Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

SE ISTO NÃO É AMOR, O QUE SERÁ?!

Esta semana o Gui ficou sem ama (falarei deste assunto um dia destes...) por isso hoje eu fui trabalhar e ele ficou na casa de um dos nossos amigos... Mas que dia feliz ele teve, foi a primeira vez que esteve um dia completo na companhia de um animal de estimação...

 

Durante o dia, a minha amiga ía-me enviando fotografias e vídeos, que me deixaram completamente rendida... Tão rendida, que achei que tinha que partilhar com vocês uma dessas fotografias...

IMG_7474.JPG

O Gui a dormir e a Mia, com o olhar mais apaixonado, a velar pelo sono dele!

 

E se alguém ainda tem dúvidas, depois desta semana, eu tenho cada vez mais certezas que os animais "já nascem sabendo amar de um jeito que nós levamos a vida inteira para aprender!" 

A EMOÇÃO DOS PRIMEIROS PASSOS

O Gui deu os seus primeiros dois passos sozinho no dia em que completou o seu primeiro Aniversário, foi um momento tão inesperado e emotivo que ficará para sempre guardado na nossa memória.

 

A partir desse dia foi sempre a somar passinhos, cada vez mais destemidos e aventureiros... E se o Gui a gatinhar já não parava um segundo quieto, agora que começou a andar os riscos e as aventuras multiplicam-se... Está sempre a desafiar-nos e está sempre pronto para fazer uma asneira... E posso garantir que esta fase tem tanto de divertida como de cansativa, pois não podemos perder o Gui de vista... O mais engraçado é que quando ralhamos com ele para impedir que faça alguma uma asneira, ou quando vamos a correr atrás dele para impedir que faça algo, ele acha que estamos sempre a brincar com ele e lança um grande sorriso que acaba, quase sempre, por nos "desarmar por completo", outra vezes, começa a fugir para que corramos atrás dele... Para quem está de fora acha imensa graça a toda esta situação, mas para nós pais acaba por não ser fácil ensinar-lhe o que está certo e errado...

 

Confesso que ver o Gui começar a dar os seus primeiros passos, sem apoio, foi um misto de alegria e de medo: alegria por vê-lo crescer e atingir com sucesso mais um marco importante, e medo por recear que, num desses passos, pudesse cair e magoar-se. Sei que este sentimento de "medo" não irá desaparecer, pelo menos para já,  pois coração de mãe é mesmo assim, por mais que tentemos abstrair-nos das coisas ruins, há sempre o receio que algo de "menos bons" possa acontecer. O importante é que este "medo" seja saudável e não impeça o desenvolvimento do nosso filho, é fundamental que a criança sinta confiança que tudo vai dar certo para que na "hora H" ela seja capaz de dar os primeiros passos e possa sentir que do outro lado está alguém de braços abertos que vai segurá-la e vai ajudá-la a conquistar a sua própria liberdade.

 

Esta é, sem dúvida alguma, uma das fases de desenvolvimento que marca para sempre a vida de quem é mãe e pai... Ver o nosso Principezinho andar sozinho, com um grande sorriso e com os braços abertos, correndo na nossa direcção é das coisas mais emocionantes que existe na vida! 💙

IMG_7467.JPG

SALADA DE FEIJÃO FRADE COM BACALHAU

IMG_7462.JPG

Hoje decidi partilhar com vocês uma receita bem simples mas que sabe mesmo bem nestes dias de calor: salada de feijão frade com bacalhau! 

 

Ingredientes (4 pessoas)

1 Lata de feijão-frade grande

1 Lata de milho 

1 Posta média de Bacalhau

4 ovos

Azeite q.b. 

Vinagre branco q.b.

1 cebola grande

1 ramo de salsa

Pimenta-preta (moída na hora)

 

1. Comece por cozer o bacalhau e os ovos.

2. Assim que o bacalhau estiver cozido, desfie o bacalhau e reserve.

3. Descasque os ovos.

4. Abra a lata de feijão, escoe e passe o feijão por água fria. Deixe escoar novamente. Repita este processo com a lata de milho.

