Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

A PRIMEIRA SOPA

IMG_5489.JPG

Quando o Pediatra dá indicação para o bebé começar a comer sopa de legumes muitas vezes surgem dúvidas e receios, que são perfeitamente normais... Quais os legumes que ele vai poder comer?! Que ingredientes devo utilizar?! Que quantidade ele vai comer?! As dúvidas podem ser variadas, a pensar nisso, e porque também tive as minhas dúvidas, achei que seria útil fazer um post.

 

Antes de começar esta etapa, tão importante na vida de um bebé, é fundamental que os pais estejam informados e esclarecidos para que este momento se processe da forma mais natural.

 

Primeiro há que desmistificar a ideia que cozinhar para um bebé é complicado! Uma ideia que não faz qualquer sentido. Mesmo para quem não tem o mínimo jeito na cozinha, a confecção destas "sopas" é tão simples que torna-se um absurdo instruir os pais a dar boiões de legumes de forma rotineira. 

 

De uma forma básica, a primeira "sopa" que o bebé come é um puré de legume, coloca-se uma pequena quantidade de água numa panela, introduz-se um legume, deixa-se cozer alguns minutos e no final passa-se a varinha mágica até fazer um puré cremoso. No fim, e já no prato, rega-se com um fio de azeite, com baixo teor de acidez, e serve-se. O azeite é essencial para a maturação do sistema nervoso central e imunológico do bebé, bem como para a estruturação das membranas celulares. 

 

A quantidade de legumes a utilizar é, aproximadamente, uma batata pequena, uma cenoura pequena, uma cebola pequena e assim por diante.

 

A água utilizada deve ser mineral e a quantidade é a suficiente para que todos os legumes fiquem cobertos, de forma a evitar desperdícios da água da cozedura, isto porque as vitaminas vão-se misturar na água, perdendo os legumes o valor nutricional.

 

A textura, das primeiras vezes, deve ser cremosa, aveludada e sem grumos. Entre os 6-7 meses, pode passar a ter uma consistência mais grossa e com alguns grumos e, por volta dos 8-9 meses o bebé já é capaz de comer os alimentos bem cozidos e amassados ou em pedaços bem pequeninos. É importante que o bebé se adapte a todas as texturas para que possa desenvolver a dentição.

 

Não pense que vai perder muito tempo na cozinha, além de ser um prato rápido de fazer, não é preciso fazer todos os dias uma sopa. A sopa conserva-se bem no frigorífico durante 4 a 5 dias, em taças de vidro, ou no congelador em doses individuais. Sempre que servir sopa congelada, esta deve ser descongelado no frigorífico e aquecida, de preferência, em banho-maria. O ideal é etiquetar a sopa com a data de congelação e com os ingredientes que contém.

 

O melhor, é que com o passar do tempo, e com a introdução diversificada de legumes, deixa de ser necessário preparar uma sopa para o bebé e outra para os pais, desde que esta seja confeccionada de acordo com as "regras" da sopa do bebé, todos podem comer a mesma sopa (se o pai ou a mãe quiserem sal na sua sopa este pode ser acrescentado directamente no prato).

 

O Gui ainda só começou a introdução de legumes há pouco mais de uma semana.... E não correu nada mal! Comecei por fazer um puré de cenoura. No primeiro e segundo dias comeu uma colher e meia de sopa, no terceiro comeu quatro e no quarto dia comeu sete colheres de sopa. Ao quinto dia juntei o segundo legume, courgette, e para já tem corrido muito bem.

 

Neste momento, está comer sopa com cenoura, courgette e batata, come duas conchas de sopa ao almoço, o resto das refeições continua a ser leite materno, que ele faz questão de comer a cada 2 horas. O próximo legume a acrescentar ainda não decidi qual vai ser, talvez seja a cebola ou o repolho.

 

 

A título de curiosidade deixo aqui a receita do primeiro Puré de Cenoura que fiz (deu para duas vezes).

IMG_5396.JPG

Puré de Cenoura

1 cenoura biológica (tamanho médio)

Água mineral

1 gota de Azeite (com baixo teor de acidez)

 

1. Descasque a cenoura e corte-a em rodelas.

2. Numa panela, coloque a água e junte as rodelas de cenoura.

3. Deixe cozer durante cerca de 15 a 20 minutos e passe a varinha mágica até esta ficar com uma consistência cremosa e sem grumos.

4. Sirva morna e, já no prato, regue com uma gota de azeite.

 

Nota: Para uma primeira vez é preferível fazer uma pequena quantidade de puré para avaliar a tolerância do bebé. Com o passar dos dias, a quantidade de sopa pode ser maior de forma a poder ser conservada no frigorífico ou congelada, para que possa ser utilizada nos dias seguintes. 

Eu optei por começar pela cenoura, mas se preferir começar por outro legume, o modo de preparação será basicamente o mesmo.

2 comentários

Comentar post