Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

MAIS UMA VOLTA NA NOSSA VIDA...

Para quem nos segue, devem ter reparado que andei um bocadinho mais ausente do que o habitual... O grande motivo: mudamos de cidade pois finalmente encontramos um apartamento como queríamos!

 

Mais uma vez, o apartamento foi encontrado no famoso site francês "leboncoin"... Começamos a fazer uma pesquisa mais diária desde que entramos no novo ano, até que um dia lá apareceu algo que nos interesssou por preencher todos os requisitos que queríamos. Confesso que não foi nada fácil, mas valeu a pena esperarmos até encontrarmos aquele que seria o nosso próximo lar...

 

Assinamos contrato, com a agência, no dia 13 de Fevereiro e mudamo-nos definitivamente no passado sábado, dia 17. Valeu a ajuda dos nossos amigos e da nossa família, a minha irmã e o meu cunhado que estão aqui, e os meus pais e a minha irmã que vieram, para festejarmos o aniversário do meu Pai...

 

Para trás ficarão para sempre uma série de lembranças que nos marcaram naquele que foi o nosso primeiro lar oficial aqui em França... Sei que um dia vamos olhar para as dezenas de fotos que temos e iremos recordar com carinho aquele "nosso cantinho"... 

IMG_8180.JPG

"DÉJÀ VU"

"Déjà vu" é um termo da língua francesa, que significa “já visto”... E hoje foi exactamente isso que eu senti quando vesti o fato de Carnaval, do ano passado, ao Gui... Eu super animada e contente a tentar passar-lhe o meu entusiasmo, e o Gui a não achar graça nenhuma àquela situação... Enfim, tal como aconteceu o ano passado, 5 minutos depois de estar vestido de Mocho desatou a chorar todo enervado por estar com aquele fato! 

 

Valeram os 5 minutos em que ele se manteve calmo para eu poder registar aquele momento, que podia ter sido bem mais alegre... ❤️

IMG_8169.JPG

COMEÇARAM AS MUDANÇAS

Já me mudei de Viana para Lisboa, de Lisboa para Viana, de Viana para o Porto e do Porto para os arredores de Paris... Confesso que detesto andar em mudanças, e se pudesse arranjava alguém que as fizesse por nós... Enfim... Desta vez, prometemos que será a última vez que nos mudamos cá em França, por isso da próxima vez as mudanças serão daqui para Portugal... Ainda há muita gente que não acredita que o façamos, vamos deixar o tempo passar, e se tudo der certo, daqui a um tempo estarei a relatar essa próxima mudança!

IMG_8084.JPG

A FELICIDADE ESTÁ NAS COISAS SIMPLES DA VIDA

"Às vezes a gente fica procurando grandes motivos

para ser ou estar feliz,

mas na verdade,

a felicidade está escondida nas menores coisas."

E hoje, foi um desses dias,

tão simples mas tão FELIZ! 

IMG_8137.JPG

CAI NEVE EM PARIS ❤️

Desde que cá estamos nunca nevou verdadeiramente... De vez enquando anunciavam que ía nevar mas não nevava... Caía um floquinho de neve aqui, outro acolá... Por isso, sempre que as previsões anunciavam que ía nevar, as pessoas não acreditavam... Esta semana foi uma delas... Mas desta vez as previsões não falharam... A neve começou a cair esta manhã, de forma contínua mas pequenos floquinhos... Até que no final do dia tudo começou a ficar verdadeiramente branco, e aqueles floquinhos foram aos poucos transformando-se em verdadeiros flocos de neve...

 

Confesso que fiquei um bocadinho assustada com todo este panorama, pensei que iria ser pior conduzir até casa... Não estou minimante habituada a este tipo de clima, e para ajudar à festa, temos os "franceses", que gostam sempre de lançar o pânico... 

 

O melhor deste cenário é sem dúvida a paisagem à nossa volta, que fica mais bela, e até o lugar mais comum ganha uma certa magia e encanto!