5. Numa travessa coloque o feijão, o milho, o bacalhau desfiado e os ovos previamente picados, e misture tudo muito bem.

6. Numa tigela pique a cebola e a salsa. Junte o azeite e o vinagre, tempere com a pimenta, e misture todos os ingredientes até obter uma mistura homogénea (a este molho, no Norte de Portugal, chamamos "molho verde").

7. Regue com este molho a salda de feijão fradinho e coloque no frigorífico, no mínimo uns 30 minutos, antes de servir.

 

Nota: Se preferir, pode substituir o bacalhau por atum.

 

E, se não fôr pedir muito, experimentem, partilhem e digam se gostaram :)

Bom Apetite!

GASTROENTERITE INFANTIL

IMG_7460.JPG

Depois de passada a primeira gastroenterite do Gui achei que seria bastante útil fazer um post completo acerca deste tema.

 

1. Mas afinal, o que é uma gastroenterite?

A gastroenterite caracteriza-se por uma inflamação da mucosa do estômago (gastro) e do intestino (enterite). A causa é na maioria das vezes viral, sendo o rotavírus o principal causador da mesma. É uma doença habitualmente benigna que tem uma duração média de cerca de 4 a 5 dias e que é bastante frequente nos primeiros anos de vida.

 

2. Quais são os sintomas da doença?

De uma forma geral, o bebé/criança ao ser infetado apresenta um ou vários sintomas como: diarreia, vómitos, febre, náuseas, cólicas e/ou dor abdominal, perda de apetite ou recusa alimentar.

 

3. Qual o melhor tratamento?

O mais importante no tratamento da gastroenterite é evitar a desidratação, daí que seja fundamental uma boa hidratação oral adequada.

No caso do bebé/criança apresentar vómitos frequentes deve-se fazer uma pausa de alimentos sólidos durante 3 a 4 horas e oferecer soluções de hidratação oral (que se compram na farmácia) em pequenas quantidades (sempre que apresentar um episódio de diarreia deve-se oferecer a solução de hidratação oral para repôr a perda de líquidos e eletrólitos).

Se tolerar os líquidos pode-se reiniciar a alimentação em pequenas quantidades, e tendo em conta o gosto do bebé.
No caso do bebé ser alimentado com leite materno deve manter-se a amamentação habitual, se fôr alimentado com leite em pó deve retomar-se o seu leite habitual em pequenas quantidades de cada vez e mais vezes por dia.

Quando o bebé é maior e já se encontra num patamar elevado na diversificação alimentar, devem evitar-se a ingestão de leite, optando-se antes pela ingestão de iogurtes naturais. Devem ainda evitar-se o consumo de doces, gorduras, alimentos condimentados ou bebidas gaseificadas. O ideal é oferecer alimentos pobres em fibra (para diminuir a diarreia, evitar o feijão, as ervilhas, os legumes verdes, a laranja, o kiwi) e optar por alimentos obstipantes (pão, banana, cenoura, arroz, batata, bolacha de água e sal).

É natural que o bebé/criança tenha menos apetite, por isso nunca se deve forçar a alimentação. Ele acabar por recuperar gradualmente o apetite quando o quadro se resolver.

 

4. Quais são os sinais de desidratação?

Os sinais de desidratação habituais são as mucosas secas e pálidas (lábios e língua), a pele seca, os olhos encovados, a urina mais concentrada (tipo amarelo torrado), uma diminuição do número/volume das micções, irritabilidade ou prostração, choro sem lágrimas e perda de peso.

Se o bebé/criança apresentar algum destes sinais é aconselhável ir ao médico rapidamente.

