Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

BACALHAU À BRÁS COM BATATA PALHA

Um dia destes decidi experimentar fazer o famoso Bacalhau à Brás com batata palha, daquela que se compra no supermercado... E o resultado foi positivissimo! (Eh... Eh... Eh...) 

 

Para quem quiser a receita, basta expreitar aqui, e fazer a substituição das batata normal" pela "batata palha de pacote". Uma excelente receita para quando não temos muito tempo para cozinha!

IMG_8064.JPG

SOBRE O DIA DE HOJE

E esse amor que comeceu mal eles se encontraram, tem vindo a crescer de dia para dia... Que bom que é termos amigos assim! ❤️

IMG_8054.JPG

ALTERAÇÃO DE MORADA NO CARTÃO DE CIDADÃO

Andávamos a algum tempo para alterar a nossa morada no cartão de cidadão, quando decidimos que "era desta vez" fomos confrontados com uma barreira: não tínhamos as cartas com os códigos, estávamos de férias em Portugal mas estes deviam estar em França (deviam, não tínhamos se quer a certeza disto)... Mais uma vez tivemos que adiar a alteração da morada... Assim que regressamos a França, procuramos os malditos códigos, e eles lá apareceram... Tínhamos prometido que não podia passar de Dezembro... E assim fizemos, quando em Dezembro fomos a Portugal... Fomos então à Conservatória do Registo Civil, munidos dos respectivos códigos e fizemos a alteração da morada, pensando que ficaria tudo resolvido... Mas afinal não bastava fazer isto, a senhora lá nos explicou que na nova morada iríamos então receber uma carta, carta essa que devia ser utilizada no prazo máximo de 2 meses para confirmar a alteração da morada, junto com os ditos códigos e o cartão de cidadão, numa Conservatória/Loja do Cidadão ou num Consulado de Portugal... 

 

Não sei quem raio inventou isto, mas que causa um enorme transtorno causa... A nossa opção passava por confirmar isso junto do Consulado de Portugal em Paris... Comecei logo a pensar no pesadelo que não ía ser... Só de me lembrar de cada vez que lá tive que ir... Enfim, era o trânsito que ía apanhar e era ter que me sujeitar, mais uma vez, àquela malta que mais parece que está lá para nos complicar a vida...

 

Fui então ao site do Consulado, e como não encontrei nenhuma opção para fazer a marcação da confirmação da alteração da morada, fiz a marcação como se fosse fazer novo cartão de cidadão (optei por não ligar para o Consulado porque sabia que ía acabar por perder o meu tempo a fazê-lo...). 

 

Hoje foi então esse dia... Coloquei a morada do Consulado no GPS e atravessei Paris para lá chegar... Se há local que não gosto de passar é na famosa Rotunda do Arco do Triunfo (que possui talvez umas 8 vias), não sei se alguém já reparou, mas aqui em França, nas rotundas, tem prioridade os carros que entram, e não quem está dentro, excepto quando está indicado o contrário (o que acontece com imensa frequência). Ora, no Arco do Triunfo não há placas de prioridade, o que implica que toda a gente entra na gigante rotunda a todo o gás, mas depois somos obrigados a parar assim que chegamos à entrada seguinte.... É claro que depois os carros param todos, e vão ficando todos amontoados... São carros pela esquerda, pela direita, pára-se de repente porque aparece um atravessado mais à frente, enfim, cada vez que lá passo só rezo para sair intacta (o que foi o caso de hoje)! 

