Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

PLANO ALIMENTAR PARA GRÁVIDAS COM DIABETES GESTACIONAL

image.jpeg

Pois é, ontem fui pela primeira vez à consulta de endocrinologia para começar a controlar mais de perto a minha diabetes gestacional... Entrei no consultório, e antes de começar qualquer explicação e qualquer ensino, o médico quis saber a minha profissão. Ora, sendo eu enfermeira estava claro que ele não me ía fazer nenhum ensino aprofundado, nem eu sentia necessidade disso pelo que se limitou a dizer-me o básico e que o importantes era seguir o plano alimentar que ele me iria dar, bem como avaliar as glicemias antes e duas horas depois das refeições, devendo os meus valores de açúcar estarem abaixo de 85mg/dl em jejujm e inferior a 120mg/dl, duas horas após as refeições. Entregou-me a prescrição médica para ir à farmácia levantar a máquina para avaliar o meu açúcar no sangue (as famosas glicemias), não entrando em pormenores com o plano alimentar (apenas salientou que não precisava de pesar o carboidratos - como a massa, o arroz e a batata), nem eu achei que fosse necessário (como devem calcular, sei perfeitamente o que um diabético deve ou não comer).

 

Só olhei para o plano alimentar quando cheguei ao carro... Fiquei petrificada quando me apercebi que tinha direito a apenas quatro refeições por dia!

 

Se há coisa que me "chocou" quando comecei a trabalhar aqui foi isso mesmo, ver que nos hospitais os doentes diabéticos (e os não diabéticos) têm direito apenas a 4 refeições por dia... Agora também comprovo que até as grávidas têem o mesmo regime! Onde é que isto já se viu?! Confesso que não concordo com isto... Acho que toda a gente (pelo menos em Portugal) tem conhecimento que o ideal é fazer 5 a 6 refeições diárias, de forma a não ficar mais do que 3 horas em jejum, para evitar flutuações excessivas nos valores de açúcar. Aqui em França não é o que acontece, eles tem a teoria das 4 refeições/dia, pois acham que é mais que suficiente.

 

Ver o meu plano alimentar composto por 4 refeições foi como me ditarem uma sentença de emagrecimento imediato! Acho que sou incapaz de comer apenas ao pequeno-almoço, almoço, lanche e jantar...  E a meio da manhã, não se come nadinha? E se me deitar tarde, não tenho direito a um "mini-lanche"?! Pelos vistos não! 

 

Basicamente o plano que o meu endocrinologista me deu, passa por comer:

 

  • Pequeno-almoço: 150ml de leite com café (sem açúcar, pode-se usar adoçante) + 60gr de pão com manteiga

 

  • Almoço: 100 gr de carne ou peixe + 200gr de arroz, massa ou batata (já cozinhados) ou 80gr de pão + legumes (sem limite) + 30 gr de queijo pasteurizado ou 150ml de leite meio-gordo ou 1 iogurte natural + 1 fruta

 

  • Lanche: 30 gr de queijo pasteurizado ou 150ml de leite meio-gordo ou 1 iogurte natural + 1 fruta

 

  • Jantar: igual ao almoço

 

Já fizeram as contas das horas que devemos comer se se fizerem 4 refeições por dia, de forma a estarmos no máximo 3 horas sem comer?! Com este plano os horários para comer deviam ser algo como: 9h, 12h, 15h e 18h; sendo que das 18horas às 9 horas a pessoa ficaria 15horas sem comer!

 

Vou aproveitar a experiência profissional que tenho, de Portugal, de forma a manter as 5 ou 6 refeições por dia a que estou habituada, pois se antes tinha necessidade de comer desta forma, hoje sinto muito mais pois não concordo que uma grávida esteja mais de 3 horas sem comer (excepto no período noturno)! 

 

E perante os valores que tive, ontem e hoje, sinto-me perfeitamente à vontade para ajustar o meu plano alimentar, tal como um diabético como em Portugal: vou acresentar um lanchinho a meio da manhã, ao lanche vou juntar 1 pão ou meia dúzia de "bolachas maria" e antes de ir dormir vou cear qualquer coisa, caso os valores do açúcar estejam baixos... 

 

O ideal da dieta, para grávidas com diabetes gestacional, é que esta seja diversificada, evitando-se ao máximo os alimentos ricos em açúcar e em gordura (como bolos, açúcar, compotas, bebidas açucaradas, doces, bolachas recheadas, gelados, enchidos, queijos, comidas pré-preparadas congeladase produtos pré-cozinhados). E de forma a reduzir o índice de glicemia (os níveis de açúcar), os alimentos ricos em carboidratos (como o arroz, a massa e o pão) devem ser consumidos preferencialmente na forma integral, e em quantidades moderadas! Fundamental, é também uma boa ingestão hídrica diária, 2 litros de água, entre as refeições e pratica diária de uma actividade física!

 

Confesso que o que mais me custa a mim são aqueles momentos em que tenho um ataque de comer uma série de doces e chocolates... 

image.jpeg

 

Mas fico-me só pela vontade... Ou se abuso mais um bocadinho, sei que tenho que fazer uma caminhada a seguir, de forma a desgastar o excesso de glicose!

 

Claro que estes momentos de loucura, felizmente, são esporádicos, e tenho conseguido controlá-los, porque sei que mais importante que a minha gula é, sem dúvida, o bem-estar do meu Principezinho!

6 comentários

Comentar post