IMG_8121.JPG 

COISAS DE FRANCESES

E se eu vos disser que, por estas bandas, existem apartamentos de 10m2?! Parece impossível, mas é verdade, e acreditem que existe uma grande oferta. A pensar neste tipo de habitações, os franceses têm um electrodoméstico que possui as três funções numa única peça: fogão, forno e máquina de lavar louça! Uma ideia genial, não acham?!

IMG_8099.JPG

E por aí, aguém conhecia este electrodoméstico?

PREÇOS LOUCOS

IMG_8100.JPG

A cadeia de supermercados Intermarché lançou uma campanha chamada "as quatro semanas mais baratas em França", onde os produtos tinham um desconto de 70%. Resultado: em várias zonas do país, o pessoal ficou doido e correu desenfreado para o supermercado para ter acesso às super-promoções!  

 

A campanha começou a semana passada, e ficou rapidamente conhecida em todas as redes sociais,  haviam vários vídeos a circular na internet onde se viam pessoas a lutar pela compra de frascos de chocolate Nutella, de 959 gramas, que em vez de 4,50€ estava a 1,41€... A guerra foi tanta que em vários locais a polícia foi obrigada a intervir.

 

Hoje a campanha choque dizia respeito às famosas fraldas de bebé da marca Pampers, as quais custavam 7.18€ em vez dos 23.95€ habituais. Escusado será dizer que o resultado não foi diferente ao da campanha Nutella! Nem me atrevi ir ver se conseguia aceder a estas ofertas, sabia que iria ser uma perda de tempo, nem me estava a ver a correr riscos... O interessante é que hoje fui ao supermercado habitual aqui perto de casa, o conhecido Carrefour, e sem contar, pois não havia nenhuma referência a esta campanha, também esta superfície comercial tinha uma super promoção nas mesmas fraldas: 7.39€ em vez dos habituais 24.65€! 

 

A campanha devia ter passado despercebida a muitos olhos porque muita gente ficou a olhar para mim quando me viram passar com tantos pacotes de fraldas e até a senhora da caixa ficou a olhar para o meu desconto no talão de compras!

GESTOS SIMPÁTICOS

IMG_8076.JPG 

Andava a algum tempo para experimentar o pão de uma padaria que abriu recentemente perto daqui, por isso aproveitei que estávamos perto da padaria e fui comprar pão... Escolhi três pães diferentes, a senhora lá me fatiou o pão, somou tudo, dei-lhe 10 euros para pagar, e quando vai a registar o pedido, começa a contar o troco que tem que me dar e olha para mim com "cara de espanto"... Pede-me para ir mais um bocadinho à frente e diz-me, sorrateiramente, que se enganou a registar o pedido, que só colocou um pão na conta... Olha para a fila de gente que ainda tinha para atender e diz-me baixinho: "deixe ficar assim, aproveite que hoje vai levar pão de graça, como assim daqui a uma hora vai acabar por ir para o lixo, porque a padaria vai fechar"! Confesso que não estava mesmo nada à espera daquele gesto, até porque bastava fazer outra conta e colocar os outros dois pães que faltavam pagar... Agradeci e vim-me embora... É claro que não fiquei mais "rica" com este gesto, mas que soube bem ao coração, ai isso soube! Afinal  ainda existe gente simpática por estas bandas...

ALTERAÇÃO DE MORADA NO CARTÃO DE CIDADÃO

Andávamos a algum tempo para alterar a nossa morada no cartão de cidadão, quando decidimos que "era desta vez" fomos confrontados com uma barreira: não tínhamos as cartas com os códigos, estávamos de férias em Portugal mas estes deviam estar em França (deviam, não tínhamos se quer a certeza disto)... Mais uma vez tivemos que adiar a alteração da morada... Assim que regressamos a França, procuramos os malditos códigos, e eles lá apareceram... Tínhamos prometido que não podia passar de Dezembro... E assim fizemos, quando em Dezembro fomos a Portugal... Fomos então à Conservatória do Registo Civil, munidos dos respectivos códigos e fizemos a alteração da morada, pensando que ficaria tudo resolvido... Mas afinal não bastava fazer isto, a senhora lá nos explicou que na nova morada iríamos então receber uma carta, carta essa que devia ser utilizada no prazo máximo de 2 meses para confirmar a alteração da morada, junto com os ditos códigos e o cartão de cidadão, numa Conservatória/Loja do Cidadão ou num Consulado de Portugal... 

