Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

CRIANÇAS NOS HOSPITAIS?!

IMG_7715.JPG

Por incrível que possa parecer ainda existem muitas pessoas que têm o hábito de levar as crianças (e até mesmo bebés!) para os hospitais quando vão visitar alguém. Esquecem-se que as crianças não se comportam no hospital da mesma maneira que um adulto, colocam as mãos numa série de coisas que não estão propriamente "limpas" (embora possam parecer), mãos estas que muitas vezes vão levar à boca, vão sentar-se e gatinhar no chão, correr, saltar, e aborrecerem-se num espaço que em nada é interessante, expondo-se a uma série de riscos porque a família se esquece que são crianças e, por serem crianças, até a imunidade nada tem a ver com a imunidade de um adulto! 

 

Mas porque razão muitas pessoas teimam em não querer ver isto?! 

 

Ontem, estava no hospital e fiquei alarmada com a falta de consciência... O cúmulo é que se tratava de alguém que trabalha no hospital que decidiu levar a filha de 9 meses ao hospital para que as colegas de trabalho a conhecessem... A senhora não estava propriamente num serviço de internamento, estava na zona da administração do hospital, mas não deixava de ser uma zona mais limpa porque os profissionais de saúde fartam-se de passar lá (tal como eu passei nesse dia)...  Andava aquele bebezinho a gatinhar pelos corredores, e a mãe toda orgulhosa a mostrar as habilidades da filha... Fiquei incrédula a olhar para aquele cenário... Uma das colegas ainda lhe disse delicadamente que talvez ali não fosse a zona mais indicada para a filha gatinhar... O cúmulo veio a seguir, quando a mãe do bebé responde que não tem problema pois a seguir vai desinfectar as mãos da criança! Sim, desinfectar as mãos com aquela solução que utilizamos nos hospitais!!! Mas onde raio está a consciência desta mãe, que até trabalha num hospital e, supostamente, sabe dos riscos desta atitude?!

 

Sejamos mais conscientes e mais exemplos para a sociedade, e já agora aqui fica a mensagem: não levem bebés/crianças para os hospitais, a não ser quando estão doentes! 

O PRIMEIRO CORTE DE CABELO

Não queria cortar o cabelo tão cedo ao Gui, porque adoro os caracóis que ele tem, o problema é que já começava a ficar bastante comprido, principalmente dos lados... E ele tinha tendência a puxar o cabelo de lado, ía para a frente dos olhos e ficava demasiado despenteado...

 

Hoje decidi cortar-lhe pela primeira vez umas pontinhas, peguei na tesoura e lá fiz um "cortesinho" quase mínimo, tão mínimo que se não dissesse o meu marido nem tinha dado conta (e tenho a certeza que as outras pessoas também!)... 

 

Coloquei uma foto de hoje e outra tirada há uns 3 ou 4 dias, e não é que afinal até se vê a diferença?! Acho que agora ficou ainda mais "Gato", não acham? 💙

20170926_224816.jpg

MAIS PARECE ANEDOTA...

IMG_7695.JPG

Aconteceu antes de ir de férias... Num dia em que eu estava a trabalhar...

De repente, diz uma colega no trabalho:

-  "Este ano vou de férias a Portugal, pela primeira vez!" 

- " A sério?! Que bom! Vais ver que vais adorar... O país, as pessoas, a gastronomia, o clima... Mas, para onde vais exactamente?" _ respondi eu toda entusiasmada

- Vou conhecer a Capital, o Porto. A Capital de Portugal, certo?! 

Fiquei incrédula com aquela afirmação, e ainda mais parva fiquei quando ela me disse que ía de férias com o filho, de 27 anos... Será que o filho dela também achava que ía visitar a "Capital"?!

Lá lhe expliquei que a Capital era Lisboa, e que o Porto era a segunda maior cidade do país, mas que não se preocupasse, porque independentemente da zona, iria adorar visitar o nosso País! 

