Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

VIDA DE MÃE...

IMG_4640.JPG

 

Hoje começamos assim o dia, mal saímos de casa...

E terminamo-lo exactamente da mesma forma...

Será que é mais uma daquelas habilidades "fantásticas" do Gui?!

Ou seria apenas coincidência?!

Haver vamos...

Eh... Eh... Eh...

"VIVER DEPOIS DE TI"

Podia estar a falar do nosso Principezinho, mas não... Hoje vou partilhar com vocês um filme que vi e que vale a pena ver intitulado "Viver depois de ti".

 

O filme retrata a história de um jovem rico e bem sucedido, de 31 anos, chamado Will (Sam Claflin) que leva uma vida cheia de conquistas, viagens e desportos radicais, até um dia ser atropelado por uma moto, ao atravessar a rua num dia chuvoso. O acidente torna-o tetraplégico, ficando desde então numa cadeira de rodas. Com o tempo, o jovem entra numa depressão e torna-se cínico. Os pais, preocupados com a situação, tentam encontrar alguém que cuide dele e o ajude a tirar deste estado. É aqui que entra Louisa Clark (Emilia Clarke), uma jovem criativa mas um pouco desastrada, de 26 anos, que se candidata a esta oferta de emprego para poder ajudar a sua família que se encontra em dificuldades financeiras. O seu jeito alegre e diferente, aos poucos, acaba por conquistar o jovem e ambos acabam envolvidos...

 

Um drama romântico que mostra que o amor pode surgir de onde menos se imagina... Vale mesmo a pena ver!

 

CONHECEM ESTE FRUTO?

IMG_4552.JPG

Um dia destes fui ao supermercado e encontrei um fruto que me deixou curiosa: o figo-da-índia. Ora, como apreciadora de fruta, decidi comprar para experimentar...

 

Para quem nunca viu, o fruto possui um formato oval, podendo ser verde, amarelo, rosa-salmão, castanho ou até vermelho, medem entre cinco a nove centímetros de comprimento e pesam cerca de 120 gramas.

 

A caixa que comprei tinha 6 figos-da-índia, todos eles com cores diferentes. O sabor, esse pareceu-me bastante parecido... Doce, uma espécie de combinação entre pêra e melão, mas com sementes. A polpa é suave, gelatinosa e  bastante sumarenta, devido às suas sementes comestíveis, a sua textura é ligeiramente granulosa.

 

Encontra-se maduro quando a casca cede ao toque. Devem ser amadurecidos à temperatura ambiente e guardados no frigorífico, assim que estiverem prontos a ser consumidos.

 

Cuidado com a casca, parece lisa mas na verdade é espinhosa! O ideal é manipulá-los com cuidado, pois possuem uns pontinhos negros cobertos de espinhos fininhos, praticamente invisíveis.

IMG_4613.JPG

Os primeiros figos que comi, não me apercebi que havia um pequeno manual de instruções dentro da caixa, e peguei neles normalmente... Já deu para imaginar que passei o dia a tentar tirar os espinhos que tinham ficado nos dedos! 

IMG_4554.JPG

Por ser rico em açúcar, potássio, magnésio, cálcio e vitaminas C, B1 e B2, possui inúmeras propriedades medicinais sendo, por isso, muito utilizado na indústria farmacêutica, para o tratamento de doenças urinárias, das vias respiratórias e como diurético. Das sementes extraem-se um óleo muito utilizado para produtos de cosmética.

 

O elevado teor em cálcio e magnésio distinguem o figo-da-índia dos outros frutos. O conteúdo em vitamina C é superior a frutos como as laranjas, maçãs, pêras, uvas e bananas.

 

Como vê, só existem boas razões para comer este fruto! Não vai querer experimentar?!

VAI QUERER ESTAR PRESENTE?

IMG_4600.JPG

 

Hoje descobri que o Eder, o jogador que marcou o golo de Portugal da final do Euro 2016, vai estar amanhã por estas bandas, mais precisamente no Consulado Geral de Portugal, em Paris.

 

 

O objectivo é divulgar o livro que lançou, no passado mês de Agosto em Lisboa, sobre a sua vida futebolística, intitulado "Vai Correr Tudo Bem!". A história é contada pelo jogador e pela sua coach de alta performance, Susana Torres. Está prevista também uma sessão de autógrafos!

 

Aqui fica a dica para quem tiver curiosidade e oportunidade de dar um saltinho até lá!

PARECE IMPOSSÍVEL...