 

5. Como prevenir que a doença contamine outras pessoas?

Como a doença é de contágio fácil é muito importante tomar medidas para evitar a sua propagação, que passam sobretudo por medidas de higiene: 

- lavagem frequente das mãos com água e sabão depois do contacto com o bebé/criança (especial atenção antes e depois de ir ao WC ou mudar a fralda, depois de tocar em superfícies sujas, antes de comer ou manipular alimentos);

- manter os alimentos em boas condições de conservação;

- lavar bem os biberões/tetinas após as mamadas e posteriormente ferver os mesmos durante 5 minutos (pelo menos uma vez por dia);

- ferver as chupetas durante 5 minutos (pelo menos uma vez por dia).

- e lavar e cozinhar bem os alimentos.

TINHA QUE PARTILHAR AQUI

IMG_7456.JPG

Hoje estava em casa quando tocaram à campainha... Tratava-se de uma encomenda, com o endereço daqui mas que a senhora não sabia a quem se destinava, apenas sabia que vinha de Portugal... Respondi-lhe que não estava à espera de nenhuma encomenda, mas que de facto a morada estava certa e eu era portuguesa... Quando ela me pediu o apelido para eu assinar a recepção da caixa, o meu cérebro fez como que um "clique" e depressa lhe respondi que sabia do que se tratava... Afinal a caixa até tinha um correspondente: "As Nossas Voltas", mas a senhora lá achou que aquilo não fosse o destinatário...

 

Já não me lembrava, mas há cerca de uma semana fui contacta por uma empresa que me disse que havia um cliente que estava interessado em enviar uns produtos a título gratuito. Como não sabia qual era o ramo da tal empresa não fazia a mínima ideia do que se tratava, além disso como lhe disse que morava em França não tinha a certeza absoluta que os produtos fossem enviados, por isso achei que aquela troca de e-mails ficasse mesmo por ali...

 

Assim que olhei para a caixa percebi que se tratavam de produtos da famosa marca francesa da "Yves Rocher"! Estava curiosa com os produtos, e achei até que se tratariam de simples amostras, mas não... Na caixa havia um saco com 3 frascos de gel duche concentrado, uma novidade que a marca acaba de lançar e que me pediram para testar e enviar a minha opinião...

IMG_7457.JPG

Ainda não experimentei os produtos, mas atendendo a todas as características, que estão descritas no catálogo da Yves Rocher, parece-me que este produto é de facto uma verdadeira inovação! Já imaginaram um frasco de 100ml de gel que dá para utilizar em 40 duches?! Parece que com apenas 1 pressão obtemos 1 pequena dosagem necessária para 1 duche completo! É claro que com estas características todas, o Planeta Terra agradece, e nós também!

IMG_7458.JPG

Agora só falta mesmo experimentar, mas posso já adiantar que os 3 aromas são irresistíveis, não consigo dizer qual é aquele que tem um cheirinho mais agradável! 

 

Se todas as características deste gel duche se confirmarem, este passará a ser o meu gel de eleição, sem falar que esta embalagem de 100ml é a ideal para quando viajamos e não levamos mala de porão!

 

E vocês, já experimentaram? 

VOLTA FRIO, ESTÁS PERDOADO!

IMG_7449.JPG

Desde domingo que as temperaturas aqui por França andam super-elevadas, tão elevadas que a última vez que Junho foi assim tão quente foi há mais de 117 anos (pelo menos é o que anunciaram no famoso jornal francês "Lê Parisien"). À conta deste calor todo, foi posto em prática o Plano Canicule de forma a que todas as pessoas estejam em alerta máximo pois o risco de desidratação é bastante elevado!

 

Diga-se de passagem que já estamos fartinhos deste calor todo, ainda por cima moramos no último andar, num prédio de 2 andares, o que não ajuda nada a que possamos ter a casa mais fresca. Além disso, com a gastroenterite do Gui fica ainda mais complicado estar em casa, mas sair também está desaconselhado... Já voltavas é depressa "querido frio", volta rápido que estás mais que perdoado!

