Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

Ó TEMPO VOLTA PARA TRÁS...

Faz hoje exactamente 10 anos que eu e o meu marido (na altura namorado) fizemos a escritura do apartamento que viria a mudar totalmente as nossas vidas... Compramos o apartamento perto do Hospital de São João, por ser perto do meu local de trabalho e por estar bem localizado em relação às faculdades, por isso se um dia tivessemos oportunidade de regressar para perto da nossa família seria mais fácil vendê-lo ou alugá-lo. O apartamento que se dizia novo a estrear viria a tornar-se um fiasco...

 

Lembro-me como se fosse hoje o dia em que o fomos visitar pela primeira vez...  Estávamos em Agosto de 2007, tínhamos entrado de férias, hoje olhamos para trás e reconhecemos que fomos demasiado ingénuos quando nos mostraram o apartamento com os estores meios fechados alegando que os estores eram eléctricos e não havia luz... Faltavam alguns acabamentos, mas mesmo assim comprometemo-nos que ficaríamos com ele e fizemos uma promessa de compra e venda... E aqui começava o nosso maior erro...

 

O apartamento nunca mais nos foi mostrado, pois a construtora dizia que ainda andavam nos acabamentos finais... Fizemos a escritura sem ver o trabalho final, no dia seguinte fomos à EDP para colocarem electricidade, e tudo o que precisávamos para morar... Enquanto isso, o meu marido foi colocando o que era necessário para colocarmos lâmpadas em todas as divisões...

 

No dia em que nos colocaram a luz sofremos a nossa maior decepção: descobrimos que haviam imensas coisas danificadas, havendo indícios de que alguém tinha já lá morado... Cartas na caixa do correio, uma tigela em plástico bem no fundo de um dos armários da cozinha, entre outras tantas coisas... Ligamos de imediato para a construtora, marcamos uma reunião no local, e nesse dia ficamos a conhecer os verdadeiros "ladrões"... Relativizaram tudo, nunca reconheceram que nos enganaram, dizendo que não era nada de importante mas que iriam solucionar... Foram dois meses à espera da entrega do imóvel...

 

Cerca de dois meses depois começava a aparecer uma mancha de água no tecto da sala... Contactamos novamente a construtora... A "reparação" foi  feita uns meses depois alegando o mau tempo... Nunca vimos nenhuma intervenção na fachada exterior do prédio, apenas pintaram novamente a nossa sala... O pior estava ainda para vir...

 

Cerca de dois anos depois, num Inverno bastante chuvoso, as paredes da sala e dos quartos começavam a demonstrar infiltrações da água das chuvas.... Contactámos inúmeras vezes a empresa e de todas as pessoas, que se apresentaram no local, nenhuma mostrou qualquer indignação com o sucedido. Procurei falar com vários vizinhos para saber a gravidade da situação, mas ninguém parecia alarmado, nem mesmo a empresa do Condomínio, apesar das infiltrações serem evidentes em várias partes comuns do edifício... Sabia que ía ser uma luta difícil, e a solo, sentia que a empresa não iria ser capaz de solucionar o problema....  No dia em que decidiram "reparar" o apartamento, da parte exterior, sabíamos que aquilo não seria a nossa solução... Reclamamos com a construtora mas não nos deu razão, a chuva continuava, as infiltrações aumentavam e não obtínhamos qualquer resposta...

 

Numa das inúmeras chamadas telefónicas, para um dos funcionários da construtora, este diz-nos que o melhor seria ameaçar a empresa com um Processo em Tribunal... Aquela frase nunca mais saiu da nossa cabeça... Meses depois lá estávamos nós a recorrer a uma advogada... Entre relatórios de engenheiros (para comprovar que tínhamos razão), recolha de testemunhas, processos e a audiências no tribunal, passaram-se uns 5 ou 6 anos... 

 

Recorremos ao tribunal para anularmos a compra e venda do apartamento, pois tínhamos sido burlados desde o início e o problema do apartamento era algo estrutural, impossível de se solucionar... Graças a todas as provas reunidas (inúmeras cartas registadas que escrevi e enviei, testemunhas, perícia dos engenheiros e também ao empenho da nossa Advogada), em Março de 2016 o Tribunal deu-nos razão total e a construtora viu-se então "obrigada" a devolver-nos o dinheiro e ficar com o apartamento... O grande problema é que esta sentença não tem data para ser cumprida, por isso continuamos a lutar para que este pesadelo chegue ao fim... Fomos obrigados a contratar um agente de execução para penhorar bens à construtora, continuamos a pagar o empréstimo de um bem que não é mais nosso, e enquanto isso pagamos os serviços à Advogada... Congelamos a nossa vida durante muito tempo, à espera do "fim", mas com o tempo vimos que não podíamos continuar com a nossa "vida parada"... E com esta "história" toda, todos os dias pensamos: quem nos dera que aquela maldito dia 30 de Novembro de 2007 não tivesse "acontecido nas nossas vidas"...