IMG_4595.JPG

 

Este fim-de-semana andamos às compras e deparamo-nos com imensas lojas já com artigos de Natal... Como se isto não bastasse, até panfletos nas ruas dos famosos "Mercados de Natal" já andam colados nas árvores!!! Mas dá para acreditar nisto?! Ainda mal o Verão se foi e está malta já só pensa no Natal!

 

Sei que faltam menos de 3 meses, mas estamos a falar de 3 MESES, carago!

 

Será que mudaram a data do Natal?!

OSTEOPATIA PARA BEBÉS

A osteopatia pediátrica é uma medicina manual, cujo principal objetivo é corrigir alterações músculo-esqueléticas apresentadas no pós-parto ou durante o crescimento do bebé.

 

O parto é, muitas vezes, o "primeiro traumatismo" do bebé, principalmente se este tiver sido longo, rápido ou instrumentalizado (com fórceps ou ventosas).

 

É durante o parto que o crânio do bebé vai suportar as contracções uterinas e, ao passar na bacia da mãe vai deformar-se de forma a passar no colo do útero. São estas diferentes pressões, que sendo necessárias e até úteis, por vezes causam algumas deformações. 

 

Normalmente não são lesões graves, nem visíveis, daí não serem facilmente identificáveis aos olhos dos pais. No entanto, podem provocar, à nascença, torcicolos congénitos, problemas do sono ou mesmo alterações no sistema digestivo. Por este motivo, uma grande percentagem do trabalho que o osteopata faz com bebés é ao nível craniano.

 

 

COMO FUNCIONA

Numa primeira consulta, o osteopata faz uma entrevista de modo a obter informações sobre como decorreu a gravidez e o parto. A seguir, o bebé é colocado só em fralda e deitado numa marquesa, aí é observado e palpado de maneira a avaliar as alterações que este apresenta para que a seguir possam ser corrigidas numa "espécie de massagens".

 

Ao contrário das consultas de pediatria, onde o bebé é quase "virado do avesso" para ser avaliado, nas consultas de osteopatia impera a tranquilidade e a suavidade, pelo que, regra geral, o bebé acaba por gostar.

 

 

SITUAÇÕES EM QUE PODE AJUDAR OS BEBÉS

- Torcicolo

- Cólicas

- Bolçar excessivo

- Choro prolongado

- Alterações do sono

- Obstipação

- Alterações da tonicidade muscular

- Alterações da forma do crânio

- Hiperactividade

- Otite

- Dificuldades na sucção

- Dificuldade da articulação de alguns sons

- Rinite

- Sinusite

- Alguns tipos de conjuntivite

 

 

A PRIMEIRA CONSULTA DO GUI...

Por indicação da médica de família o Gui foi hoje à sua primeira consulta de osteopatia, a médica referiu que ele apresentava muita tensão a nível do pescoço, pelo que recomendou duas sessões. 

 

Pensei que ele não ía gostar nada, até porque "estar parado e deitado" não é nada a "praia dele"... Felizmente passou a sessão bastante sorridente e, de certa forma, cooperativo... Deu para ver que o Gui é um bebé cheio de energia, ficou acordado e super-activo do início ao fim, eu tinha avisado a osteopata mas ela logo viu que o Gui não era daqueles que ía dormir com uma sessão de osteopatia. Se fosse eu, tenho a certeza que adormecia mesmo a meio da sessão... Eh...Eh... Eh...

 

Daqui, e depois de Ter mamado, seguimos para as compras, pensado eu que ele iria dormir... Estava redondamente enganada! A consulta foi ao meio-dia, mas o Gui só se deixou adormecer às 15:30, quando chegamos a casa... Ainda andou a "lutar com o sono", mas acabou por ser vencido e adormecer por duas longas horas... Acordou porque tinha fome mas depressa tornou a adormecer... Parece que o Gui gostou mesmo desta sessão!

IMG_4556.JPG

OLÁ OUTONO!

IMG_4546.JPG

 

Nada melhor que dar as boas-vindas ao Outono com um passeio pela Natureza... Foi o que fizemos hoje no final dos dia, uma caminhada longa onde o Gui apreciou por breves minutos tudo ao seu redor... Com tanta informação para assimilar, ao fim de 15 minutos, o Gui acabou por adormecer.

 

A partir de hoje fizemos a promessa que faremos isto de forma mais regular... Vamos lá ver se a promessa é cumprida, e se o tempo também nos ajuda!

BY... BY... SUMMER!

image.jpeg

 

Dizem por aí que hoje é o último dia de Verão, deste ano...

