Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Nossas Voltas

A vida dá muitas voltas, e foi numa dessas voltas, que nos tornamos emigrantes e viemos parar a Paris. Um blog sobre um pouco de mim, um pouco de nós, o dia-a-dia e não só.Simples mas cheio de ternura e dedicação!

JÁ SÓ FALTA 1 MÊS

Pois é, depois que o Gui nasceu e passados os 2 meses e meio de licença de maternidade, optamos por fazer um sacrifício financeiro e ficar eu em casa mais 6 meses com a tal "ajuda" miserável do Estado... 

 

Passou tão rápido que já só falta um mês para recomeçar a trabalhar. Felizmente pude gozar todas as minhas férias logo de seguida, o que faz que comece a trabalhar só no dia 29 de Março.

 

Em nenhum momento nos arrependemos de termos tomado esta decisão, muito pelo contrário... Posso garantir que ganhamos muito mais do que perdemos!

 

Perdemos algum dinheiro, sem dúvida, mas pude proporcionar ao Gui todo o tempo do mundo só para ele... Cada conquista que ele teve eu tive o privilégio de poder ter estado presente, e isso não há dinheiro do mundo que pague esse tempo tão precioso... Assim será até ele completar quase 10 mesinhos, depois lá terá que ficar sob o cuidado de outra pessoa enquanto estivermos a trabalhar... Ainda não me consigo imaginar longe do meu Principezinho, mas lá terá que ser... Até lá, vou continuar a usufruir de cada segundinho junto do bem mais precioso que temos! 

IMG_6676.JPG

AMIZADE

IMG_6673.JPG

Quando estamos longe da "família de sangue", surge a família do coração para nos ajudar nas pequenas dificuldades do dia-a-dia... Hoje foi mais um desses dias...

 

Tinha um exame médico para fazer, e para não levar o Gui comigo pois teria que ficar um "bocadinho abandonado" na sala de espera (e ele não gosta nada, e eu muito menos), a Jess, a tia do coração do Gui, fez o favorzão de ficar com ele hoje (diga-se de passagem que até se portou bem). Quarta-feira o episódio repete-se, e serão as duas "tias" que ficarão a tomar conta do Gui... 

 

Tinha que partilhar isto... É mesmo bom termos Amigos destes juntinho do coração e a morar ao pé de nós! 

TÁ FRIO AÍ?

IMG_6670.JPG

Hoje começamos o dia com quatro graus negativos, mas com uma sensação térmica de 10 graus abaixo de zero. Amanhã dizem os entendidos que estará mais frio ainda... Vamos lá ver quanto é que estas temperaturas vão descer mais...

MALDITA BRONQUIOLITE...

IMG_6660.JPG 

Desde que nasceu, o Gui ficou uma vez doentinho, tinha ele 5 mesinhos... Tudo começou com uma simples constipação... Ficou cheio de ranhinhos, os quais ele ía engolindo e eu ía ajudando a fluidificar (com a colocação de gotas de soro fisiológico, nas narinas, várias vezes ao longo do dia)... Três dias depois de estar assim, os ranhinhos tinham desaparecido mas  o Gui tinha acumulado secreções nos pulmões... Era notório o barulho que ele fazia a respirar... Nunca fez febre, nunca perdeu a boa disposição e, mesmo cheio de secreções, nunca perdeu o apetite, mas eu sabia que ele não estava muito bem assim e tinha receio que este quadro evoluísse para algo mais sério... Marcamos então uma consulta médica e descobrimos que o Gui afinal tinha uma Bronquiolite!

 

 

Mas afinal o que é uma Bronquiolite?

Uma bronquiolite é uma infecção respiratória que se caracteriza pela produção exagerada de secreções, secreções estas que vão provocar um inchaço nas minúsculas vias respiratórias (no interior dos pulmões do bebé) que, por sua vez, vão fazer com que a respiração se torne difícil. O bebé produz “ranho” no nariz que se não for limpo pode descer para o interior dos pulmões. Se as crianças produzirem secreções sem as deitar fora, esta acumulação torna-se o espaço ideal para que as bactérias se desenvolvam, causem inflamação e seguidamente surja uma bronquiolite.

