Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

HÁBITOS FRANCESES

IMG_7584.JPG

A primeira vez que vi água em spray foi quando cheguei aqui em França, precisamente no hospital... Confesso que desconhecia por completo que tal coisa existisse, mas depressa me apercebi que estas "latas de água em spray" (em francês, "brumisateur") são um verdadeiro sucesso por estas bandas, nos dias de calor.

 

No inicio achei um absurdo, um verdadeiro desperdício, fruto do nível de industrialização e do poder de compra... Mas depois que comecei a utilizar, reconheci que estava errada. É óbvio, que não substitui um bom ar condicionado, mas como aqui é algo raro, estas latinhas acabam por ajudar imenso nestes dias de calor intenso.

 

Existe uma grande variedade de marcas, mas a mais utilizada, e talvez até mais conhecida, é a da marca Evian (Evian Natural Mineral Water Brumisateur Facial Spray). Esta marca diz ainda que, além de potencializar a hidratação diária de quem fica exposto ao ar condicionado ou a climas quentes, s água termal tem também o poder de reavivar a cor da maquilhagem ao longo do dia, sem borrar, pois ao borrifar a Evian Natural Mineral Water Brumisateur Facial Spray, uma névoa bem fina e natural toca no rosto e, por ser tão leve, é absorvida de maneira eficaz, resultando num equilíbrio único de minerais, os poros são fechados e a hidratação diária é potencializada. Uma verdadeira maravilha, não acham?!

 

E vocês, já conheciam este produto?!

TINHA QUE PARTILHAR AQUI

IMG_7456.JPG

Hoje estava em casa quando tocaram à campainha... Tratava-se de uma encomenda, com o endereço daqui mas que a senhora não sabia a quem se destinava, apenas sabia que vinha de Portugal... Respondi-lhe que não estava à espera de nenhuma encomenda, mas que de facto a morada estava certa e eu era portuguesa... Quando ela me pediu o apelido para eu assinar a recepção da caixa, o meu cérebro fez como que um "clique" e depressa lhe respondi que sabia do que se tratava... Afinal a caixa até tinha um correspondente: "As Nossas Voltas", mas a senhora lá achou que aquilo não fosse o destinatário...

 

Já não me lembrava, mas há cerca de uma semana fui contacta por uma empresa que me disse que havia um cliente que estava interessado em enviar uns produtos a título gratuito. Como não sabia qual era o ramo da tal empresa não fazia a mínima ideia do que se tratava, além disso como lhe disse que morava em França não tinha a certeza absoluta que os produtos fossem enviados, por isso achei que aquela troca de e-mails ficasse mesmo por ali...

 

Assim que olhei para a caixa percebi que se tratavam de produtos da famosa marca francesa da "Yves Rocher"! Estava curiosa com os produtos, e achei até que se tratariam de simples amostras, mas não... Na caixa havia um saco com 3 frascos de gel duche concentrado, uma novidade que a marca acaba de lançar e que me pediram para testar e enviar a minha opinião...

IMG_7457.JPG

Ainda não experimentei os produtos, mas atendendo a todas as características, que estão descritas no catálogo da Yves Rocher, parece-me que este produto é de facto uma verdadeira inovação! Já imaginaram um frasco de 100ml de gel que dá para utilizar em 40 duches?! Parece que com apenas 1 pressão obtemos 1 pequena dosagem necessária para 1 duche completo! É claro que com estas características todas, o Planeta Terra agradece, e nós também!

IMG_7458.JPG

Agora só falta mesmo experimentar, mas posso já adiantar que os 3 aromas são irresistíveis, não consigo dizer qual é aquele que tem um cheirinho mais agradável! 

 

Se todas as características deste gel duche se confirmarem, este passará a ser o meu gel de eleição, sem falar que esta embalagem de 100ml é a ideal para quando viajamos e não levamos mala de porão!

 

E vocês, já experimentaram? 

É TÃO FÁCIL ROUBAR

image.jpeg

 

Ontem fui ao Consulado de Portugal, em Paris, para fazer o tal título de viagem para o Gui... Saí de casa por volta das 8:15 e, felizmente a minha amiga Jess não trabalhava e foi connosco (assim o meu marido poupou um dia de férias)... Sim, felizmente porque se fosse sozinha com o Gui teria que me "desdobrar em três ou quatro"!

 

Para começar, o facto de termos um bebé pequenino não nos dá prioridade para nada, por isso mal chegamos ao Consulado tivemos que esperar na fila para termos acesso a uma senha... Foram cerca de 15 minutos para chegar ao balcão, daqui foi-me dado uma senha e foi-me explicado onde se localizava a tal seccção que se ocupava deste tipo de documentos: num primeiro andar sem elevador!!! Ora, eu com o Gui dentro do carrinho depressa perguntei ao funcionário como fazia com o carrinho... Foi-me dito para deixar mesmo ali que ele "deitava um olhinho"... Nem queria acreditar! 

 

Tirei o babycoque do carrinho e lá fomos nós com o Gui, as escadas eram daquelas tipo caracol super-estreitas em madeira, se viesse alguém no sentido oposto era obrigatório alguém voltar para trás... Parecia que estava a subir as escadas da Basílica de Santa Luzia, aquelas que dão acesso ao miradouro.

 

Depois foi esperar, mais 15 minutos, numa grande sala de espera onde estavam apenas duas pessoas... O Gui começava a ficar irrequieto... O nosso número chegou... Deslocámo-nos à dita sala, informei a data de nascimento do Gui e dei uma fotografia "tipo passe" (que tinha tirado há 15 dias num fotográfo), em 10 minutos o tal visto estava feito.

 

O cúmulo foi para pagar... Enquanto que eu permaneci na sala, a Jess, gentilmente, teve que ir ao andar de baixo para ir pagar o documento à tesouraria e voltar para mostrar o recibo! O cúmulo dos cúmulos! Será que ninguém vê que não tem cabimento nenhum este tipo de atendimento? Pergunto-me como farão as pessoas que se deslocam em cadeira de rodas e vão sozinhas?!

 

Com tudo isto, gastei uma pequena pipa de massa para um papel que apenas tem validade para 10 dias e só pode ser utilizado uma única vez... Foi o gasóleo gasto no carro, os 5 euros de parque de estacionamento, os 6 euros pelas fotografias do Gui, os 25 euros e trinta cêntimos pelo tal visto, mais o tempo todo perdido... Assim é tão fácil roubar! 

 

Fiquei com a sensação que no Consulado evita-se fazer o Cartão de Cidadão porque é bem menos lucrativo!!!

EMIGRANTE EM PARIS

        - 1 de Janeiro

        - Segunda de Páscoa (entre 23 Março e 26 de Abril)

        - 1 de Maio

        - 8 de Maio

        - Quinta-feira de Ascenção (feriado móvel: 40 dias após a Páscoa)

        - Segunda-feira de Pentecostes (feriado móvel: 50 dias após a Páscoa)

        - 14 de Julho

        - 15 de Agosto

        - 1 de Novembro

        - 11 de Novembro

        - 25 de Dezembro