IMG_7929.JPG

ORA, VAMOS MEDIR A CRIANÇA...

Um dia destes eu e as minhas amigas marcamos um almocinho à última hora, e decidimos ir comer ao "Japonês"... Confesso que antes não conseguia comer nada da comida que lá servem, mas como diz o ditado: " primeiro estranha-se, depois entranha-se"... O restaurante tinha buffet livre (como dizem os franceses, "à volonté") e um preço fixo por pessoa.... O cúmulo foi ver discriminado o preço das crianças: menos de 10 anos e com menos de 1.30m de altura!!! Nem queria acreditar no que estava a ver: primeiro nem fazia referência a um mínimo de idade para uma criança não pagar, depois a associação da idade e da altura é algo que não faz qualquer sentido... Nunca tinha visto tal coisa!

 

E vocês, conhecem restaurantes asssim?!

IMG_7924.JPG

NATAL EM PARIS

Tal como já tinha contado aqui num post, este ano não vai haver o famoso "Marché de Noel" nos Champs Élysées apenas será montada a iluminação nas ruas, por isso ontem optámos por ir até La Defense para mostrar ao Gui um bocadinho do "ambiente Natalício" que se vive por cá nesta altura...   

IMG_7921.JPG

E o mais giro, é que o Gui teve a oportunidade de ver o famoso Pai Natal. Foi mesmo engraçado ver a reacção dele pois como tínhamos decorado a casa uns dias antes, ficou super curioso e admirado por ver o Pai Natal ao vivo! ❤️

OFICIALMENTE NATAL ❤️

A um mês do Natal, decidimos que hoje seria o dia indicado para decorarmos a casa, tal como manda esta quadra festiva... Fizemos tudo com o Gui a dormir, por isso quando acordou o espanto foi grande... Pensávamos que ele assim que visse o pinheirinho iria a correr em direcção deste para tentar apanhar todos os enfeites... Mas não, foi exatamente o contrário, ficou com medo a ponto de não conseguir aproximar-se da árvore e da figura do Pai Natal... Aos poucos, fomos tentando que ele se aproximasse e tentasse tocar em tudo... Muito devagarinho, lá foi cedendo, deixando-se guiar pela sua curiosidade nata...

IMG_7897.JPGVamos lá ver se a árvore se consegue conservar intacta a partir de agora...

DESCANSA EM PAZ

IMG_7894.JPG

E assim perdemos um grande actor português... João Ricardo, morreu aos 53 anos, vítima de cancro. O actor e encenador, lutava há vários meses por um tumor maligno na cabeça.

 

Hoje a televisão e teatro ficam bem mais pobre... Como eu gostava do humor deste actor... Descansa em paz!

ESTA É A CARA...

IMG_7893.JPG

... Que eu coloco cada vez que penso

que ainda não compramos as viagens de avião

para irmos a Portugal!

Tudo porque, este ano, as companhias áreas

colocaram os preços das viagens ao preço do ouro!!!

COISAS DE MÃE

IMG_7884.JPG

Ultimamente o Gui tem nos surpreendidos com imensas palavras novas, e várias tentativas de frases em "chinês" (Eh... Eh... Eh...)... A maior parte das vezes fica difícil saber o que ele realmente quer, pois existem inúmeras palavras que se assemelham!

 

Tendo em conta a imagem, devem ter ficado a pensar que lhe falamos em francês... Mas nada disso, apenas coloquei esta imagem pois achei que se identificava imenso com esta fase. Seria simplesmente artificial se lhe falássemos em "francês", já que somos portugueses e sempre falamos português... Confesso que, às vezes, ainda gozamos com a situação, e falamos umas frases em francês entre nós...

 

O Gui compreende perfeitamente o português, e embora cá em casa não façamos nenhum esforço para ele aprender o francês, sabemos que isto nunca será nenhum obstáculo para a sua aprendizagem já que acabará por aprender esta segunda língua com a ama e com os seus amiguinhos. Queremos que ele aprenda a língua francesa, mas queremos também que ele domine a língua portuguesa para que possa comunicar facilmente com a nossa família!

O FIM DO "MARCHÉ DE NOEL" NOS CHAMPS-ÉLYSÉES

IMG_7882.JPG

A Câmara Municipal de Paris decidiu não renovar o contrato do Mercado Natal (em francês, Marché de Noel) na célebre avenida de Paris. Ao fim de alguns meses de luta, ontem, o tribunal administrativo de Paris rejeitou o recurso, cancelando-se esta forma o Mercado natal nos Campos Elísios, na cidade de Paris! O juiz lembrou que "a convenção de ocupação do domínio público referente ao mercado Natal, assinado em 12 de Outubro de 2015, expirou em 12 de outubro de 2017", não havendo nenhuma obrigatoriedade para a renovação do contrato.