 

Não sei quem raio inventou isto, mas que causa um enorme transtorno causa... A nossa opção passava por confirmar isso junto do Consulado de Portugal em Paris... Comecei logo a pensar no pesadelo que não ía ser... Só de me lembrar de cada vez que lá tive que ir... Enfim, era o trânsito que ía apanhar e era ter que me sujeitar, mais uma vez, àquela malta que mais parece que está lá para nos complicar a vida...

 

Fui então ao site do Consulado, e como não encontrei nenhuma opção para fazer a marcação da confirmação da alteração da morada, fiz a marcação como se fosse fazer novo cartão de cidadão (optei por não ligar para o Consulado porque sabia que ía acabar por perder o meu tempo a fazê-lo...). 

 

Hoje foi então esse dia... Coloquei a morada do Consulado no GPS e atravessei Paris para lá chegar... Se há local que não gosto de passar é na famosa Rotunda do Arco do Triunfo (que possui talvez umas 8 vias), não sei se alguém já reparou, mas aqui em França, nas rotundas, tem prioridade os carros que entram, e não quem está dentro, excepto quando está indicado o contrário (o que acontece com imensa frequência). Ora, no Arco do Triunfo não há placas de prioridade, o que implica que toda a gente entra na gigante rotunda a todo o gás, mas depois somos obrigados a parar assim que chegamos à entrada seguinte.... É claro que depois os carros param todos, e vão ficando todos amontoados... São carros pela esquerda, pela direita, pára-se de repente porque aparece um atravessado mais à frente, enfim, cada vez que lá passo só rezo para sair intacta (o que foi o caso de hoje)! 

 

Tinha a marcação para as 14h30, pensando eu que seria chegar lá, entrar e só esperar... Mas nada disso... E mesmo com este tempo horrível, deparei-me com uma fila fora do edifício, só para entrar! Ainda fiquei uns 15 minutos na fila, e como ainda eram 14h o segurança disse-me para esperar na sala de espera e só às 14h15 é que deveria tornar a dirigir-me a ele para ter uma senha... Mas para que raio havia uma marcação com hora?! A hora chegou, e quando fui levantar a senha a senhora disse-me que não era preciso fazer marcação para fazer a confirmação da alteração da morada (deviam era pensar em colocar essa informação no site do Consulado de Portugal), perguntou-me para quantas pessoas eram, e assim que lhe falei no meu marido, perguntou-me se tinha uma autorização assinada para o fazer... Nem imaginam a minha cara quando ela me disse, cheia de certezas, que seria preciso a tal procuração... Nem queria acreditar no que estava a ouvir, a funcionária limitou-se a "lançar a bombinha" e nem quis saber o que eu pensava e a informação que me tinham dado em Portugal... Saí do balcão enervadíssima, só de pensar que teria que tornar a voltar ali caso essa informação fosse verdade... Comecei a pensar no tempo que tinha perdido e no tempo que iria ter que tornar a perder... E o pior é que não tinha mesmo outra alternativa (pensava eu!)...

 

Assim que chegou a minha vez, ignorei a informação da funcionária da entrada principal e informei a senhora que estava ali para confirmar a alteração da morada do cartão de cidadão, meu e do meu marido... Felizmente, e tal como me tinham informado em Portugal, não era preciso a pessoa estar presente nem muito menos ter uma procuração assinada para tal... O cúmulo é que durante o tempo em que a senhora fazia a confirmação, desabafei com esta que o melhor era cada pessoa ter um leitor de cartões em casa para isso (não sabendo eu que afinal isso até era possível)... Foi nesse momento que fiquei a saber que tal era possível, e que em Portugal até é simples encontrar um local de venda para comprar o Leitor de Cartão Cidadão, para que as pessoas possam efectuar estas e outras operações, no conforto da casa, sem ter que perder tempo infinito!

