Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

VEM AÍ 365 DIAS DE OPORTUNIDADES...

Desejo a todos vocês...

IMG_6501.JPG

Feliz Ano Novo 2017!

E DE REPENTE É NATAL...

IMG_6462.JPG

"Que o Espírito Natalício traga aos nossos corações a fé inabalável

dos que acreditam num novo tempo de Paz e Amor!"

Feliz Natal a todos vocês!

DE MALAS FEITAS

IMG_6370.JPG

 

Amanhã eu e o Gui vamos para Portugal, estamos oficialmente preparadíssimos para gozar umas férias, até dia 9 de Janeiro. Vai ser uma verdadeira aventura porque só vamos os dois, o que vai implicar uma grande ginástica da minha parte... Duas malas grandes, o carrinho do Gui, o Gui, mais o saco dele onde carrego tudo o que preciso quando vamos a algum lado... Vamos lá ver como corre esta aventura!

 

Espero, que quando aterrar no aeroporto do Porto, apareça uma "alma caridosa" que nos ajude, pois é quase impossível eu safar-me sozinha com tanta tralha!

 

O Gui vai estar, pela primeira vez, longe do papá, que apenas se vai juntar a nós no dia 24! 

 

Por isso, o blog vai andar um bocadinho mais "parado", uma forma de vocês também sentirem saudades (Eh... Eh... Eh...)!

 

Prometo dar notícias de vez enquando... Até já!

O GUI FEZ 6 MESINHOS

O Gui completou esta semana meio aninho de vida, seis mesinhos inesquecíveis que passaram à velocidade da luz! 

 

Como é habitual, na sexta-feira, fomos à consulta mensal, mas desta vez decidimos que o Gui não iria mais ao Pediatra, onde costumávamos ir, pois a última vez que fomos tínhamos saído escandalizados... Ainda fiz uma pesquisa de campo, aqui no prédio onde moramos, no sentido de descobrir um bom Pediatra, mas sem sucesso, todos disseram que levavam os filhos ao médico de família... Por isso, optamos e fizemos o mesmo, marcamos a consulta na nossa médica de família, que mostrou logo interesse em acompanhar o Gui... No dia da consulta observou o Gui, pesou-o, mediu-o: tudo normal,  7kg800gr e 68cm... 2.5cm a mais que o mês passado, mas apenas 400gr de ganho de peso... Começa a questionar sobre a diversificação alimentar e alarma-se por ele ainda estar a comer só legumes e leite materno, e por causa deste aumento de peso afirma  que o Gui está a passar fome! Fiquei parva com tal avaliação e reacção, expliquei que estava a amamentar, que ele comia de 2 em 2 horas como sempre o fez (sempre que pede) mas, segundo ela, o Gui já deveria estar a comer fruta, carne e peixe... Recomenda-me que comece urgentemente com a introdução destes alimentos e diz-me que não preciso ir todos os meses à consulta, que só é necessário avaliá-lo o próximo mês porque ele não tinha ganho muito peso! Saí da consulta escandalizada, por um lado porque a médica nem me deu oportunidade de lhe dizer o que eu pensava sobre este aumento de peso, por outro porque disse que não era preciso ser observado mensalmente!

 

Não acredito que ele tenha passado fome, como ela afirmou, acho que o Gui provavelmente não ganhou muito peso porque:

- não pára de brincar (o que é perfeitamente normal);

- no início do mês começou com os legumes e houveram legumes que ele não tolerou, o que fez com que nesses dias ele começasse bem menos (teve imensas cólicas);

- e porque há pouco mais de uma semana teve uma bronquiolite (que ela própria encaminhou para fazer fisioterapia respiratória - falarei deste episódio num outro post)!

Felizmente sou uma mãe de primeira viagem bastante calma, caso contrário tinha saído do consultório com a sensação de que tinha colocado a vida do meu filho em perigo! Voltei à estaca zero, tenho que procurar um Pediatra que seja competente, mas já deu para ver que não vai ser nada fácil!

