Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

O MIÚDO BILÍNGUE...

IMG_6962.JPG

Ontem fui ao shopping, aqui ao lado de casa, com o Gui... Comprei uma raspadinha, e sentei-me com o Gui num banco... Enquanto que raspava a raspadinha, falava com o Gui... Nisto por uma criança, com cerca de 8 anos, senta-se perto de mim para espreitar o que estava a fazer... Ao mesmo tempo, senti que queria falar, tinha ar de ser um miúdo falador, por isso comecei a meter conversa com ele dizendo como é que o Gui se chamava... Mas ele não se mostrou muito interessado, começou por mandar umas frases para o ar e numa delas disse que falava francês e inglês... Elogiei-o e disse-lhe que era muito bom ele saber falar mais que uma língua, e é aí que ele me diz nisto que também fala português... Afinal a criança não se tinha sentado ao meu lado por acaso, de certo tinha-me ouvido falar com o Gui e quis mostrar que também ele percebia o que eu lhe estava dizer...

 

Comecei então a falar português com ele e descobri que afinal a criança, que por sinal se chamava Gonçalo, falava mesmo bem português e sem qualquer sotaque francês. Fiquei impressionada como falava bem o francês, com o sotaque daqui, e o português com o sotaque de Portugal... Nisto apareceu a avó saída da casa-de-banho, uma senhora com os seus 70 e muito anos, contei-lhe o que se tinha passado e aproveitei para elogiar o neto dela por dominar também as duas línguas... Foi aqui que a senhora disse-me que ele não falava inglês, mas falava bem português, embora tivesse nascido aqui. De imediato olhei para o Gui e disse-lhe que o meu desejo era que o Gui fosse igual ao neto dela, falasse tão bem francês como português.

 

Nunca falei disto por aqui mas se há coisa que nos preocupa um bocadinho é se o Gui vai ser capaz de apreender as duas línguas. Já andei a pesquisar e sei que isso é perfeitamente possível, embora com isto as crianças começam a falar mais tarde... Mas será que o Gui vai mostrar interesse?! Esperamos bem que sim. Eu e o meu marido falamos sempre em português, porque para nós seria impensável falar outra língua, é demasiado estranho quando o fazemos, dá até sensação de que não somos próximos, por isso acredito que não irá ser difícil. Em Abril recomeço a trabalhar e a ama do Gui é francesa, por isso fiz questão de lhe dizer que o Gui irá apreender francês com ela e português connosco.  

 

Saí do shopping com um sorriso de orelha a orelha por ter encontrado aquele miúdo... Sem querer lá estava mais um Tuguinha, não um Tuguinha qualquer, um Tuguinha especial que despertou em mim aquela curiosidade em saber como será o Gui daqui a uns aninhos... Não é que o nosso sonho seja ficar cá muitos anos, mas estamos cientes que temos que estar preparados para tudo.

 

E por aí, conhecem alguma criança assim?! Têm alguma experiência sobre este tema?!