EM CASO DE DESIDRATAÇÃO

IMG_7445.JPG 

Perante o quadro de gastroenterite do Gui, e como já tinha contado, a médica prescreveu-lhe então uma solução de re-hidratação oral (SRO) de forma a evitar que o Gui ficasse desidratado.

 

Para quem nunca ouviu falar, a solução de reidratação oral é nada mais que uma solução de electrólitos e açúcares, utilizadas nos casos de desidratação ligeira e moderada e que visam prevenir a desidratação e ajudar na realimentação. Este medicamento é essencial porque repõe os líquidos bem como todos os sais minerais perdidos nas fezes ou nos vómitos.

 

O problema das SRO é o sabor salgado que estas têm e que é difícil de disfarçar, por isso a maior parte das crianças acaba por recusar a bebida, e muitas vezes é preciso insistir de 10-10 min com uma seringa ou uma colher para que se atinjam as reais necessidades hídricas.

 

O Gui não fugiu à regra, e assim que lhe preparei a solução que a médica me prescreveu (da marca "Picot") fez a cara mais feia do mundo, torceu o nariz, e dos 200ml apenas conseguiu beber 50ml... 50ml em cerca de 5 horas!!! Tive que provar se era assim tão ruim, e de facto era quase como se estivesse a beber água do mar. Foi então que me lembrei que tinha uma solução de re-hidratação de outra marca (da marca "Adiaril"), que tinha comprado quando o Gui tinha saído da maternidade (indicação do Pediatra, no caso do Gui ter diarreias, mas que nunca cheguei a utilizar). Dissolvi o conteúdo na água e provei antes de lhe dar para ter certeza se era igual, e de facto tinha um sabor muito diferente, quase imperceptível até. Já dá para adivinhar que o resultado foi positivo e o Gui começou a beber a solução como se de água simples se tratasse! Por isso, aqui fica o conselho, no caso de desidratação, se o bebé/criança recusar a solução prescrita pelo médico vale sempre a pena experimentar uma outra marca, está visto que os sabores dependem diferem (e muito)!

A PRIMEIRA GASTROENTERITE DO GUI

IMG_7429.JPG

Esta noite que passou não foi de todo agradável... Como vem sendo habitual, o Gui começou a reclamar que tinha fome às 2h30min, por isso preparei-lhe o biberão de leite que ele bebeu sem qualquer dificuldade aparente... Eram 3h:15min quando o Gui começou a tossir e de repente começou a vomitar em jacto... Uma mistura do leite, que tinha bebido, com o jantar, com um cheiro verdadeiramente desagradável... Cheios de sono, fomos obrigados a trocar tudo, inclusive tivemos que dar banho ao Gui, pois era impossível só trocarmos a roupa... Já deve dar para imaginar o cenário... Pensei que se tinha tratado de um episódio isolado, devido ao facto de ter tossido simultaneamente, além disso às 7h:30min tinha tornado a acordar para comer e tinha bebido metade do biberão, sem vomitar.

 

Eram 8h30min quando decidiu "acordar de vez", brincamos como de costume, e às 10h30min comeu a papa... Às 11h começou a ficar cansado e com sono, e foi nessa altura que o coloquei no berço para dormir...

 

É verdade que tinha feito três vezes cocó semi-liquido e com um cheiro ácido, mas como continuava cheio de energia, não valorizei este sinal.

 

Acordou depois às 13 h, mas assim que lhe coloquei uma colher de sopa, na boca, vomitou em jacto todo o leite e a papa que tinha comido durante a manhã. Sabia que não podia ficar sem fazer nada pois com estes 35 graus de temperatura, tinha receio que ele começasse a desidratar... E perante estes sinais, pensei logo que se tratava de uma gastroenterite...