 

Com isto, o Gui começou, na sexta-feira passada, a comer frutinha ao lanche e, para já, está a adorar também! É um verdadeiro comilão, quer com a sopa, quer com a fruta, quer com a mama, por isso não estou preocupada com a reacção que a médica teve. Carne e peixe talvez daqui a uns 15 dias é que vai começar a comer, pois primeiro terá que diversificar a fruta. É mesmo bom poder acompanhar todo este processo da introdução de alimentos.

 

Estes 30 dias foram marcados por uma série de alterações incríveis... O Gui começou a:

- querer pegar em tudo o que está ao seu alcance e levar à boca;

- gostar de ver os brinquedos a cair ao chão (pega neles e deixa-os cair ao chão de propósito... Já devem estar a imaginar a animação que há cá em casa);

- manipular muito bem os brinquedos, tão bem que aqueles que fazem mais barulho ele sacode-os com tanta força que só ficamos com receio que ele se magoe a ele próprio (descobriu que é giro bater com os brinquedos contra o tabuleiro da cadeira de alimentação);

- brincar com os seus pés (consegue colocá-los na boca e adora estar descalço. Continua a gostar de brincar com as suas mãozinhas e ao longo do dia é giro vê-lo atento a observar os dedinhos mexerem);

- estar mais tempo sentado (pois já controla bem os movimentos da cabeça e do pescoço);

- rolar na cama, da posição de deitado de costas para deitado de lado (está quase, quase, a rolar totalmente, só falta coordenar melhor o braço que fica por baixo. Continua a odiar estar de barriga para baixo!);

- brincar cada vez mais com os brinquedos (já os consegue agarrar com as duas mãos, às vezes usa apenas uma mão para agarrar o brinquedo, passa o brinquedo de uma mão para a outra... É mesmo giro vê-lo a descobrir a pouco e pouco as suas habilidades);

- chamar a atenção das pessoas através de sons (adora "palrar", gritar e sorrir, mas se fôr necessário também chora para chamar a atenção);

- brincar com pessoas (adora que brinquem, cantem e falem para ele! Está numa fase que quase não estranha as pessoas. É indiscritível cada gargalhada que ele lança quando está contente);

- ouvir/ver músicas infantis (existem 3 links no YouTube que ele é totalmente viciado). 

 

É impressionante como ele está cada vez mais curioso! Vira-se todo se ouve a voz de alguém que não está a ver, para encontrar a pessoa, entende o seu nome quando o pronunciamos, e fica atento a muitas das nossas conversas!


Quanto ao padrão de sono digamos que pouco mudou, ainda não tem nenhuma rotina, acho que a vontade de comer dele é superior ao querer dormir a noite toda (Eh... Eh... Eh...).

 

Continua a não gostar de dormir sozinho, e este mês como ficou algumas vezes com cólicas (por causa de alguns legumes) e uns dias doentinho, lá cedemos e ficou várias vezes a dormir connosco... Ele gosta tanto e nós gostamos ainda mais! 

 

Temos procurado aproveitar, ao máximo, cada segundinho da vida dele pois sabemos que o tempo passa rápido de mais e quando dermos conta ele estará um verdadeiro homenzinho!

IMG_6332.JPG

VAI UM PEDACINHO?

IMG_6186.JPG

Este fim-de-semana decidi fazer um docinho bem simples e que toda a gente gosta: Folhado de Nutella. Para que conhece a versão da "Flor de Nutella", esta receita é praticamente igual, só que este leva apenas 2 massas folhadas e as pontas de cada fatia são torcidas quatro vezes (e no final as pontas da massa não se unem). 

IMG_6190.JPG

 

Um lanchinho simples para esta época de Natal!

ESTRELINHAS VINDAS DE PORTUGAL

O Gui ontem completou o seu sexto mesinho e hoje, na caixa do correio, vindo directamente de Portugal, estava uma mega surpresa dos Padrinhos, para comemorar este meio aninho de vida!

 

Um postal em forma de estrela com uma mensagem e seis prendinhas, embrulhadas com papel com estrelinhas, cada uma a representar cada mesinho de vida do Gui... Mas que ideia tão original!