 

Acho que esta decisão apanhou muita gente de surpresa, nunca pensei que tal coisa fosse acontecer... E pensar que o ano passado foi a última vez... Falta saber o que a Câmara Municipal de Paris pretende com esta atitude... Será que tem algum trunfo na manga?! 

TENTEI NÃO RIR MAS NÃO DEU

Ontem, eu, duas amigas, e o Gui, fomos visitar uma amiga que foi mamã recentemente, da pequena Leonor... Assim que o Gui viu que a minha amiga tinha um gato, a atenção dele focou-se completamente nele... O problema é que o gato morria de medo dele, por isso passava a vida a esconder-se na esperança de não ser apanhado... Numa dessas procuras, e como não encontrava o gato, o Gui vem à nossa beira, com o maior sorriso e com o braço levantado mostrando o que tinha acabado de "encontrar": um tampão! Lá estava o Gui a fazer asneiras e a mexer onde não devia. Como devem calcular, nem tive oportunidade para ficar zangada pois a gargalhada foi geral!!! 

IMG_7874.JPG

O PODER DA VIDEOCHAMADA

Nunca pensei que as videochamadas fossem ter um papel tão importante nas nossas vidas... Começou quando emigramos para cá e ganhou ainda mais impacto assim que o Gui nasceu... É impressionante como um simples "clique" nos aproxima das pessoas que estão longe de nós, e nos faz parecer que estamos "lado a lado"... E essa aproximação até o Gui a sente.

 

Hoje o Gui conhece perfeitamente todas as pessoas que comunicamos regularmente, através da internet por videochamada. Nunca pensei estar tão grata a este sistema pois graças a isto, e apesar de estarmos distantes a maior parte do tempo, de cada vez que voltamos a Portugal o Gui conhece perfeitamente todas as pessoas como se convivesse com elas pessoalmente todos os dias. 

 

E se um dos meus maiores receios quando o Gui nasceu era que ele não reconhecesse os avós e as pessoas que nos são mais próximas, hoje sei que posso contar com esta tecnologia para nos ajudar a reforçar estes laços!

 

Só para vos dar um exemplo, deste última vez que fomos à Portugal, ao chegarmos ao aeroporto do Porto, assim que o Gui viu a minha mãe, correu na direcção dela com um grande sorriso como se nunca se estivesse afastado dela! 💙

IMG_7870.JPG

O GUI FEZ 17 MESES

O Gui fez 17 meses no passado dia 6... Pesa agora cerca de 12.500 gr e mede 83cm.  

 

Neste último mês não houve nada verdadeiramente marcante, no fundo, mantém-se tudo o que tenho vindo a descrever nos últimos dois meses: muitas traquinices, muitas  travessuras e muitos desafios. A sua curiosidade está cada vez maior, tal como a capacidade de observação, por isso adora imitar tudo e todos.

 

Começou a aventurar-se a descer degraus sem ajuda (como é óbvio, nem sempre corre bem, mas não faz nenhum drama quando corre mal), começou a tentar colocar cubos uns em cima dos outros  de forma a construir "torres" (mas ainda é uma tarefa um pouco complicada), continua a adorar dançar e passear, e passa a vida a testar todos os seus limites. Tão pequenino e já quer fazer imensas coisas sem ajuda, é claro que muitas coisas não dá para deixarmos, mas outras permitimos que ele o faça, sempre connosco por perto, de forma a ajudá-lo a crescer.

 

Mamã, papá e gato são as suas palavras favoritas, e para além de "água" ("bábua"), diz também muito bem "titi" (tia), papar (diz mais "papa", pois o "r" ainda é muito complicado para dizer) e "papo" (esta última palavra dá para papo e sapo... Eh... Eh... Eh...)... Sem contar com todas as expressões e frases em "chinês" que passamos a vida a decifrar (Eh... Eh... Eh...)! 

 

Conhece todas as pessoas que mantemos  mais contacto (quer pessoalmente, quer via internet) e não fica muito incomodado com pessoas estranhas, bastam uns minutinhos para ele se sentir à vontade. E se em casa chega a ser uma "pestinha", fora de casa e com estranhos torna-se um verdadeiro anjinho!

 

E é desta forma que vai crescendo o nosso Amor Maior! 💙

IMG_7867.JPG 

MADE IN PORTUGAL

Faz mesmo bem à alma entrar num supermercado

e encontrar produtos portugueses em destaque... 

IMG_7855.JPG

IMG_7856.JPG

E que belos produtos que hoje encontrei por aqui!

DE VOLTA

IMG_7854.JPG

É verdade, chegamos ontem à noite aqui...

 Estes dias passaram mesmo a voar...

E se cada partida custa cada vez mais e mais,

de uma coisa estou certa:

quantas mais vezes vamos a Portugal,

menos vai custando estar aqui...

Sim porque, a correr bem,

passaremos o Natal também em Portugal!

(Já pararam para pensar que o Natal está quase aí?!)