 

A doença abrange quem? E quando surge?

A doença atinge frequentemente bebés e crianças (até aos dois anos de idade) e ocorre principalmente no Inverno e no início da Primavera. 

 

Como é causada?

A maioria dos casos de bronquiolite são causados pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR), mas podem haver outras causas responsáveis, como bactérias, infecções respiratórias anteriores “mal curadas”, otites, nascimento de dentes, entre outros.

IMG_6661.JPG 

Em que situações o o médico prescreve sessões de fisioterapia respiratória?

Depois da doença estar instalada, se houver obstrução a nível do nariz ou dos pulmões, por excesso de secreções e se o bebé não consegue libertá-las, o médico pode recomendar fazer algumas sessões de fisioterapia respiratória.

 

Em que consiste a fisioterapia respiratória?

A fisioterapia respiratória é uma espécie de ginástica respiratória onde o fisioterapeuta aplica uma certa pressão sobre o tórax, de forma ritmada. A pressão aplicada no toráx não provoca dor, nem constitui nenhum perigo para o bebé, serve sim para ajudar a tirar o ar todo do pulmão de forma a facilitar a subida das secreções. 

Ao longo da sessão o bebé chora bastante e esperneia por se encontrar ansioso com esta situação desconfortável, pois não gosta que o agarrem à força e o obriguem a sujeitar-se à pressão que é feita no tórax. Este choro acaba por ser um grande aliado porque a vibração que provoca é transmitida às vias aéreas pulmonares, o que vai ajudar no descolamento das secreções.

Depois das secreções subirem, e estarem soltas, estas ficam prontas para serem expelidas através da tosse.

 

Como podemos comprovar que as secreções foram mobilizadas, após uma sessão de fisioterapia respiratória?

O bebé vai tossir naturalmente durante a sessão e engolir as secreções e, para comprovar que as secreções foram engolidas, o bebé pode vomitar as próprias secreções ou simplesmente fará um cocó com um aspecto mais fluido ou mucoso.

 

Quanto tempo demora cada sessão? 

A sessão demora cerca de 20 minutos havendo várias pausas sempre que o bebé está cansado e são nestas pausas que a mãe (ou o pai) pode abraçar o bebé para ele se acalmar. 

 

Quantas sessões são necessárias?

O número de sessões varia da capacidade de recuperação do bebé e da gravidade da situação, e normalmente vai entre 2 a 5. 

 

Em que situações está contra-indicada a fisioterapia respiratória?
Existem situações em que o fisioterapeuta não pode intervir:

- febre;

- sinais de dificuldade respiratória (incluindo sibilos ouvidos na auscultação)

- secreções muito secas com tosse não produtiva;

- secreções em quantidade reduzida;

- ou se o bebé consegue mobilizar as secreções.

 

 

O Gui na altura fez duas sessões de fisioterapia respiratória e, apesar de ser enfermeira,  confesso que a primeira sessão impressionou-me um bocadinho, pois o facto de o ver a chorar compulsivamente e a olhar para mim, como se estivesse a pedir para o tirar dali, deixou-me "despedaçada"... Nesse mesmo dia o Gui melhorou consideravelmente o que nos deixou aliviados. No dia seguinte fez outra sessão, de cerca de 10 minutos, e no outro dia o Gui nem parecia que tinha estado doente! Foi mesmo bom ver o quanto foi vantajoso fazer as duas sessões de fisioterapia respiratória. Por isso já sabem, se suspeitam que o vosso bebé (ou criança) possa ter uma bronquiolite o melhor é prevenir e levá-lo ao médico/pediatra!

O PRIMEIRO DENTE

IMG_6653.JPG 

Dias depois do Gui ter completado 7 meses começamos a reparar num pontinho que começava a romper mesmo no meio da gengiva de baixo... Finalmente, o primeiro dente do Gui começava a dar sinal! 

 

Normalmente esta etapa ocorre entre os 6 e os 8 meses, e os primeiros dentes costumam ser os incisivos centrais inferiores, seguidos dos incisivos centrais superiores (tal como vem numerado na imagem acima). Para alguns bebés esta fase pode passar despercebida, mas para a grande maioria esta é caracterizada por uma série de desconfortos: nervosismo, irritabilidade, dificuldade em dormir, salivação abundante, perda de apetite e/ou rejeição do biberão (uma vez que as gengivas doridas podem causar incómodo durante a mamada). O Gui tem os primeiros quatro sintomas há cerca de três dias e não está a ser nada fácil...

