- exposições que retratam os acontecimentos mais marcantes relacionados com a Torre Eiffel, bem como outras obras que Gustave Eiffel fez por todo o Mundo...

DSC02418.JPG

DSC02419.JPG

DSC02421.JPGDSC02432.JPG

Ora, nessas obras, marcadas num mapa Mundo, aparece Portugal... Até aqui tudo normal... O nosso espanto foi quando reparámos nas fotografias que estavam expostas: a Ponte Maria Pia e a Ponte sobre o Neiva.

DSC02436.JPGDSC02435.JPG

A primeira, a Ponte D. Maria, no Porto, tinhamos conhecimento... Agora, a Ponte sobre o Neiva?!

 

A nossa primeira reacção foi: "Que Ponte é essa?!... Deve haver um lapso, devem querer referir-se à Ponte rodoviária e ferroviária de Viana do Castelo..."

 

É certo que a fotografia não tem grandes semelhanças com a Ponte de Viana do Castelo, mas naquele dia viemos convictos que havia um erro na descrição da foto... 

 

Não contente com o que tinha visto, decidimos aprofundar o tema fazendo uma pesquisa na internet... E se descobrissemos um erro deste tamanho?! Errar é humano...

 

Mas não, a dita ponte até existe, embora seja praticamente desconhecida... Afinal, Gustave Eiffel deixou numerosos testemunhos do seu talento um pouco por todo o país, tendo projectado, muito mais que 2 pontes...  

 

Hoje sabemos que entre as suas obras, realizadas em Portugal, destacam-se:

- a Ponte de D. Maria Pia, no Porto (1876)

- a Ponte de Viana do Castelo (1877)

- a Ponte sobre o Neiva (1878)

- a Ponte sobre o Âncora (1878)

- a Ponte Vila Meã na Linha do Douro (1878)

- a Ponte sobre o Tâmega em Canavezes (1878)

- a Ponte sobre o Coura em Caminha (1878)

- cerca de 15 pontes na linha de Lisboa a Sintra 

- entre outras...

 

 E vocês, sabiam disto?

A EXPERIÊNCIA MAIS LOUCA DO ANO!

Este fim-de-semana subimos pela segunda vez à Torre Eiffel, e apesar do nosso objectivo ser "subir até ao último andar" (torre), não o pudemos fazer pois este encontrava-se encerrado para obras (até ao dia 30 de Janeiro). Mesmo assim, e uma vez que a minha irmã não queria ir embora sem perder esta oportunidade, comprámos os bilhetes e subimos até ao 2º andar...

billet tour eiffel.jpg

O céu estava azul, mas no ar pairava um vento verdadeiramente polar... Nada que nos impedisse de ficar lá umas boas 2 horas... Afinal íamos equipados para o frio!

DSC02483.JPGDSC02475.JPG

O melhor desta subida foi encontrarmos, no primeiro andar, a pista de gelo! Sim, a pista de gelo que a Jess tinha falado... Depressa me lembrei que ela havia comentado que era gratuita... O que eu não sabia é que esta pista ainda estava montada e que continuava grátis... Como ela tinha ido lá no dia 25 de Dezembro pensei que fosse um presente de Natal, dado pela Torre Eiffel!

 

Curiosa depressa fui confirmar... Sim, era completamente grátis!!! Dá para imaginar, uma pista de gelo a 57 metros de altura sobre a cidade de Paris, completamente gratuita?

 

A pista tem cerca de 190 metros quadrados e vai ficar montada até o dia 15 de Fevereiro. Os patins, em tamanhos para crianças e adultos, são emprestados gratuitamente para os visitantes, havendo ainda cadeiras deslizantes para quem quiser.