 

Foi tão bom ver o Gui a descobrir cada presentinho que era obrigatório partilhar com vocês um bocadinho desse doce momento que se viveu hoje aqui em casa...

IMG_6318.JPGQue ricas estrelinhas que vieram de Portugal... Obrigado Padrinhos!

TUDO SOBRE: CADEIRA DE ALIMENTAÇÃO

Começamos a pensar em comprar a cadeira de alimentação para o Gui, ainda antes dele ter começado a introdução de alimentos, queríamos que assim que ela fizesse falta esta já estivesse escolhida, ou até comprada.

 

Tínhamos noção que as opções de escolha eram imensas, desconhecíamos as particularidades de cada uma delas, e perante tantas ofertas e funcionalidades diferentes, estávamos confusos sobre o que seria mais importante a ter em conta.

IMG_6165.JPG 

Fizemos uma pesquisa, e verificamos que a utilização da cadeira estava recomendada entre os 6 e os 8 meses, altura em que o bebé se começa a sentar-se bem e sem apoio. E embora as primeiras comidinhas pudessem ser feitas no colo, acabamos por comprá-la antecipadamente... Com isto, habituámos o Gui, desde cedo, a ter um lugar fixo para fazer as suas refeições, e criamos uma certa rotina, rotina esta que foi importante para que ele colaborasse mais e ficasse mais calmo, pois sabia o que esperar sempre que o colocássemos sentado naquele lugar.

 

A cadeira de alimentação é, de facto, um artigo muito importante pois ao estabelecer a rotina da alimentação (o bebé sabe que ao sentar-se nela vai comer) ajuda a que esta nova experiência seja mais fácil.

 

Do meu ponto de vista, está deve ser comprada o mais cedo possível, pois se faz falta, quanto mais cedo começar a utilizar melhor. Além disso, a cadeira deve ser resistente, pois o bebé vai utilizá-la até aos 3 anos de idade (a maioria suporta uma média de 15kg), altura em que já irá conseguir alcançar a mesa, com a ajuda de uma almofada. 

 

É importante ter em conta que a cadeira nunca deve ser utilizada como um lugar de castigo, nem posicionada em frente a uma televisão, o objectivo principal é que esta seja utilizada como um momento agradável em que a família come toda reunida!

 

 

Aspectos a ter em consideração na hora de escolher a cadeira

 

1. Segurança

Este é o item mais importante.

A cadeira deve ser de uma marca conhecida e com credibilidade no mercado. 

Se for uma cadeira alta, não pode haver risco desta virar, se for cadeirinha compacta (aquelas que se colocam nas cadeiras ou nas mesas) esta deve prender com facilidade e ficar bem firme.

Prefira modelos que tenham cintos de segurança, com cinco pontos, pois há bebés mais ativos e destemidos.

Outro detalhe importante é escolher um modelo que tenha aquele apoio entre as pernas, largo e firme, pois os bebés têm tendência a tentar sair por baixo do tabuleiro.

Tenha sempre presente que por mais que a cadeira seja segura, nunca deixe o bebé sozinho na cadeira de alimentação.

 

2. Conforto 

Opte por uma cadeira de alimentação minimamente confortável, pois o bebé vai estar sentado algum tempo para comer, e ninguém gosta de comer desconfortável.

O ideal é escolher um modelo que tenha uma cobertura acolchoada e macia. 

 

2. Espaço

Escolha uma cadeira que se adeque ao espaço que tem em casa. Existem cadeiras que se encaixam nas mesas e que, além de serem são práticas, são seguras e ocupam pouquíssimo espaço.

 

3. Limpeza

Geralmente, as cadeiras de alimentação são fabricadas de maneira a serem fáceis de limpar, de qualquer forma convém certificar-se disso antes de a comprar.

Escolha um modelo que contenha somente peças com material impermeável, se possível, escolha uma em que a bandeja possa ser retirada para limpar. Existem alguns modelos que possuem duas bandejas, uma em cima da outra, e a de cima pode ser retirada para lavar.