 

Tinha a marcação para as 14h30, pensando eu que seria chegar lá, entrar e só esperar... Mas nada disso... E mesmo com este tempo horrível, deparei-me com uma fila fora do edifício, só para entrar! Ainda fiquei uns 15 minutos na fila, e como ainda eram 14h o segurança disse-me para esperar na sala de espera e só às 14h15 é que deveria tornar a dirigir-me a ele para ter uma senha... Mas para que raio havia uma marcação com hora?! A hora chegou, e quando fui levantar a senha a senhora disse-me que não era preciso fazer marcação para fazer a confirmação da alteração da morada (deviam era pensar em colocar essa informação no site do Consulado de Portugal), perguntou-me para quantas pessoas eram, e assim que lhe falei no meu marido, perguntou-me se tinha uma autorização assinada para o fazer... Nem imaginam a minha cara quando ela me disse, cheia de certezas, que seria preciso a tal procuração... Nem queria acreditar no que estava a ouvir, a funcionária limitou-se a "lançar a bombinha" e nem quis saber o que eu pensava e a informação que me tinham dado em Portugal... Saí do balcão enervadíssima, só de pensar que teria que tornar a voltar ali caso essa informação fosse verdade... Comecei a pensar no tempo que tinha perdido e no tempo que iria ter que tornar a perder... E o pior é que não tinha mesmo outra alternativa (pensava eu!)...

 

Assim que chegou a minha vez, ignorei a informação da funcionária da entrada principal e informei a senhora que estava ali para confirmar a alteração da morada do cartão de cidadão, meu e do meu marido... Felizmente, e tal como me tinham informado em Portugal, não era preciso a pessoa estar presente nem muito menos ter uma procuração assinada para tal... O cúmulo é que durante o tempo em que a senhora fazia a confirmação, desabafei com esta que o melhor era cada pessoa ter um leitor de cartões em casa para isso (não sabendo eu que afinal isso até era possível)... Foi nesse momento que fiquei a saber que tal era possível, e que em Portugal até é simples encontrar um local de venda para comprar o Leitor de Cartão Cidadão, para que as pessoas possam efectuar estas e outras operações, no conforto da casa, sem ter que perder tempo infinito!

 

E pensar que andei a perder tanto tempo desnecessário por falta de informação! Tenho que encomendar urgentemente um leitor desses pois falta-me mudar a morada do cartão de cidadão do Gui, além disso daqui a uns tempos vamos torna a mudar de morada... Já imaginaram o tempo que da próxima vez vou poupar?!

 

Se calhar muitos de vocês até já sabiam dessa possibilidade, mas achei que tinha que partilhar essa informação aqui, pois como eu, devem existir muitas pessoas que andam a perder tempo desnecessário! 

IMG_8047.JPG 

E TU, QUEM CHAMAVAS?!

IMG_8041.JPG

Eu cá acho que chamava o meu pai ou o meu sogro... 

Eh... Eh... Eh...

Espero que eles não saibam que eu disse isto aqui...

Eh... Eh... Eh!

COINCIDÊNCIAS

IMG_8040.JPG

Não sei se alguma vez repararam nos calendários franceses, mas estes têm por norma em cada dia do ano um ou vários nomes próprios, cada um desses nomes corresponde ao nome de um Santo da Igreja Católica. Tal é a importância, que existem pessoas que escolhem o nome dos filhos de acordo com o dia em que a criança nasceu, ou seja, se nasceu no dia 7 de Fevereiro, e no caso de ser menina, terá o nome de Eugénia. Existem outras que festejam antes o nome próprio, é ao que os franceses chamam aqui de "fête du prénom", ou seja, é o caso do dia de hoje, dia 10 de Janeiro, dia do Saint Guillaume (em português, "Santo Guilherme"), dia este que é dedicado a todas as pessoas que têm esse nome próprio, tal como o Gui!

 

O melhor desta história toda é que, tratando-se de uma tradição francesa, nunca fazemos atenção a esses pormenores... Por isso, nem imaginava que hoje era o dia do Santo Guilherme, não fosse a Ama do Gui ter-nos lembrado disso ao enviar uma belíssima mensagem a desejar-lhe um dia feliz! 

 

Comecei então a pensar e dei por mim a descobrir que faz exactamente amanhã dois anos que descobrimos que iríamos ter um Principezinho, por pouco que não era no dia do Santo Guilherme! 💙

COISAS DE MÃE

IMG_8038.JPG

Quem tem filhos, sabe bem que a pior coisa do mundo é ver os filhos doentes... E é nessas alturas que perguntamos porque raio não somos nós que estamos doentes, em vez deles.