 

Para ajudar no desconforto temos lhe dado daqueles mordedores que se colocam no frigorífico, massajado as gengivas (com aquelas escovas que a Chicco tem, próprias para esse efeito - podem ver as imagens no Instagram do blog) e aplicado gel, com o objetivo de anestesiar a área e a minimizar o desconforto... Mas mesmo assim ele, e nós, temos passado um "mau bocado"!

 

Por aí, conhecem mais alguma dica que nos possa ser útil?

 

 

 

CURIOSIDADE...

A dentição de leite, composta por 20 dentes, fica completa até aos 3 anos. Geralmente,  as meninas, sendo mais precoces, terão aos 2 anos e meio todos os dentes temporários, e os meninos aos 3 anos de idade. 

 

A dentição permanente ou definitiva inicia-se entre os 5 e os 7 anos e é composta por 32 dentes, caso erupcionem também os dentes do siso (os terceiros molares), o que nem sempre acontece.

 

QUANDO VAIS À ZIPPY...

... E queres trocar uma peça de roupa que veio com defeito e a funcionária da loja te diz que não pode trocar o artigo porque cortaste a etiqueta que tinha o código da camisola, mesmo tendo o talão de compra...

IMG_6495.JPG

Foi exactamente isto que me aconteceu! O Gui, no Natal, ofereceram-lhe uma camisola da Zippy... Como é habitual, antes de lavar a camisola, cortei as etiquetas que vem no interior (estas que estão na imagem acima)... Etiquetas essas que estão identificadas para serem cortadas antes de usar a roupa pela primeira vez. A camisola é lavada na máquina, passada, e o Gui veste a camisola pela primeira vez... Que azar, a camisola tinha um defeito: um furo mesmo na frente! No dia seguinte, dirigi-me a uma loja da Zippy e expus o problema, a funcionária diz que troca o artigo, mas ao reparar que esta não tinha as tais etiquetas diz que não pode fazer nada! Fiquei incrédula a olhar para ela...

 

Como é possível uma camisola com defeito não poder ser trocada por falta dessas etiquetas?! A camisola tendo defeito vai para o lixo, certo?! Além disso, haviam imensas camisolas iguais na loja para ela ver o código!!! Que diferença faz ter ou não ter uma coisa que até vem identificada para cortar antes de usar?! Tive que ficar com a camisola defeituosa porque a marca não assumiu o defeito!

 

Já tinha tido alguns problemas com roupa do Gui nas lojas da Zara e, mesmo sem etiquetas, trocaram sempre o artigo. Com esta política de garantia as lojas Zippy não devem ir muito longe...

IMG_6635.JPG

O GUI FEZ 7 MESES

É verdade, o Gui já fez 7 mesinhos, na passada sexta-feira, mais precisamente no Dia de Reis. Foi um mês fantástico, marcado pelo primeiro Natal do Gui, e que foi passado, praticamente, em Portugal.

 

Confesso que ainda não fomos à consulta do sétimo mês, pois as férias não nos permitiram, mas sabemos que pesa agora 8kg200gr e mede cerca de 69cm. 

 

Ao contrário do que nos foi recomendado aqui, na consulta dos 6 meses, optámos por não introduzir o peixe tão cedo, seguindo assim as recomendações da sociedade portuguesa de pediatria (farei um post brevemente sobre este tema tão pertinente ).

 

Neste mês, a sopa do Gui passou a levar carne (experimentou frango, coelho e perú), e começou a comer fruta, ao lanche. Tudo etapas que decorreram sem nenhuma dificuldade, não fosse o Gui um verdadeiro comilão! Já experimentou pêra, maçã e banana, mas banana só comeu duas vezes pois teve imensas cólicas. 