 

4. Funcionalidades

Aqui as opções são várias: existem cadeiras compactas e dobráveis que são úteis para quem sai bastante e pretende levar sempre a cadeira, existem outras que podem ser transformadas em cadeiras altas, outras reclináveis, outras com rodas e existem até alguns modelos com músicas e brinquedos (estes dois itens devem ser evitados pois servem apenas para distrair na hora da refeição).

 

 

A cadeira do Gui

Perante as ofertas de mercado, e ponderando tudo o que acima referi, acabamos por comprar uma cadeira que nos agradou imenso pelo seu design e funções:

- cinto de segurança, com cinco pontos, que se torna indispensável numa fase inicial pois o bebé não tem tanto equilíbrio;

- o encosto é reclinável (5 posições), pensei que não ía ser muito útil, mas desde que o Gui começou a brincar com os pés, dá imenso jeito inclinar a cadeira para ele comer mais sossegado;

- regulável em altura (7 posições), adapta-se assim a qualquer mesa;

- cobertura acolchoada, macia e amovível, o que a torna confortável e fácil de lavar;

- apoio para os pés, para dar maior conforto;

- tabuleiro duplo e regulável, bastante prático para lavar;

- apoio entre as pernas, que dá uma maior estabilidade ao Gui;

- com rodas, para que possa ser deslocada com mais facilidade;

- compacta e dobrável;

- transforma-se para acompanhar o crescimento da criança: a partir dos 6 meses, é uma cadeirinha de papa prática e confortável, e aos 12 meses, torna-se numa cadeira para a criança comer à mesa, até aos 3 anos de idade (15kg).

IMG_6158.JPG

Com estas funções todas, o Gui tem assim uma cadeira que o vai acompanhar por muito tempo. Estamos satisfeitos com a nossa escolha! E por aí, qual é a vossa opinião?

PARIS NÃO É SÓ AMOR

Face aos níveis elevados de poluição, a Câmara Municipal de Paris, foi obrigada a adoptar medidas de emergência, tal como já vem sendo habitual. Por isso, amanhã a circulação rodoviária estará comprometida em Paris e em mais 22 cidades ao redor da capital francesa. 

IMG_6199.JPG

As medidas são as mesmas que foram implementadas a 23 de Março de 2015, só que desta vez só poderão circular os carros e as motos com matrícula par (já que amanhã o dia também é par). A não esquecer, que fora desta medida, estão apenas excluídos os veículos elétricos, os híbridos, os carros movidos a gás e os carros com mais de três ocupantes.

IMG_6200.PNG

Para quem desrespeitar esta medida a multa será de 22€, passando a 35€ se não fôr paga até 3 dias. 

 

Tendo em conta que a poluição em Paris já se arrasta há algum tempo estão previstas, a partir de Janeiro de 2017, novas medidas: um selo de poluição deverá ser colocado nos veículos. Selo este que vai permitir identificar os carros consoante o nível de poluiçã e será obrigatório para circular em Paris, durante a semana (terá um preço de 4.18€). A partir daqui, a circulação nos dias de maior poluição passará a ser autorizada de acordo com a cor do selo e a categoria do veículo. 

IMG_6198.JPG 

E em 2020, Paris tem a intenção de eliminar todos os veículo a gasóleo demasiado poluentes!

 

Perante tanta poluição é urgente que Paris dê o exemplo e se torne uma cidade mais amiga do ambiente e de quem a visita, caso contrário corre o risco de perder o título da cidade do Amor!

OS TUGAS ESTÃO EM TODO O LADO

IMG_6102.JPG

Esta foi exactamente a cara que fiz quando no sábado passado fomos ao Lidl e tornei a ver o funcionário que me atropelou... Não é que ele também é português?! E o cúmulo é ter descoberto que a responsável também o é! Andamos nós a frequentar aquele supermercado há mais de 3 anos e só este sábado é que os ouvimos a trocar umas palavras em português... Os tugas estão mesmo em todo o lado!

FELIZ DEZEMBRO

IMG_6097.JPG