Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

O GUI FEZ 15 MESES

O Gui completou 15 meses no passado dia 6 de Setembro, mas como estávamos de férias em Portugal só hoje é que consegui deixar o registo sobre esse mês...

 

Não fomos a nenhuma consulta este mês, mas sabemos que pesa 11.900gr e mede 82 cm.

 

Por incrível  que possa parecer, o Gui consegue estar cada vez mais traquina a cada dia que passa. 

 

Este mês foi marcado pelo uso do "não”, ou seja, tudo o que lhe perguntávamos de forma a responder "sim ou não" o Gui respondia sempre "não" (acenando a cabeça). Percebeu que a palavra "não" tem muito mais impacto, por isso, mesmo que não quisesse dar uma resposta negativa, a resposta era sempre não"! 

 

Está cada vez mais teimoso, por isso sempre que o contaríamos faz grandes birras e chora.

 

Começou a ter mais noção das partes do corpo humano (cabeça, pescoço, pés, mãos...) e consegue identificá-las quando lhe perguntamos. 

 

Compreende muitas mais palavras e mais perguntas simples, diz umas palavrinhas (cáca, gato, mamã, papá - cáca e gato são as suas palavras favoritas) e imita o som de alguns animais (o cão, o gato e o galo).

 

A imaginação começou a ter um papel importante: é capaz de encontrar coisas que lhe escondemos (porque tem memória), brinca com os bonecos dando-lhes vida própria, copia e imita tudo o que vê, quando pega num telefone tenta falar e sempre que está a comer alguma coisa tenta dar-nos de comer também (é muito engraçado pois aproxima a comida à nossa boca, faz "nham nham" e não descansa enquanto a comida não estiver na nossa boca, o pior é que por vezes apanha pedras no chão e tenta fazer-nos o mesmo).

 

Começou a perceber como se ajustam as coisas, procura empilhar blocos (embora tenha muita dificuldade), tenta colocar umas "coisas dentro de outras" e, se o estimulámos consegue recolher os brinquedos que estão espalhados.

 

Em relação à alimentação a única alteração é ter começado a tentar levar a colher à boca, embora nem sempre acerte, tem também um fascínio por beber água no nosso copo ou directamente na garrafa.

 

Um facto muito interessante é continuar a não estranhar ninguém (constatamos isso durante as nossas férias), e o mais peculiar é ter agora preferência pelo colo de pessoas do sexo masculino (é mesmo engraçado, pois mesmo que não conheça a pessoa de lado nenhum, estende os braços e reclama a pedir colo. Aconteceu-nos isto diversas vezes em lojas!)

 

Com tantas aprendizagens o Gui está cada vez independente e faz questão de mostrar mesmo isso, e nós sentimo-nos felizes por ver que ele cresce feliz!

IMG_7679.JPG