 

O que ele gosta mesmo muito é da sopa, fica tão eufórico quando vê o prato que até nós ficamos entusiasmados, por isso foi super fácil introduzir também a sopa ao jantar. Fez ontem uma semana que começou a comer sopa duas vezes ao dia (180 ml em cada refeição) mas mesmo assim continuou a mamar de 2 em 2 horas, sendo que depois da sopa e da fruta espera apenas 1 hora para mamar! Nas noites a rotina não se alterou, continua a acordar a cada 2 ou 3 horas para comer... Era de se esperar que estivesse mais gordinho, mas ele tem "bichos carpinteiros", dorme pouco durante o dia (as sestas de 20 minutos que vai fazendo so longo do dia não devem ultrapassar, no total, 1 hora) e está sempre a mexer, por isso acho muito difícil isso vir a acontecer (Eh... Eh... Eh...).

 

A boa novidade é que as cólicas, felizmente, desapareceram! É verdade, só aos 6 meses e meio é que estas malditas se foram, quem tem filhos sabe bem o alívio que isto é!

 

O Gui está cada vez mais risonho e bem disposto, lança gargalhadas contagiantes e está sempre a desafiar-nos para brincar. Palra imenso e gesticula, tenta “conversar“. Não estranha muito caras que não lhe são familiares, basta uns minutinhos de brincadeira para estar à vontade com pessoas estranhas... Vamos ver até quando isto vai durar.

 

Ainda não consegue interagir muito bem com outras crianças mas gosta de observá-las por longos períodos.

 

Adora tirar fotografias com a máquina fotográfica e fazer vídeos, coloca sempre o seu melhor sorriso, o que deixa toda a gente fascinada. Só espero que esta fase perdure, pois assim terei o modelo fotográfico mais doce de sempre (Eh... Eh... Eh...).

 

Continua a adorar que cantem, que falem, que o movimentem no ar, que brinquem e que joguem ao "cu-cu" com ele. Começou a ter muitas cócegas, adora que lhe façamos cócegas no pescoço e debaixo dos braços. 

 

Mantém-se encantado pelos seus pés, tão encantado que não descansa enquanto não tirar os sapatos e as meias. Descobriu agora que tem língua e boca... É mesmo engraçado vê-lo, muitas vezes, a "morder a língua".

 

Sentado, consegue controlar melhor a sua postura o que permite que consiga estar uns longos segundos sem qualquer apoio. Já se consegue rolar sobre si próprio... Agora fica complicado deixá-lo um segundo sozinho!

 

Descobriu que os brinquedos, bem como todos os objectos que apanha, são óptimos para atirar para o chão, por isso passa grande parte do tempo a fazer isto... E nós passamos grande parte do tempo a apanhar tudo do chão para lhe dar novamente!

 

Já me esquecia de um pormenor importante, que vocês devem ter reparado, o Gui tem agora imenso cabelo, mas como o cabelo é agora loiro dá ideia que ainda tem pouco.

 

E é desta forma doce que o nosso Principezinho vai crescendo...

MOLDIV

MEMÓRIAS QUE FICAM...

20170111_210655.jpg

Faz exactamente 1 ano que descobrimos o sexo do nosso Bebé e que compramos a primeira roupinha... A partir deste dia ficamos a saber que tinhamos sido brindados com um Principezinho!

 

Como é bom recordar momentos felizes como este! 

 

SAUDADE...

20170110_163535.jpg

E assim terminaram mais umas SUPER férias no nosso querido Portugal! Na bagagem trouxemos o melhor que a vida nos pode dar: o carinho, o sorriso, o amor, e a alegria, de cada uma das pessoas que fazem parte do nosso coração, e que "tornamos a deixar" nesse cantinho a que chamamos de lar.

 

Foram dias maravilhosos que serviram para recarregar energias para abraçar este Ano Novo que ainda agora começou. Engane-se quem pensa que cada partida custa menos que a anterior... É exactamente ao contrário... Cada regresso custa sempre mais, e mais, pois as saudades em vez de diminuirem aumentam... Uma sensação estranha que está entranhada em nós... Dizem que somos filhos do Mundo mas é impossível esquecer as nossas verdadeiras raizes e enganar o nosso coração...

 

Prometemos voltar...

 

Até já Portugal!

VEM AÍ 365 DIAS DE OPORTUNIDADES...