 

Milagrosamente, consegui consulta com a médica de família às 16h, mas estava tanto calor quando saímos de casa, que mesmo com o ar condicionado no mínimo, o Gui ficou super sonolento, de maneira que chegou ao consultório com o ar mais cansado que possam imaginar... A médica examinou-o e acabou por confirmou que se tratava de uma gastroenterite, receitou-lhe uma solução de re-hidratação oral (para evitar a desidratação), uns supositórios para o caso de ter mais vómitos e uns comprimidos se tivesse diarreia. Aconselhou ainda a que o Gui só comesse hoje uma compota de fruta e umas bolachas no final do dia, porque mais importante que comer era hidratar... E se durante a noite visse que ele estava sonolento ou o quadro dos vómitos se mantivesse o melhor seria ir a um serviço de urgências...

 

Comprei os medicamentos na farmácia, e mal a primeira coisa que fiz ao chegar a casa foi preparar a solução de re-hidratação oral (da marca Picot), mas o Gui não achou piada nenhuma ao sabor, e dos 200ml apenas consegui que bebesse 50ml.

 

Ainda fiz um caldinho com água, arroz e cenoura cozida, para ver se ele comia alguma coisita, mas nem o prato o Gui queria ver... Comeu uns pedacinhos de pão e um bocadinho de banana e quando lhe propus comer uma compota de fruta, à primeira colherada tornou a vomitar! Voltamos então à "estaca zero"... 

 

A nossa sorte é que o Gui é como eu, adora água, e fartou-se de beber água simples, ao menos a hidratação não fica tão comprometida. Quanto às diarreias não teve mais nenhuma, mas também é verdade que não comeu nada de jeito o dia todo. Só espero que esta noite ele consiga dormir e não se lembre de acordar para pedir o seu biberão de leite, pois o leite está contra-indicado nestas situações... O máximo que lhe poderei dar é água mas se não ficar satisfeito amanhã vou optar por comprar na farmácia um leite sem lactose para ver se ele é capaz de tolerar.

 

Depois disto é rezar que mais ninguém fique contaminado, e para prevenir o melhor é continuar a lavar muito bem as mãos!

 

E é desta forma que entramos na segunda-feira, felizmente hoje era o meu dia de folga, e amanhã amanhã também, caso contrário o Gui tinha ido para a ama assim doentinho sem nós desconfiarmos! 

 

E por aí, alguém tem algum truque para travar uma gastroenterite? 

OS MAUS PROFISSIONAIS ESTÃO EM TODO O LADO

IMG_7420.JPG 

Ainda não vos tinha contado mais uma peripécia (se é que lhe podemos chamar assim) que me aconteceu da última vez que o Gui teve consulta com a Pediatra... 

 

Nesse dia chegamos à consulta 15 minutos mais cedo da hora marcada, porque tive a sorte de conseguir um lugar de estacionamento no mesmo instante que cheguei à Clínica. A consulta estava prevista para as 15h, mas só entramos para o consultório cerca de 25 minutos depois... A Pediatra parecia apressada, pediu-me logo as vacinas (aqui nós é que compramos as vacinas na farmácia com a devida prescrição médica), comecei a despir o Gui enquanto ela começava a preparar as vacinas para serem administradas... Dei a entender que era melhor pesar e medir o Gui antes, pois talvez depois fosse mais complicado.... Ela concordou de imediato e lá pesamos e medimos o Gui... Apenas auscultou o Gui e no minuto a seguir passamos às vacinas... Felizmente tudo correu maravilhosamente bem, e o Gui nem chorou (benditos pensos de lidocaina que são aplicados sempre uma hora antes)... Mal acaba de dar as vacinas, pergunta-me como vou pagar (se em dinheiro ou cartão), e eu lá lhe respondo, enquanto começo a vestir o Gui numa "verdadeira luta"... O Gui estava super excitado com o papel da marquesa e só queria rasgar o papel, e diga-se de passagem que fartou-se de rasgar papel e conseguiu deixar as marcas da sua passagem no consultório... Havia papel em todo o lado! (Eh... Eh... Eh...)