 

E pensar que andei a perder tanto tempo desnecessário por falta de informação! Tenho que encomendar urgentemente um leitor desses pois falta-me mudar a morada do cartão de cidadão do Gui, além disso daqui a uns tempos vamos torna a mudar de morada... Já imaginaram o tempo que da próxima vez vou poupar?!

 

Se calhar muitos de vocês até já sabiam dessa possibilidade, mas achei que tinha que partilhar essa informação aqui, pois como eu, devem existir muitas pessoas que andam a perder tempo desnecessário! 

IMG_8047.JPG 

DE JANEIRO A JANEIRO

Desculpem ter andado mais ausente mas desde que chegamos, das mini férias em Portugal, tenho andado com o tempo bastante ocupado... Escusado será dizer que foi difícil tornar a regressar... Não me canso de repetir, que cada nova "despedida" é sempre mais difícil que a anterior... Mas depois, cá chegamos, e acabamos por "aterrar de novo", entramos novamente na rotina e mentalizamo-nos que esta, ainda, é a nossa melhor opção...

 

Este ano foi bastante estranho passarmos a Passagem de Ano aqui, apenas os três... Ossos do ofício, tivemos que regressar no 31 porque trabalhei no primeiro dia do ano (aliás, foi a primeira vez que trabalhei no dia 1 de Janeiro, desde que trabalho tenho trabalhado sempre no Natal), mas não nos podemos lamentar muito pois temos noção que há quem esteja bem pior do que nós...

 

Esperamos que este ano tenhamos entrado com o pé direito, apenas pedimos muita saúde e muitos momentos de alegria, para nós e para todos vocês que estão aí desse lado... Quanto ao nosso maior desejo, para este ano, é a resolução final do nosso problema com o apartamento... 

 

Muitos vocês devem estar a pensar que talvez seja um pouco tarde para vir aqui desejar "Feliz Ano Novo", até porque hoje é "Dia de Reis" e não dia 1 de Janeiro, mas o que vocês talvez não sabem, é que aqui deseja-se "Feliz Ano Novo" até ao dia 31 de Janeiro! Pode parecer mentira, mas é mesmo verdade, os franceses sentem essa obrigação de desejar votos de um bom ano novo a todas as pessoas que conhecem, por isso, são capazes de telefonar a todas as pessoas que conhecem, durante o mês de Janeiro, para lhe desejarem estes votos... Por isso, se tiverem um familiar ou amigo que viva por aqui e vos telefone a meio de Janeiro para vos desejar um "bom ano", não estranhem! Quando chegamos aqui, támbem achava super esquisito quando alguém telefonava a meio do mês para desejar um Feliz Ano, hoje estou tão habituada que se vir alguém conhecido, a meio do mês de Janeiro que não tenha visto desde o ano passado, das primeiras coisas que digo é Feliz Ano Novo! Acho que os franceses, nesta mania, até acabam por ter razão... 

IMG_8023.JPG

COISAS DE MÃE

IMG_7986.JPG

Não sei se se lembram, mas em Julho tivemos uns problemas com a ama do Gui e tivemos que procurar outra... Confesso que estava com muito receio de encontrar alguém pois a primeira experiência tinha sido bastante negativa (um dia destes, contarei em concreto o que se passou)... Entre as minhas amigas, a minha mãe que veio até cá, as minhas folgas e as férias de Verão, conseguimos manter o Gui sem Ama até Setembro... Em Setembro, o Gui começava um novo ciclo... E que belo ciclo que se tem revelado... Hoje, cheguei a casa e tinha um presentinho dela para nós: uma bela bola de Natal personalizada! Com isto, o nosso Pinheirinho de Natal ficou ainda mais brilhante! Um presente simples mas repleto de afecto! ❤️

PRÓXIMO DESTINO...

IMG_7946.JPG

Já deu para adivinhar, certo? Amsterdam, Amesterdão ou Amesterdã!!!