Desejo a todos vocês...

IMG_6501.JPG

Feliz Ano Novo 2017!

E DE REPENTE É NATAL...

IMG_6462.JPG

"Que o Espírito Natalício traga aos nossos corações a fé inabalável

dos que acreditam num novo tempo de Paz e Amor!"

Feliz Natal a todos vocês!

DE MALAS FEITAS

IMG_6370.JPG

 

Amanhã eu e o Gui vamos para Portugal, estamos oficialmente preparadíssimos para gozar umas férias, até dia 9 de Janeiro. Vai ser uma verdadeira aventura porque só vamos os dois, o que vai implicar uma grande ginástica da minha parte... Duas malas grandes, o carrinho do Gui, o Gui, mais o saco dele onde carrego tudo o que preciso quando vamos a algum lado... Vamos lá ver como corre esta aventura!

 

Espero, que quando aterrar no aeroporto do Porto, apareça uma "alma caridosa" que nos ajude, pois é quase impossível eu safar-me sozinha com tanta tralha!

 

O Gui vai estar, pela primeira vez, longe do papá, que apenas se vai juntar a nós no dia 24! 

 

Por isso, o blog vai andar um bocadinho mais "parado", uma forma de vocês também sentirem saudades (Eh... Eh... Eh...)!

 

Prometo dar notícias de vez enquando... Até já!

O GUI FEZ 6 MESINHOS

O Gui completou esta semana meio aninho de vida, seis mesinhos inesquecíveis que passaram à velocidade da luz! 

 

Como é habitual, na sexta-feira, fomos à consulta mensal, mas desta vez decidimos que o Gui não iria mais ao Pediatra, onde costumávamos ir, pois a última vez que fomos tínhamos saído escandalizados... Ainda fiz uma pesquisa de campo, aqui no prédio onde moramos, no sentido de descobrir um bom Pediatra, mas sem sucesso, todos disseram que levavam os filhos ao médico de família... Por isso, optamos e fizemos o mesmo, marcamos a consulta na nossa médica de família, que mostrou logo interesse em acompanhar o Gui... No dia da consulta observou o Gui, pesou-o, mediu-o: tudo normal,  7kg800gr e 68cm... 2.5cm a mais que o mês passado, mas apenas 400gr de ganho de peso... Começa a questionar sobre a diversificação alimentar e alarma-se por ele ainda estar a comer só legumes e leite materno, e por causa deste aumento de peso afirma  que o Gui está a passar fome! Fiquei parva com tal avaliação e reacção, expliquei que estava a amamentar, que ele comia de 2 em 2 horas como sempre o fez (sempre que pede) mas, segundo ela, o Gui já deveria estar a comer fruta, carne e peixe... Recomenda-me que comece urgentemente com a introdução destes alimentos e diz-me que não preciso ir todos os meses à consulta, que só é necessário avaliá-lo o próximo mês porque ele não tinha ganho muito peso! Saí da consulta escandalizada, por um lado porque a médica nem me deu oportunidade de lhe dizer o que eu pensava sobre este aumento de peso, por outro porque disse que não era preciso ser observado mensalmente!

 

Não acredito que ele tenha passado fome, como ela afirmou, acho que o Gui provavelmente não ganhou muito peso porque:

- não pára de brincar (o que é perfeitamente normal);

- no início do mês começou com os legumes e houveram legumes que ele não tolerou, o que fez com que nesses dias ele começasse bem menos (teve imensas cólicas);

- e porque há pouco mais de uma semana teve uma bronquiolite (que ela própria encaminhou para fazer fisioterapia respiratória - falarei deste episódio num outro post)!

Felizmente sou uma mãe de primeira viagem bastante calma, caso contrário tinha saído do consultório com a sensação de que tinha colocado a vida do meu filho em perigo! Voltei à estaca zero, tenho que procurar um Pediatra que seja competente, mas já deu para ver que não vai ser nada fácil!

 

Com isto, o Gui começou, na sexta-feira passada, a comer frutinha ao lanche e, para já, está a adorar também! É um verdadeiro comilão, quer com a sopa, quer com a fruta, quer com a mama, por isso não estou preocupada com a reacção que a médica teve. Carne e peixe talvez daqui a uns 15 dias é que vai começar a comer, pois primeiro terá que diversificar a fruta. É mesmo bom poder acompanhar todo este processo da introdução de alimentos.