 

Ainda só lhe tinha vestido o bodie quando a médica me pediu se podia acabar de vestir o Gui na sala de espera porque estava atrasada nas consultas... Nem queria acreditar no que ela acabava de me dizer, e juro que pensei que tinha percebido mal... Dirigi-se a mim e, em vez de me ajudar a vestir o Gui, começa a pegar na roupa do Gui e a colocá-la dentro do saco dele... Foi aí que percebi que tinha percebido muito bem, mas perante tamanha lata fiz que não percebi e acabei por vestir o Gui no consultório...

 

Com tanto stress, quando me dirigi a ela para pagar, com cartão multibanco, esqueci-me do código do meu cartão e falhei nas duas tentativas! A pressa dela era tanta que por ela podia pagar na próxima consulta, nas eu preferi sair e assim que acabasse a próxima consulta eu entraria para pagar, pois de certeza que me iria lembrar. Saí, e passados uns 10 minutos, a consulta tinha acabo, paguei e ao sair reparei que não havia mais nenhum bebé/criança na sala de espera.

 

Confesso que vim-me embora incrédula com tanta insensibilidade, e com tanta falta de profissionalismo, e só não lhe disse nada porque várias foram às vezes que cheguei uns minutos atrasada e ela não barafustou... Felizmente, como se trata de uma Clínica, há mais que um Pediatra, e eu nunca fiz questão de dizer que queria uma consulta com "esta ou aquele" porque, felizmente, o Gui foi sempre super saudável e as consultas que fomos tendo foram sempre de rotina. 

 

A partir de agora farei questão de escolher o Pediatra quando marcar nova consulta pois acho inadmissível o que ela me propôs, ainda por mais quando a sala de espera das consultas de Pediatria é na entrada principal da Clínica junto com consultas de adultos de diferentes especialidades!

 

Tudo isto para dizer que os Maus Profissionais estão em todo o lado!

DEMASIADO PATRIÓTICOS

IMG_7414.JPG

Hoje foi dia de trabalhar, cheguei ao serviço e lá estava mais um doente português... Quando falava com a médica a respeito dos doentes, eis que me sai uma expressão tipo "mais um portuguesito no serviço"... No mesmo instante a médica olhou para mim e perguntou-me como conseguíamos ser um povo tão patriótico, que orgulho é esse que todos os portugueses sentem de cada vez que encontram um português... Tentei explicar-lhe que é algo inato, e mais forte que nós, e mesmo que quiséssemos fazer diferente não iríamos conseguir porque a alegria de encontrar um português é algo inexplicável, e sem darmos por ela depressa partilhamos um pedaço da nossa vida com uma pessoa que não conhecemos... 

 

Perguntei à médica se os franceses não nutriam esse mesmo sentimento de cada vez que estavam longe do seu país, mas ela não me soube responder... Acho que o facto dos franceses nunca terem tido a necessidade de emigrar faz com que eles não saibam nem consigam perceber o que nós portugueses sentimos uns pelos outros...

 

É claro que as excepções existem, mas se há algo que nos diferencia dos outros emigrantes é o orgulho que temos do nosso país, e isso sente-se de cada vez que encontramos um português!

O PRIMEIRO ANIVERSÁRIO DO GUI

IMG_7399.JPG

O Gui completou 1 aninho no passado dia 6 de Junho, mas a verdadeira festa foi no passado sábado, dia de 10 de Junho, Dia de Portugal, exactamente no dia em que o Gui entrou pela primeira vez em casa.

 

O dia foi quase perfeito: um dia de sol, com calor, com os amigos e a família daqui e os meus pais e a minha irmã que vieram propositadamente para o evento. Digo "quase" porque queríamos que estivessem presentes mais pessoas que se encontram distantes daqui, mas infelizmente a vida é mesmo assim...

 

Escolhemos o Domaine de Chamarande para fazer a festa por ser um local bastante agradável. Tínhamos escolhido o tema dos Minions para o primeiro aniversário do Gui, por gostarmos destas personagens e fugirmos, assim, ao tema usual da Disney.