ORGULHO PORTUGUÊS

IMG_7690.JPG

Confesso que nunca vi um único episódio desta novela portuguesa, até porque desde que o Gui nasceu nunca mais vi novelas, nem nenhum programa de televisão em condições... Mas sabe mesmo bem ligar a televisão e descobrir que por aqui também vamos sendo reconhecidos pelo trabalho que fazemos em Portugal! Podemos ser um país pequenino, com poucas pessoas, mas não tenho dúvidas que somos GRANDES como pessoas! ❤️

COISAS DE FRANCESES

IMG_7688.JPG

Para quem já cá esteve ou para quem já viu algum filme francês, não sei se alguma vez repararam nas iluminação que existe dentro das casas e dos apartamentos (principalmente os mais antigos)... Na maior parte divisões não existem pontos de luz no tecto, ou seja candeeiros, existem apenas os famosos "abajures" em cima das mesinhas de cabeceira ou das cómodas, ou então "candeeiros de pé alto" para criar um ambiente mais acolhedor (dizem os franceses....)! Dá para imaginar uma casa assim? Por acaso, nunca vivemos num apartamento assim, mas a minha irma, por exemplo, já chegou a viver num apartamento onde apenas existia um único candeeiro de tecto, em toda a casa, na cozinha. 

"UM OLHO NO BURRO, OUTRO NO CIGANO"

IMG_7685.JPG

Quem tem filhos conhece muito bem estas peças que se colocam nas tomadas de forma a evitar acidentes... Compramos estes adereços mal o Gui começou a gatinhar uma vez que sabíamos que mais tarde ou mais cedo ele acabaria por querer explorar estas "caixinhas misteriosas" (não fosse ele super curioso). Volta e meia lá tirávamos uma peça para colocar um telemóvel a carregar, ou o aspirador a funcionar... Fazíamos isto de forma discreta, e de forma natural, tão natural que não imaginávamos que o Gui tivesse alguma vez reparado da existência da mesma. Qual não é o nosso espanto, quando na semana passada, logo após virmos de férias, o Gui vai à gaveta onde a tal peça vermelha está guardada, pega na peça e começa a tentar imitar-nos, tentando retirar a peça que bloqueia a tomada! Fiquei incrédula a olhar para ele pois jamais imaginei que ele tivesse reparado neste nosso gesto, e o cúmulo é que ele memorizou bem pois volta e meia lá vai ele tentar imitar-nos!

IMG_7809.JPG 

Tudo isto para vos mostrar como as crianças são inteligentes e atentas, quando nós pensamos que elas estão distraídas no "seu mundo", elas vem e provam-nos exactamente o contrário, na verdade elas estão a observar o "mundo que é nosso"!

O GUI FEZ 15 MESES

O Gui completou 15 meses no passado dia 6 de Setembro, mas como estávamos de férias em Portugal só hoje é que consegui deixar o registo sobre esse mês...

 

Não fomos a nenhuma consulta este mês, mas sabemos que pesa 11.900gr e mede 82 cm.

 

Por incrível  que possa parecer, o Gui consegue estar cada vez mais traquina a cada dia que passa. 

 

Este mês foi marcado pelo uso do "não”, ou seja, tudo o que lhe perguntávamos de forma a responder "sim ou não" o Gui respondia sempre "não" (acenando a cabeça). Percebeu que a palavra "não" tem muito mais impacto, por isso, mesmo que não quisesse dar uma resposta negativa, a resposta era sempre não"! 

 

Está cada vez mais teimoso, por isso sempre que o contaríamos faz grandes birras e chora.

 

Começou a ter mais noção das partes do corpo humano (cabeça, pescoço, pés, mãos...) e consegue identificá-las quando lhe perguntamos. 

 

Compreende muitas mais palavras e mais perguntas simples, diz umas palavrinhas (cáca, gato, mamã, papá - cáca e gato são as suas palavras favoritas) e imita o som de alguns animais (o cão, o gato e o galo).