Por aqui a despedida, desta estação do ano, foi em grande,

Fomos brindados com um dia quentinho de sol!

By... By... Summer!

Para o ano encontrámo-nos outra vez!

O TERCEIRO MÊS DO GUI

O Gui completou o seu terceiro mês de vida no passado dia 6 de Setembro, mas só hoje é que pude completar o post do seu terceiro mesinho de vida uma vez que faltavam alguns dados mais precisos: o peso e a altura.

 

Podíamos ter ido ao centro de saúde durante as férias, em Portugal, mas como tinha ficado doente não quis perder mais nenhum dia de férias em instituições de saúde... Sabíamos que o Gui estava a desenvolver-se bem e que não era urgente saber quanto ele tinha crescido.

 

Tivemos então hoje consulta, e ficamos a saber que o Gui está um Principezinho bastante crescido: pesa 6.520gr e já mede 64cm. 

 

Este terceiro mês de vida passou a voar... Foi praticamente vivenciado em Portugal, junto à nossa família e amigos (com a excepção da primeira semana, que estávamos ainda cá).

 

As alterações no Gui foram bem sentidas, não sei se as férias influenciaram em alguma coisa... Talvez sim, talvez não... Certeza nunca teremos...

 

O marco mais importante foi ele ter começado a ter preferência pelo colo da mamã (eu claro!), de repente o Gui começou a estranhar um bocadinho as pessoas... E se antes estas eram-lhe indiferentes, aos poucos começou a fazer "beicinho" e a chorar cada vez que alguém o abordava ou pegava nele. É mesmo incrível como é que um ser tão pequenino é capaz de distinguir perfeitamente as pessoas que fazem parte do seu dia-a-dia. É claro que depois de uns minutos de convivência ele cede e acaba por sorrir, se a pessoa o continuar a estimular (hoje comecei por dizer isto à médica, pois ele continua a estranhar as pessoas, e ela não queria acreditar! Até que comprovou o que eu dizia...).

 

Outro aspecto engraçado foi ele começar a exigir uma atenção constante, aos poucos começou a ser obrigatório falar e brincar com ele, mesmo na hora das nossas refeições, caso contrário é certo que vai haver "berreiro"!

 

O seu lado observador ficou ainda mais apurado. A cada sítio que vamos ele quer explorar tudo com o olhar, como se estivesse a avaliar onde se encontra.

 

Neste terceiro mês, a sua indiferença pelos brinquedos manteve-se, o que ele gosta mesmo é que sorriam, falem e cantem para ele (mas nada de muita euforia pois ele assuta-se... Eh... Eh... Eh...!

 

Em relação à comida, o Gui ainda não estabeleceu nenhuma rotina, e com tantos ambientes novos e com o calor, acho até que ficou mais descontrolado. De dia passou a estar 4 ou 5 horas sem comer quando íamos à algum lado, mas se estivéssemos em casa o reloginho funcionava e lá estava ele a comer de 2 em 2 horas. De noite, ficou também desregulado, ora acordava para comer a cada 3 horas, como estava 5 ou 6 horas sem comer. Acho que não vai tardar muito para ele começar a dormir umas 6 ou 7 horas seguidas! (Depois que completou o seu terceiro mesinho de vida, confesso que já me fez isso 2 ou 3 vezinhas... Soube tão bem!)

 

As cólicas, neste período, ficaram praticamente "esquecidas", estávamos com receio que se agravassem com as férias, mas felizmente foi exactamente o contrário que aconteceu.

 

Um problema que se agravou foi a dificuldade em adormecer a meio da noite, cada vez que acordava para comer... Foi talvez o aspecto mais negativo deste período (felizmente foi uma fase bem curta que parece que já foi ultrapassada), a maior parte das vezes era preciso andar com ele ao colo de um lado para o outro, a cantar, durante a noite só para ele voltar a adormecer... Sim porque o Gui tem uma particularidade, adora colo e não gosta que estejam muito tempo "parado" no mesmo sítio (vicio este que ainda hoje se mantem). Nem imaginam a tortura que foi fazer isto uma série de vezes às 3h, 4h ou 5h da manhã, chegando a ser precisas mais que 1 hora para ele voltar a dormir!

 

Para além do "colinho em movimento" (estar no colo mas sempre a passear), o Gui tem outra particularidade: não suporta estar sozinho ou ser ignorado, a atenção para ele tem que ser uma constante! Dá para imaginar agora um dia de Gui, certo?!

