Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

A TORRE EIFFEL

Ver de perto a Torre Eiffel é sem dúvida o desejo de muita gente. Toda a gente já a viu pelo menos uma vez na vida, em fotos, em vídeos, em filmes ou até mesmo na publicidade… Mas o que muita gente desconhece é a sua história.

 

Inaugurada a 31 de Março de 1889, a Torre Eiffel foi projectada e construída para ser temporária, numa Exposição Mundial de 1900. O evento tinha por objectivo comemorar o centenário da Revolução e destacar a França como país moderno e industrializado.

 

O grande chamariz da Exposição seria uma Torre, e para escolher o melhor projecto o governo francês achou por bem abrir um concurso de projectos para que fosse eleita a melhor. O vencedor do projecto foi Gustave Eiffel, um engenheiro com grande reputação em construir pontes gigantescas em ferro, que a ergueu em apenas 22 meses.

 

A obra custou, na altura, 7.8 milhões de francos franceses (cerca de 1.2 milhões de euros) e foram necessários mais de 300 trabalhadores para colocar as 18.038 peças de ferro.

 

Assim que o projecto foi divulgado os parisienses, sobretudo os artistas, abominaram a Torre Eiffel. Afinal Paris era uma cidade plena de construções e monumentos, e a torre assemelhava-se a uma obra inacabada e muito industrial.

 

Porém o seu sucesso por todo o mundo foi imenso, e nunca foi desmontada, e desde então não parou de atrair turistas de todo o mundo tornando-se num dos principais símbolos de Paris.

 

 

SUBIR A TORRE…

 

Para os que não querem ver apenas a Torre, é possível subir até o topo dos seus 300m.

 

A torre é constituída por três níveis. A primeira estrutura fica a 57,63 metros do solo, a segunda a 115,73 metros e a terceira a 276,13 metros. Para chegar aos dois primeiros andares, pode-se subir pelas escadas (704 degraus até o segundo andar) ou utilizar os elevadores; já para o topo só mesmo de elevador (este é o andar que está mais condicionado pelo clima). Consoante a opção há um preço diferente.

 

Confesso que ainda não subimos até ao topo, mas o que dizem é que, mesmo no Verão, há muito vento. Já estivemos nos dois primeiros andares e é, sem dúvida, espectacular, pois além de permitir admirar toda cidade é possível ver os mais importantes monumentos da capital, como o Arco do Triunfo, o Louvre e a  Catedral Notre-Dame.

 

Da próxima vez que a formos visitar será ao anoitecer, e subiremos até ao topo, dizem que é a melhor altura, porque para além de se verem bem todos os pontos turísticos pode-se desfrutar do romantismo da cidade acendendo as suas luzes.

 

                                                            

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
Para quem está a pensar visitá-la, e quiser saber os horários, os preços dos bilhetes ou até mesmo conhecer o mapa de acesso, nada melhor que consultar o site: http://www.toureiffel.paris/pt .
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

3 comentários

Comentar post