 

Tendo em conta o tema, sugerimos aos convidados que viessem vestidos de branco, azul ou amarelo, mas a minha mãe teve uma ideia brilhante e surpreendeu-nos com umas camisolas amarelas as quais tinham estampadas a data de nascimento do Gui, bem como o diminutivo do seu nome... Todos os convidados estavam a rigor!

 

A decoração foi toda planeada por mim e como o bolo do babyshower do Gui tinha sido um sucesso, propus às minhas amigas que me fizessem também o bolo de Aniversário. Um bolo surpresa que surpreendeu toda a gente por estar simplesmente deslumbrante! Tão deslumbrante que quando chegou a hora de o cortar até custou fazê-lo... (e diga-se de passagem que o bolo estava tão bonito como saboroso!)

IMG_7390.JPG

IMG_7402.JPG

IMG_7400.JPG

IMG_7408.JPG

Almoçamos, cantamos em bom som os típicos Parabéns em português e abrimos os presentes, num ambiente verdadeiramente de festa! 

IMG_7412.JPG

O parque estava cheio de gente porque havia um festival de Papagaios de papel, mas mesmo assim não passamos indiferentes aos olhos das pessoas que passavam por nós. O único " se não" foi o facto de termos camisolas amarelas o que fez com que os insectos não nos largassem (inclusive quando chegamos ao parque fomos alertamos pelos funcionários desse inconveniente, fica a dica para uma próxima vez).

 

Eram 20h quando viemos embora, mesmo na hora do fecho do parque (20h)...

IMG_7397.JPG

Que belíssimo dia que tivemos, que boas memórias que iremos guardar... Um dia, quando o Gui crescer, vai olhar para as fotografias e sentir toda a alegria do seu primeiro Aniversário!

A NÃO PERDER!

IMG_7389.JPG

No passado mês de Maio fui contactada pela revista portuguesa "I Like This" para saber a minha disponibilidade e o meu interesse em escrever um artigo para a revista... Confesso que fiquei bastante entusiasmada, era a minha oportunidade para projectar um bocadinho mais o meu blog, por isso aceitei o desafio. 

 

Não vou revelar o tema do artigo pretendido porque assim deixava de ser surpresa...   Posso apesar referir que se trata de "viajar"...

 

Para quem quiser matar a curiosidade saiba que a revista é trimestral e na próxima edição vai lançar o que eu escrevi... E o melhor é que é já no final deste mês!

 

Espero que comprem a revista e divulguem o meu blog também... Quem sabe se a partir daqui vão começar a "chover convites de agências de viagem e afins" para viajarmos os três gratuitamente (Eh... Eh... Eh...). 

FIM-DE-SEMANA DE FESTA ❤️

IMG_7375.JPG

Este fim-de-semana vai ser em grande, vamos festejar o primeiro aniversário do nosso Principezinho Gui, por isso não pude dar um saltinho até aqui pois andei atarefada com a organização do evento.

 

A melhor parte é que os meus pais e a minha irmã também vão estar presentes, sem falar do resto da família e dos amigos que temos cá.

 

Um fim-de-semana em excelente companhia que promete ser muito, muito, animado... Depois prometo que conto-vos como foi! ❤️

COISAS DE MÃE

IMG_5197.JPG

... E mais não digo!

Só espero que sábado o Gui colabore um bocadinho mais

para podermos registar belos momentos...

Depois conto-vos como foi...

O GUI FEZ 1 ANO

Dá para acreditar que o Gui já tem um ano?! Pois é, ontem completou o seu primeiro Aniversário, mas hoje falarei apenas das mudanças ocorridas durante este mês, porque a verdadeira festa será apenas no próximo fim-de-semana...

 

Este mês o Gui cresceu 4 cm e engordou cerca de 650gr, o que significa que mede agora 78 cm e pesa 10Kg300gr.

 

Foi um período marcado por muitas alterações comportamentais e físicas.