 

É já no próximo fim-de-semana que partimos à descoberta da capital dos Países Baixos, mais conhecida por Holanda. Já andávamos a algum tempo a programar esta viagem entre amigos... Vai saber tão bem partir à descoberta de mais um dos cantinhos mais famosos da Europa! Confesso que já tinha saudades de conhecer mais uma cidadezinha, bem sabem o quanto gosto de viajar e partir à descoberta...

 

Amesterdão a cidade das bicicletas, dos canais, dos coffe shops, do famoso letreiro AMsterdam, da Red Light, da casa da Anne Frank e do Museu Van Gogh... Este fim-de-semana promete ser bem animado! 

 

E vocês, conhecem esta cidade? O que nos aconselham visitar? Dicas, têm?! 

ESTAR PRESENTE É O MELHOR PRESENTE ❤️

IMG_7938.JPG

E ao fim de tanta procura e hesitação, hoje decidimos comprar a nossa prenda de Natal: a nossa viagem para irmos passar o Natal com a nossa família! Este ano, o preço das viagens estão tão absurdos que, pela primeira vez, vamos sair daqui pelo aeroporto mais longe de Paris: o Aroporto de Vatry

 

Vocês nem têm noção do quanto Portugal está agora na moda.... Tão na moda que os preços para viajar até Portugal dispararam exponencialmente nas épocas altas, muito mais que nos anos anteriores. Já tínhamos sentido este aumento de preços neste Verão, mas agora o aumento foi surreal! Só para terem uma ideia: uma viagem apenas de ida, a sair daqui para o Porto, para uma pessoa, entres os dias 22 e 24 de Dezembro está a uma média de 300€, já o percurso inverso para o mesmo dia está a uma média de 100€!!! Tudo isto deve-se à insegurança que se vive, neste momento, aqui e nos outros países. Portugal passou a ser visto como um país seguro, e bastante interessante para se visitar, e quem o visita não se arrepende e torna a voltar! 

 

Este ano, tornamos a cumprir a nossa promessa de estarmos presentes, ao menos numa das festas Natalícia, porque para nós mais importante que dar presentes é estar presente!

IMG_7944.JPG

Ó TEMPO VOLTA PARA TRÁS...

Faz hoje exactamente 10 anos que eu e o meu marido (na altura namorado) fizemos a escritura do apartamento que viria a mudar totalmente as nossas vidas... Compramos o apartamento perto do Hospital de São João, por ser perto do meu local de trabalho e por estar bem localizado em relação às faculdades, por isso se um dia tivessemos oportunidade de regressar para perto da nossa família seria mais fácil vendê-lo ou alugá-lo. O apartamento que se dizia novo a estrear viria a tornar-se um fiasco...

 

Lembro-me como se fosse hoje o dia em que o fomos visitar pela primeira vez...  Estávamos em Agosto de 2007, tínhamos entrado de férias, hoje olhamos para trás e reconhecemos que fomos demasiado ingénuos quando nos mostraram o apartamento com os estores meios fechados alegando que os estores eram eléctricos e não havia luz... Faltavam alguns acabamentos, mas mesmo assim comprometemo-nos que ficaríamos com ele e fizemos uma promessa de compra e venda... E aqui começava o nosso maior erro...

 

O apartamento nunca mais nos foi mostrado, pois a construtora dizia que ainda andavam nos acabamentos finais... Fizemos a escritura sem ver o trabalho final, no dia seguinte fomos à EDP para colocarem electricidade, e tudo o que precisávamos para morar... Enquanto isso, o meu marido foi colocando o que era necessário para colocarmos lâmpadas em todas as divisões...

 

No dia em que nos colocaram a luz sofremos a nossa maior decepção: descobrimos que haviam imensas coisas danificadas, havendo indícios de que alguém tinha já lá morado... Cartas na caixa do correio, uma tigela em plástico bem no fundo de um dos armários da cozinha, entre outras tantas coisas... Ligamos de imediato para a construtora, marcamos uma reunião no local, e nesse dia ficamos a conhecer os verdadeiros "ladrões"... Relativizaram tudo, nunca reconheceram que nos enganaram, dizendo que não era nada de importante mas que iriam solucionar... Foram dois meses à espera da entrega do imóvel...