DSC02471.JPGDSC02441.JPGDSC02466.JPG

Só havia um pequenito problema... Tanto eu como a minha irmã nunca tinha andado numa pista de gelo... Aliás, nem de patins... O Rui nem se quer pôs a hipótese de andar, mas eu, que sempre quis experimentar, vi aqui a uma experiência única que não podia recusar! A minha irmã depressa alinhou na ideia, estávamos cientes das figurinhas que íamos fazer, mas nada foi mais forte que a nossa vontade.

DSC02442.JPGDSC02445.JPGDSC02456.JPG

Fartámo-nos de rir, mas lá no fundo estávamos cheias de medo de cair (Lol). Confesso que nem um 1/4 da pista fizemos (Lol), com o medo de partir a cabeça ou uma perna (Lol)... Mas valeu a pena para mais tarde recordar! Uma experiência inesquecível, num dos lugares mais mágicos de Paris!

 

Até o cenário da pista foi cuidadosamente pensado ao pormenor... Uma escultura vermelha da Torre Eiffel, com cerca de 6 metros de altura, faz as delícias por quem lá passa!

DSC02463.JPG

Se forem até à Torre Eiffel, aqui fica uma óptima sugestão! 

A TORRE EIFFEL

Ver de perto a Torre Eiffel é sem dúvida o desejo de muita gente. Toda a gente já a viu pelo menos uma vez na vida, em fotos, em vídeos, em filmes ou até mesmo na publicidade… Mas o que muita gente desconhece é a sua história.

 

Inaugurada a 31 de Março de 1889, a Torre Eiffel foi projectada e construída para ser temporária, numa Exposição Mundial de 1900. O evento tinha por objectivo comemorar o centenário da Revolução e destacar a França como país moderno e industrializado.

 

O grande chamariz da Exposição seria uma Torre, e para escolher o melhor projecto o governo francês achou por bem abrir um concurso de projectos para que fosse eleita a melhor. O vencedor do projecto foi Gustave Eiffel, um engenheiro com grande reputação em construir pontes gigantescas em ferro, que a ergueu em apenas 22 meses.

 

A obra custou, na altura, 7.8 milhões de francos franceses (cerca de 1.2 milhões de euros) e foram necessários mais de 300 trabalhadores para colocar as 18.038 peças de ferro.

 

Assim que o projecto foi divulgado os parisienses, sobretudo os artistas, abominaram a Torre Eiffel. Afinal Paris era uma cidade plena de construções e monumentos, e a torre assemelhava-se a uma obra inacabada e muito industrial.

 

Porém o seu sucesso por todo o mundo foi imenso, e nunca foi desmontada, e desde então não parou de atrair turistas de todo o mundo tornando-se num dos principais símbolos de Paris.

 

 

SUBIR A TORRE…

 

Para os que não querem ver apenas a Torre, é possível subir até o topo dos seus 300m.

 

A torre é constituída por três níveis. A primeira estrutura fica a 57,63 metros do solo, a segunda a 115,73 metros e a terceira a 276,13 metros. Para chegar aos dois primeiros andares, pode-se subir pelas escadas (704 degraus até o segundo andar) ou utilizar os elevadores; já para o topo só mesmo de elevador (este é o andar que está mais condicionado pelo clima). Consoante a opção há um preço diferente.

 

Confesso que ainda não subimos até ao topo, mas o que dizem é que, mesmo no Verão, há muito vento. Já estivemos nos dois primeiros andares e é, sem dúvida, espectacular, pois além de permitir admirar toda cidade é possível ver os mais importantes monumentos da capital, como o Arco do Triunfo, o Louvre e a  Catedral Notre-Dame.

 

Da próxima vez que a formos visitar será ao anoitecer, e subiremos até ao topo, dizem que é a melhor altura, porque para além de se verem bem todos os pontos turísticos pode-se desfrutar do romantismo da cidade acendendo as suas luzes.

 

                                                            

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
Para quem está a pensar visitá-la, e quiser saber os horários, os preços dos bilhetes ou até mesmo conhecer o mapa de acesso, nada melhor que consultar o site: http://www.toureiffel.paris/pt .