Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

QUANDO IR PARA A MATERNIDADE?

image.jpeg

Quando se chega às 38 semanas de gestação, sabemos que o bebé está a termo e pode nascer a qualquer momento... A data provável do parto vai-se aproximando, mas sabemos que esta espera pode ser longa e durar até às 40-41 semanas. Esta fase de espera traz uma certa ansiedade, sobretudo para as mães de primeira viagem (como é o meu caso), daí que seja importante conhecer os sinais de trabalho de parto para que seja mais fácil lidar com a dor e gerir as emoções quando este dia chegar. 

 

Geralmente, o trabalho de parto inicia-se de forma espontânea existindo muitas vezes sinais que vão indicar que a grávida vai entrar nesta fase, são eles:

 

  • a expulsão do rolhão mucoso (saída de um liquido gelatinoso, rosado ou acastanhado pela vagina);
  • a rotura da bolsa de águas (saída do líquido amniótico, que normalmente é transparente, onde se dá uma perda contínua de liquido, ao contrário da urina. Quando acontece, é importante anotar a hora em que começou a perda de líquido, o aspecto do mesmo - claro, sanguinolento ou esverdeado - e o seu cheiro - inodoro ou fétido);
  • e as contracções irregulares (as quais vão se intensificando, até ficarem regulares e dolorosas).

 

No primeiro caso, a grávida não tem necessidade de se deslocar à maternidade pois a saída deste rolhão não indica claramente o começo imediato do parto, podem faltar várias horas como podem faltar vários dias.

 

No entanto, se houver uma rotura da bolsa de águas esta deve dirigir-se à maternidade, mesmo que ainda não tenha contracções, já que isto vai implicar uma comunicação directa do bebé com o exterior, o que pode levar a possíveis infecções (a maior parte das vezes é provocado o parto). 

 

No caso das contracções passarem a regulares e dolorosas (2 a 3, com intervalos de 10 minutos, durante mais de 2 horas), a grávida tem indicação também para se dirigir para a maternidade, pois é sinal que o trabalho de parto está para breve

 

Para além destes sinais, existem outros que não devem ser desvalorizados pois são também eles indicadores de que a grávida deve ir para a maternidade ou consultar rapidamente um médico, são eles:

 

- hemorragia vaginal;

- dores de cabeça, que não cedem com o paracetamol (Se puder, avalie a tensão arterial, pois este sintoma está muito associados a um distúrbio da tensão arterial alta relacionado com a gravidez: a pré-eclâmpsia e eclâmpsia, cujo diagnóstico deve ser o mais rápido possível); 

- diminuição acentuada dos movimentos fetais (os movimentos do bebé são um sinal de bem estar fetal. Se achar que o bebé não se está a mexer como antes, coma um alimento doce e espere 1 a 2 horas, se mesmo assim o bebé não se mexer, ou não fizer os 10 movimentos em 12 horas, dirija-se às urgências); 

impacto ou choque forte na barriga. 

 

Agora que já está mais esclarecida, caso tenha algum destes sinais/sintomas, não hesite em falar com o seu médico, que irá avaliar se deve ou não ir para a maternidade.

1 comentário

Comentar post