 

Desta vez, e para variar, eu e o Gui ficamos doentes na mesma altura, eu com um síndrome gripal, ele com uma bronquiolite, talvez o vírus tenha sido o mesmo mas o facto do Gui ainda não ser capaz de tossir eficazmente fez com que a evolução da doença não fosse propriamente a mesma...  Custa vê-lo assim todo "molinho" e custa ainda ter que lhe dar a medicação...  Parece fácil quando se sai da consulta médica com a receita para comprar os medicamentos, pensamos que é só ele tomar e dali a uns dois dias estará quase em forma.. O pior é aceitar tomar os medicamentos... O medicamento pode ser desconhecido ou simplesmente ter o melhor sabor do mundo, mas não sei porquê, o Gui capta logo que aquilo não é propriamente uma refeição, e por muita negociação que façamos, acaba sempre por ser um "grande circo" conseguir que ele tome o medicamento de forma tranquila...

 

Ontem a médica prescreveu-lhe um antibiótico, e confesso que tem sido uma aventura negociar com ele... Mal lhe digo que está na hora de tomar o antibiótico para "ficar bom", fica logo zangado... Faz birra, chora, cospe, tosse faz que vomita... Enfim... Uma verdadeira aventura! Para facilitar um bocadinho a tarefa, utilizo dois truques: dou-lhe o antibiótico imediatamente antes da refeição, assim ele está com mais fome e não corro o risco que ele vomite a refeição, e coloco a seringa pela parte lateral da bochecha e no fundo da boca, para ele quase não sentir o sabor e engolir mais rápido, mas mesmo assim ainda fica difícil... E desse lado, conhecem mais algum truque que possa utilizar?

DE JANEIRO A JANEIRO

Desculpem ter andado mais ausente mas desde que chegamos, das mini férias em Portugal, tenho andado com o tempo bastante ocupado... Escusado será dizer que foi difícil tornar a regressar... Não me canso de repetir, que cada nova "despedida" é sempre mais difícil que a anterior... Mas depois, cá chegamos, e acabamos por "aterrar de novo", entramos novamente na rotina e mentalizamo-nos que esta, ainda, é a nossa melhor opção...

 

Este ano foi bastante estranho passarmos a Passagem de Ano aqui, apenas os três... Ossos do ofício, tivemos que regressar no 31 porque trabalhei no primeiro dia do ano (aliás, foi a primeira vez que trabalhei no dia 1 de Janeiro, desde que trabalho tenho trabalhado sempre no Natal), mas não nos podemos lamentar muito pois temos noção que há quem esteja bem pior do que nós...

 

Esperamos que este ano tenhamos entrado com o pé direito, apenas pedimos muita saúde e muitos momentos de alegria, para nós e para todos vocês que estão aí desse lado... Quanto ao nosso maior desejo, para este ano, é a resolução final do nosso problema com o apartamento... 

 

Muitos vocês devem estar a pensar que talvez seja um pouco tarde para vir aqui desejar "Feliz Ano Novo", até porque hoje é "Dia de Reis" e não dia 1 de Janeiro, mas o que vocês talvez não sabem, é que aqui deseja-se "Feliz Ano Novo" até ao dia 31 de Janeiro! Pode parecer mentira, mas é mesmo verdade, os franceses sentem essa obrigação de desejar votos de um bom ano novo a todas as pessoas que conhecem, por isso, são capazes de telefonar a todas as pessoas que conhecem, durante o mês de Janeiro, para lhe desejarem estes votos... Por isso, se tiverem um familiar ou amigo que viva por aqui e vos telefone a meio de Janeiro para vos desejar um "bom ano", não estranhem! Quando chegamos aqui, támbem achava super esquisito quando alguém telefonava a meio do mês para desejar um Feliz Ano, hoje estou tão habituada que se vir alguém conhecido, a meio do mês de Janeiro que não tenha visto desde o ano passado, das primeiras coisas que digo é Feliz Ano Novo! Acho que os franceses, nesta mania, até acabam por ter razão... 

IMG_8023.JPG