 

E com tantas descobertas e aprendizagens, o Gui vai crescendo rodeado de muito carinho e amor! 

 

image.jpeg

A PRIMEIRA VIAGEM DE AVIÃO DO GUI

A primeira viagem de avião foi (como vocês sabem) nas férias de Verão a Portugal. Escolhemos a TAP como companhia para viajar porque além de ter preços acessíveis, era a que oferecia melhores condições para viajar com bebés. 

 

Tal como acontece com as bagagens de porão, os preços e as bagagens permitidas para quem viaja com bebés (dos 0 aos 24 meses) difere de companhia para companhia. Por isso, quando fomos comprar os bilhetes de avião foi ainda mais complicado escolher pois tivemos que analisar cada companhia aérea.

 

A TAP foi, sem dúvida, uma excelente opção pois além do preço a pagar ser simbólico (cerca de 10€ pelo bilhete do Gui de ida e volta) as bagagens a que se tem direito para o bebé estão perfeitamente adequadas para a necessidade deste: um carrinho de bebé (pode ser de duas peças), um saco de mão com tudo o que é preciso para o bebé (necessidades básicas, tipo: fraldas, alimentação, muda de roupa...) e uma bagagem de porão até 10kg. Sem falar que com a TAP o carrinho do bebé vai até junto do avião, onde depois é entregue para ser guardado e devolvido no destino.

 

No Aeroporto do Porto o carrinho é imediatamente devolvido na saída do avião, o que permite transportar o bebé com toda a segurança e conforto. No Aeroporto de Paris (Orly) o carrinho só é devolvido no sítio das malas de porão (num tapete paralelo ao das malas), isto só faz estupidamente sentido porque no percurso efectuado do avião até à zona da saída das malas existem escadas rolantes estreitas (não havendo outra alternativa a não ser as escadas normais) e portas estreitas onde seria impossível a passagem de um carrinho de bebé! Ficamos escandalizados com esta situação, ainda por cima na França, num país que diz ser "mais desenvolvido", sem falar que aqui existem inúmeros bebés que viajam! Felizmente o Gui, no regresso, já tinha 3 mesinhos, imagino o que não é fazer aquele percurso todo com um bebé no colo mais pequenino... Não sei como é que fazem as pessoas que viajam sozinhas com um bebé de colo... É um risco muito grande levar um bebé ao colo com bagagens de mão para trazer! Um completo absurdo!

 

Não podia deixar também de referir que o carrinho do Gui chegou em excelente estado, nas duas viagens, outra coisa que nos assustava imenso pois imaginávamos o carrinho a chegar partido ou riscado... Sim, porque quando vemos como são tratadas as malas de porão (se bem que desta vez parece que tiveram cuidado até nisso)...

 

A viagem para Portugal teve um atraso de uma hora devido ao nevoeiro que naquele dia havia no destino (Porto), felizmente o Gui adormeceu mal entrou no avião e só acordou quase a chegar a casa dos meus pais! Acho que o facto do voo ser às 7 horas ajudou a que a viagem corresse bem.

 

Já no regresso o panorama foi bem diferente... O voo foi quase às 20h, e talvez por isso o Gui chorou cerca de 30 minutos no início da viagem... Chorou tanto e tanto que estávamos a ver que a viagem ía ser toda assim! Tudo por causa das malditas cólicas que se lembraram de aparecer! Não foi nada fácil termos que permanecer sentados com o Gui ao colo a chorar... Que sofrimento que foram aqueles 30 minutos!

 

De qualquer forma, para uma primeira viagem de avião com o Gui, o balanço até que foi bem positivo em todos os aspectos! Agora resta-nos esperar pela próxima viagem de avião, que será já em Dezembro... Nessa viajarei sozinha com o Gui, pois irei mais cedo que o meu marido para Portugal, ele aí terá 6 meses... Vamos lá ver como nos safamos!

DSC00382.JPG

 

DEPOIS DAS FÉRIAS (E NÃO SÓ)...

image.jpeg

 

Confesso que isto de vir de férias é duro... 

Com tanta tralha que havia para arrumar,

a casa para limpar e com o nosso "Mini-Boy"

sempre a pedir a nossa atenção...

Foi cá um gasto de energia que íamos já de férias amanhã, 

mas desta vez para uma ilha

com direito a um "mordomo" só para nós!

(Eh... Eh... Eh...)