 

A imaginação começou a ter um papel importante: é capaz de encontrar coisas que lhe escondemos (porque tem memória), brinca com os bonecos dando-lhes vida própria, copia e imita tudo o que vê, quando pega num telefone tenta falar e sempre que está a comer alguma coisa tenta dar-nos de comer também (é muito engraçado pois aproxima a comida à nossa boca, faz "nham nham" e não descansa enquanto a comida não estiver na nossa boca, o pior é que por vezes apanha pedras no chão e tenta fazer-nos o mesmo).

 

Começou a perceber como se ajustam as coisas, procura empilhar blocos (embora tenha muita dificuldade), tenta colocar umas "coisas dentro de outras" e, se o estimulámos consegue recolher os brinquedos que estão espalhados.

 

Em relação à alimentação a única alteração é ter começado a tentar levar a colher à boca, embora nem sempre acerte, tem também um fascínio por beber água no nosso copo ou directamente na garrafa.

 

Um facto muito interessante é continuar a não estranhar ninguém (constatamos isso durante as nossas férias), e o mais peculiar é ter agora preferência pelo colo de pessoas do sexo masculino (é mesmo engraçado, pois mesmo que não conheça a pessoa de lado nenhum, estende os braços e reclama a pedir colo. Aconteceu-nos isto diversas vezes em lojas!)

 

Com tantas aprendizagens o Gui está cada vez independente e faz questão de mostrar mesmo isso, e nós sentimo-nos felizes por ver que ele cresce feliz!

IMG_7679.JPG

O INVERNO CHEGOU...

IMG_7673.JPG

O tempo por aqui anda péssimo mesmo, mas que depressão foi chegar aqui e depararmo-nos com este clima... Está tanto frio que o Gui ficou logo constipado e até no hospital o aquecimento central foi hoje ligado! Fiquei com a sensação de ter passado do Verão para o Inverno num abrir e piscar de olhos, e o pior é que já consigo sentir o cheiro do Natal... Parece mentira, mas acreditem que é a pura realidade!

DE REGRESSO

IMG_7671.JPG

Pois é, as férias terminaram na passada terça-feira, dia em que regressamos a França... A vontade de voltar, como sempre, não era nenhuma mas lá teve que ser... Confesso que cada vez que vamos custa-nos cada vez mais cada abraço e cada beijo de "despedida", e por mais viagens que façamos acho que esta saudade nunca irá diminuir, muito pelo contrário, irá sempre aumentar!

 

Desta vez fizemos um plano, traçamos um objectivo para regressarmos definitivamente a Portugal, por isso prometemos um ao outro que até 2022 teríamos que voltar, altura em que o Gui entrará para a escola primária.

 

Foram umas férias muito intensas, vividas a grande velocidade... Aproveitamos cada segundo e procuramos estar o máximo de tempo com a nossa família e os nossos amigos... Para quem segue o Blog através do Instagram apercebeu-se que demos um saltinho até ao Algarve e Batizamos o nosso Principezinho (prometo fazer um post sobre este último tema)... Sabemos que o tempo nunca é suficiente para matar todas as saudades que vamos acumulando, mas deu para recarregar as baterias necessárias para o próximo regresso.

 

Agora é arregaçar as mangas e continuar nesta "luta",  confesso que desta vez está a ser um bocadinho mais complicado voltar à rotina... Prova disso é o Gui que vem habituado a andar na rua o dia todo... De colo em colo e de casa em casa... É notória a sua insatisfação aqui em casa pois além da falta da "liberdade" também lhe falta o sol e o calor, coisa que por estas bandas já não aparece há muito tempo (pelo menos foi o que a malta daqui já fez questão de nos dizer). Só para terem uma ideia, o simples facto de andar mais vestido deixa o Gui todo zangado e quer a todo o custo retirar a roupa e andar descalço... Enfim, nada que o tempo não faça esquecer!

 

Agora é voltar ao trabalho e torcer para que o nosso plano dê certo! 

 

E por aí, as férias também foram boas?!