 

Cerca de dois meses depois começava a aparecer uma mancha de água no tecto da sala... Contactamos novamente a construtora... A "reparação" foi  feita uns meses depois alegando o mau tempo... Nunca vimos nenhuma intervenção na fachada exterior do prédio, apenas pintaram novamente a nossa sala... O pior estava ainda para vir...

 

Cerca de dois anos depois, num Inverno bastante chuvoso, as paredes da sala e dos quartos começavam a demonstrar infiltrações da água das chuvas.... Contactámos inúmeras vezes a empresa e de todas as pessoas, que se apresentaram no local, nenhuma mostrou qualquer indignação com o sucedido. Procurei falar com vários vizinhos para saber a gravidade da situação, mas ninguém parecia alarmado, nem mesmo a empresa do Condomínio, apesar das infiltrações serem evidentes em várias partes comuns do edifício... Sabia que ía ser uma luta difícil, e a solo, sentia que a empresa não iria ser capaz de solucionar o problema....  No dia em que decidiram "reparar" o apartamento, da parte exterior, sabíamos que aquilo não seria a nossa solução... Reclamamos com a construtora mas não nos deu razão, a chuva continuava, as infiltrações aumentavam e não obtínhamos qualquer resposta...

 

Numa das inúmeras chamadas telefónicas, para um dos funcionários da construtora, este diz-nos que o melhor seria ameaçar a empresa com um Processo em Tribunal... Aquela frase nunca mais saiu da nossa cabeça... Meses depois lá estávamos nós a recorrer a uma advogada... Entre relatórios de engenheiros (para comprovar que tínhamos razão), recolha de testemunhas, processos e a audiências no tribunal, passaram-se uns 5 ou 6 anos... 

 

Recorremos ao tribunal para anularmos a compra e venda do apartamento, pois tínhamos sido burlados desde o início e o problema do apartamento era algo estrutural, impossível de se solucionar... Graças a todas as provas reunidas (inúmeras cartas registadas que escrevi e enviei, testemunhas, perícia dos engenheiros e também ao empenho da nossa Advogada), em Março de 2016 o Tribunal deu-nos razão total e a construtora viu-se então "obrigada" a devolver-nos o dinheiro e ficar com o apartamento... O grande problema é que esta sentença não tem data para ser cumprida, por isso continuamos a lutar para que este pesadelo chegue ao fim... Fomos obrigados a contratar um agente de execução para penhorar bens à construtora, continuamos a pagar o empréstimo de um bem que não é mais nosso, e enquanto isso pagamos os serviços à Advogada... Congelamos a nossa vida durante muito tempo, à espera do "fim", mas com o tempo vimos que não podíamos continuar com a nossa "vida parada"... E com esta "história" toda, todos os dias pensamos: quem nos dera que aquela maldito dia 30 de Novembro de 2007 não tivesse "acontecido nas nossas vidas"...

IMG_7929.JPG

ORA, VAMOS MEDIR A CRIANÇA...

Um dia destes eu e as minhas amigas marcamos um almocinho à última hora, e decidimos ir comer ao "Japonês"... Confesso que antes não conseguia comer nada da comida que lá servem, mas como diz o ditado: " primeiro estranha-se, depois entranha-se"... O restaurante tinha buffet livre (como dizem os franceses, "à volonté") e um preço fixo por pessoa.... O cúmulo foi ver discriminado o preço das crianças: menos de 10 anos e com menos de 1.30m de altura!!! Nem queria acreditar no que estava a ver: primeiro nem fazia referência a um mínimo de idade para uma criança não pagar, depois a associação da idade e da altura é algo que não faz qualquer sentido... Nunca tinha visto tal coisa!

 

E vocês, conhecem restaurantes asssim?!

IMG_7924.JPG