DE REGRESSO AO BLOG

Pois é, as ferias já terminaram e nós já cá estamos desde terça-feira à noite... Foi um mês inteirinho em Portugal que passou mais rápido que a velocidade da luz! 

 

Desta vez as férias tiveram momentos menos bons... Fui contemplada com uma mastite, que evoluiu para abcesso! Entre massagens a tentar drenar a mastite, centros de saúde, hospital e pensos, perdemos quase duas semanas de férias. Nem é bom lembrar-me deste episódio pois passei um mau bocado... Mas esta história menos boas deixarei para contar num outro post.

 

Com o nosso "Mini-Boy" era previsível que as férias seriam bem diferentes, sem grandes aventuras e em ambientes mais calmos, estávamos cientes disso, por isso, procuramos estar mais com a nossa família e com os nossos amigos.

 

E mesmo com quase duas semanas perdidas, ainda deu para aproveitarmos um pouco das festas da Senhora d'Agonia, fazermos uma escaldadela pelo Gerês, passearmos pelo Porto e gozarmos um bocadinho das famosas Feiras Novas em Ponte de Lima.

 

Este ano, as férias de Verão ficam marcadas por três coisas: duas delas muito boas e uma má... As boas, foi termos as nossas primeiras férias a três, em Portugal, e termos feito o convite aos padrinhos do nosso Principezinho (que aceitaram com o sorriso mais rasgado do mundo), a má foi o raio do abcesso que me apareceu!  

 

Mas apesar desta chatice que eu tive, é óbvio que o balanço foi muito positivo, só lamentamos mesmo é que estas férias de Verão já tenham chegado ao fim!

image.jpegE por aí, como foram as vossas férias? Sentiram saudades dos meus posts?

 

DESCULPEM...

image.jpeg

 

Já devem ter reparado que o Blog anda "paradinho de todo"...

Pois é, estamos de férias, em Portugal, desde o dia 14 de Agosto!

Prometo retomar com os posts em meados de Setembro,

altura em que regressaremos...

Tenho muitas novidades para contar...

Até breve!

VIAJAR DE AVIÃO COM UM BEBÉ

image.jpegDomingo o Gui vai fazer a sua primeira viagem de avião (fora da barriga da mamã, ou seja, da minha), vamos de férias para Portugal, sabemos que não são muitas horas de voo mas é óbvio que estamos um bocadinho ansiosos por saber como ele vai reagir. Só espero que não tenha nenhuma dor de ouvidos ou outro tipo de dor, caso contrário, não vai ser nada agradável termos que ficar limitados a um espaço tão pequeno durante 2 horas... Logo o Gui que não gosta de estar parado muito tempo no mesmo lugar... Vou rezar para ele dormir a viagem toda.

 

O que dava jeito era um acessório como o da fotografia, porque isto de ir ao colinho dos papás com um mini-cinto de segurança (que se prende ao nosso cinto), não deve ser lá muito confortável... Haver vamos!

 

BOLACHINHAS DE AVEIA E BANANA

image.jpeg

Hoje partilho com vocês umas bolachinhas saudáveis de aveia, ideais para um lanche ou para petiscar a meio da manhã! 

 

Para quem desconhece, a aveia é um hidrato de carbono complexo que possui um perfil nutricional impressionante, sendo ideal para: emagrecer, regular os níveis de colesterol, regular o trânsito intestinal (por ser rica em fibra), regular os níveis de açúcar no sangue, controlar a pressão arterial e como fonte de energia (devido à libertação prolongada de energia é um alimento de eleição para quem pratica desporto).

 

Com tantos benefícios que a aveia tem, nada melhor que cuidarmos um bocadinho da nossa saúde.

 

Porque não experimentar estas bolachinhas artesanais, super fáceis de fazer?

 

 

Ingredientes 

2 bananas (tamanho médio)

100g de flocos de aveia

1 colher de sopa de canela em pó

Chocolate negro partido em pedaços (opcional)



1. Descasque as bananas e leve-as ao micro-ondas.

2. De seguida, e com a ajuda de um garfo, esmague-as até obter um puré.

3. Junte a aveia e a canela e misture muito bem.

4. Num tabuleiro coloque com papel vegetal.

5. Faça pequenas bolinhas com a massa e espalme com as mãos de forma a que a massa adquira a forma de uma bolacha redonda. Coloque-as no tabuleiro.

6. No final, e se preferir, coloque pedacinhos de chocolate em cima das bolachas e leve ao forno, pré-aquecido a 180º C, durante cerca de 10 minutos.

image.jpeg

Bom Apetite!