 

Estes 30 dias foram marcados por uma série de alterações incríveis... O Gui começou a:

- querer pegar em tudo o que está ao seu alcance e levar à boca;

- gostar de ver os brinquedos a cair ao chão (pega neles e deixa-os cair ao chão de propósito... Já devem estar a imaginar a animação que há cá em casa);

- manipular muito bem os brinquedos, tão bem que aqueles que fazem mais barulho ele sacode-os com tanta força que só ficamos com receio que ele se magoe a ele próprio (descobriu que é giro bater com os brinquedos contra o tabuleiro da cadeira de alimentação);

- brincar com os seus pés (consegue colocá-los na boca e adora estar descalço. Continua a gostar de brincar com as suas mãozinhas e ao longo do dia é giro vê-lo atento a observar os dedinhos mexerem);

- estar mais tempo sentado (pois já controla bem os movimentos da cabeça e do pescoço);

- rolar na cama, da posição de deitado de costas para deitado de lado (está quase, quase, a rolar totalmente, só falta coordenar melhor o braço que fica por baixo. Continua a odiar estar de barriga para baixo!);

- brincar cada vez mais com os brinquedos (já os consegue agarrar com as duas mãos, às vezes usa apenas uma mão para agarrar o brinquedo, passa o brinquedo de uma mão para a outra... É mesmo giro vê-lo a descobrir a pouco e pouco as suas habilidades);

- chamar a atenção das pessoas através de sons (adora "palrar", gritar e sorrir, mas se fôr necessário também chora para chamar a atenção);

- brincar com pessoas (adora que brinquem, cantem e falem para ele! Está numa fase que quase não estranha as pessoas. É indiscritível cada gargalhada que ele lança quando está contente);

- ouvir/ver músicas infantis (existem 3 links no YouTube que ele é totalmente viciado). 

 

É impressionante como ele está cada vez mais curioso! Vira-se todo se ouve a voz de alguém que não está a ver, para encontrar a pessoa, entende o seu nome quando o pronunciamos, e fica atento a muitas das nossas conversas!


Quanto ao padrão de sono digamos que pouco mudou, ainda não tem nenhuma rotina, acho que a vontade de comer dele é superior ao querer dormir a noite toda (Eh... Eh... Eh...).

 

Continua a não gostar de dormir sozinho, e este mês como ficou algumas vezes com cólicas (por causa de alguns legumes) e uns dias doentinho, lá cedemos e ficou várias vezes a dormir connosco... Ele gosta tanto e nós gostamos ainda mais! 

 

Temos procurado aproveitar, ao máximo, cada segundinho da vida dele pois sabemos que o tempo passa rápido de mais e quando dermos conta ele estará um verdadeiro homenzinho!

IMG_6332.JPG

VAI UM PEDACINHO?

IMG_6186.JPG

Este fim-de-semana decidi fazer um docinho bem simples e que toda a gente gosta: Folhado de Nutella. Para que conhece a versão da "Flor de Nutella", esta receita é praticamente igual, só que este leva apenas 2 massas folhadas e as pontas de cada fatia são torcidas quatro vezes (e no final as pontas da massa não se unem). 

IMG_6190.JPG

 

Um lanchinho simples para esta época de Natal!

ESTRELINHAS VINDAS DE PORTUGAL

O Gui ontem completou o seu sexto mesinho e hoje, na caixa do correio, vindo directamente de Portugal, estava uma mega surpresa dos Padrinhos, para comemorar este meio aninho de vida!

 

Um postal em forma de estrela com uma mensagem e seis prendinhas, embrulhadas com papel com estrelinhas, cada uma a representar cada mesinho de vida do Gui... Mas que ideia tão original!

 

Foi tão bom ver o Gui a descobrir cada presentinho que era obrigatório partilhar com vocês um bocadinho desse doce momento que se viveu hoje aqui em casa...

IMG_6318.JPGQue ricas estrelinhas que vieram de Portugal... Obrigado Padrinhos!