 

Está quase, quase, a andar, começou a ficar em pé sem qualquer ajuda e andar super-rápido agarrado aos móveis, é capaz de andar agarrado a uma pessoa só com uma mão, e ontem deu os seus dois primeiros dois passinhos... O problema do Gui é que ele quer começar a correr primeiro e só depois é que quer andar, por isso torna-se complicado... (Eh... Eh... Eh...)

 

No brincar, adora pegar em vários objetos ao mesmo tempo, pega neles um de cada vez, e vai deixando-os cair, ou então atira-os ao ar... Tem um fascinio por esconder objectos para depois procurá-los, o seu lugar favorito é escondê-los num cantinho debaixo do sofá. No fundo, o que ele gosta é de desarrumação, por isso quanto mais desarrumado estiver o espaço e quanto mais barulho fizerem os brinquedos, melhor!

 

Adora esconder-se e aparecer, dando gargalhadas, abrir e fechar coisas, estar no colo e mexer nos brincos, nos colares, ou então nos fechos, e adora colinho...  Pede imenso colo!

 

Continua a delirar que dancem com ele, que cantem, que falem, que o movimentem no ar, que brinquem, que lhe façam cócegas, que atirem objectos para o ar e que joguem ao "cu-cu" com ele... Adora estar em constante animação, já que a sua energia dificilmente se esgota!

 

Compreende imensas palavras e frases e consegue comunicar através de sons, gestos e expressões faciais, a parte mais fofa é ele ter apreendido a apontar para as coisas. É super observador quando alguém fala com ele, principalmente se for alguém que ele não conhece, faz exclamações como “Uh-oh!" e diz algumas palavras simples como “Papá”, “Mamã”, "Caca", "Tato" (que quer dizer chato). E ao vestir estende os braços ou as pernas para ajudar, como que a mostrar que compreende bem o que se esta a passar.

 

Mostra alguma vergonha e timidez quando está na presença de pessoas estranhas, mas não chora, bastam apenas uns segundos para ele perder essa timidez.

 

Em casa é um verdadeiro pestinha, não está quieto um segundo, começou a subir o sofá e alguns móveis mais baixos, e quando consegue subir a alegria dele é saltar ou então atirar-se de costas... Um verdadeiro perigo! E o pior é que ele não tem receio nenhum, nem mesmo quando algo corre menos bem...

 

No banho, se antes o interesse era brincar com a água, agora o interesse é nos frascos do champô ou do gel de banho (nem os brinquedos dele têm qualquer interesse), adora alcançar esses objetos para depois colocar dentro ou fora da banheira e tentar pegar de volta.

 

Em relação à alimentação pouco mudou, com a excepção dos alimentos favoritos, que se antes era a sopa, agora é o arroz seco e a massa cozida, delira com estes dois alimentos e sempre que estamos a comer ele tem que comer também, e faz questão de pedir dizendo "nham" "nham"... Depois basta colocar a comidinha no pratinho e é vê-lo todo feliz a comer com as mãos, é super engraçado vê-lo a pedir comida e depois vê-lo a comer!

 

Quanto ao aleitamento bebe dois biberões de leite por dia: um por volta das 2h e outro por volta das 6h30min, a meio da manhã bebé ainda 150m de leite com cereais.

 

E perguntam vocês agora... E o que é que o Gui não gosta?! Não gosta de estar sozinho, não gostam que o contrariem, não gosta de estar muito tempo no carrinho de passeio, não suporta que o imitem quando está chateado, não gosta de se vestir, não gosta que lhe troquem a fralda, não gosta de estar quieto e não gosta de adormecer (continua a ser uma grande luta para dormir).

 

Enfim, um mês repleto de novas aquisições que nos deixaram ainda mais "babados de amor"...

 

É incrível o poder que um ser tão pequenino tem sobre todos nós, é inexplicável a alegria que sentimos por o vermos crescer feliz, e por mais palavras que escrevesse, jamais conseguiria descrever o tamanho deste nosso Amor! 

IMG_7329.JPG

Pág. 1/2